Medrado reassume mandado de deputado federal

Aliado de Rui retorna à Câmara após indecisão de Colbert Martins


Tribuna da Bahia, Salvador
13/09/2017 09:38 | Atualizado há 12 dias, 14 horas e 57 minutos

   

Por Romulo Faro

De volta à Câmara dos Deputados após mais um período de indecisão de Colbert Martins, que durou um mês, o baiano Marcos Medrado (Podemos) mais uma vez atribui ao prefeito ACM Neto a “demora” para que ele assumisse o mandato cujo titular é o ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República, Antônio Imbassahy (PSDB), deputado federal licenciado. A cadeira baiana na Câmara estava vaga desde 3 de agosto último, quando o tucano reassumiu seu posto na Esplanada dos Ministérios. “Toda vez que eu tiver que sair vai ser a mesma coisa. O prefeito é muito perseguidor. Só espero ele autorizar o cara sair para eu entrar. Ele é torturador, porque a Bahia fica sem um deputado em Brasília, só para atender à vontade dele”, reclamou Medrado em entrevista ao Bahia.ba. 

Na primeira vez que assumiu a suplência, em junho último, Marcos Medrado aguardou praticamente cinco meses. O caminho para ele chegar à Câmara é longo. Ele dependia do posicionamento do vice-prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (PMDB), primeiro na fila após a ida de Antônio Imbassahy (PSDB) para o ministério e o retorno de Tia Eron (PRB) para a Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) da prefeitura de Salvador. 

Leia mais na edição impressa do jornal ou no Tribuna Virtual.


Compartilhe       

 


TRIBUNA VIRTUAL



 

Notícias Relacionadas