Coluna Raio Laser - Edição: 24/1

Wagner passou no aniversário Ângelo Coronel e aproveitou também para colocar água na fervura do PP e do PR, e fumou o cachimbo da paz com Cacá Leão e José Carlos Araújo


Tribuna da Bahia, Salvador
24/01/2018 07:58 | Atualizado há 57 minutos

   

Na defesa e no ataque

A caminho de Porto Alegre, onde acompanhará o ex-presidente Lula no julgamento dos recursos ao TRF-4, Jaques Wagner encontrou tempo para passar no aniversário do presidente da Assembleia Legislativa, Ângelo Coronel. Além dos parabéns ao deputado do PSD, Wagner aproveitou também para colocar água na fervura do PP e do PR, e fumou o cachimbo da paz com Cacá Leão e José Carlos Araújo. De lambuja, ainda posou para fotos com Alex Lima, Luiz Augusto, Eduardo Salles e Adolfo Menezes. Com isso , os correligionários acreditam ter anulado intrigas da oposição anotadas neste final de semana.

TRE

Já se prevê que até 31 de janeiro não há condições para o TRE atender todos os eleitores no processo da biometria. O que tem acontecido é um tratamento que fere a cidadania, com pessoas dormindo em meio ao matagal que cerca o Tribunal, para garantir atendimento no dia seguinte. Aí fica a pergunta: por que não fixar logo a data de 31 de março para a conclusão dos trabalhos, planejando adequadamente as tarefas?

FazAtleta em 2018

O Diário Oficial do Estado publica, hoje, a aprovação de recursos do Programa Estadual de Incentivo ao Esporte Amador do Estado da Bahia – FazAtleta. O decreto, assinado pelo governador Rui Costa , durante o seu programa Papo Correria, no Facebook, destina para o exercício de 2018 o montante de R$ 4,5 milhões, a título de incentivo fiscal, para serem aplicados no Programa. Uma forma de estimular e valorizar novos talentos. 

Flerte

Os movimentos de flerte de lideranças governistas com o prefeito ACM Neto (DEM) têm provocado até o interesse dos jornalistas, mas no fundo parecem que não passam disso. O caso do aniversário do deputado federal Paulo Azi (DEM), ao qual compareceram os deputados federais Cacá Leão (PP) e José Carlos Araújo (PR), parece típico. Um dia depois, no aniversário de Diego Coronel, candidato a deputado estadual filho do presidente da Assembleia Legislativa, Angelo Coronel (PSD), as mesmas lideranças estavam lá presentes. Cacá Leão, por exemplo, não fez questão de comparecer, como ainda fez discurso na casa de Coronel, defendendo o seu nome para o Senado, e o do pai, João Leão (PP), para vice na chapa de Rui Costa. 

Outro lado

Outro que fez questão de estar presente na festa do filho de Angelo Coronel foi o deputado federal José Carlos Araújo, do PR, partido para o qual se dirige uma turma, liderada pelo deputado federal Ronaldo Carletto (PP), que vira e mexe aventa a possibilidade de migrar para o lado do prefeito ACM Neto. A presença de Araújo, no entanto, mostrou que a coisa não é bem assim. 

Que se faça Justiça!

“A base da sociedade é a justiça; o julgamento constitui a ordem da sociedade: ora o julgamento é a aplicação da justiça”, assim pensava Aristóteles. Isto vem a propósito da sessão especial de hoje no TRF4, quando a primeira sentença do juiz Sérgio Moro condenando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será apreciada em segunda instância. Não é auspicioso ver um ex-presidente da República “no banco dos réus”. De qualquer forma, se ilícitos foram cometidos, que se aplique a lei, provando acima de tudo que todos são iguais no sítio da Deusa Temis. Com isso o Brasil dá uma demonstração ao mundo que deixou de ser uma republiqueta, e suas instituições funcionam mesmo em momentos mais graves. É o que se espera ver nesta quarta-feira, em Porto Alegre.


Leia a Coluna completa na edição impressa do jornal ou na Tribuna Virtual (clicando na capa do jornal que está na home do site).

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas