Polícia conduz sete integrantes da Bamor para o DHPP

Eles são suspeitos de fazer parte do grupo que atirou em um torcedor do Vitória, na Avenida Gal Costa, após término do jogo no Barradão


Tribuna da Bahia, Salvador
11/09/2017 06:46 | Atualizado há 14 dias, 17 horas e 56 minutos

   
Foto: Reprodução

Sete integrantes da torcida organizada Bamor foram conduzidos, na noite deste domingo (10), para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro da Pituba. Eles são suspeitos de fazer parte do grupo que atirou em um torcedor do Vitória, na Avenida Gal Costa,  após término do jogo no Barradão. O grupo pode ser autuado por tentativa de homicídio.

Guarnições do Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos (Bepe) chegaram ao local minutos depois e deram socorro ao torcedor. Com informações de que os autores seriam da Bamor, uma equipe seguiu com apoio de militares do 18 Batalhão da Polícia Militar (Centro Histórico) até a sede da organizada, nos Barris. No local encontraram um revólver calibre 38, que pode ter sido utilizado no crime. O presidente da torcida organizada, Luciano Venâncio, está entre os conduzidos.

"Nos dias de jogos sempre nos preocupamos e alertamos as equipes para as avenidas no entorno das arenas. Logo que o fato chegou ao nosso conhecimento demos início às buscas", contou o comandante do Bepe, tenente-coronel Saulo Roberto da Costa Santos. O oficial lamentou que ainda exista intolerância e violência no esporte.


Compartilhe       

 


TRIBUNA VIRTUAL



 

Notícias Relacionadas