Reestruturação das linhas de ônibus começa nesta quinta-feira (12)

Serão quatro fases do trabalho, implantadas de forma gradual até fevereiro de 2018


Tribuna da Bahia, Salvador
11/10/2017 16:00 | Atualizado há 8 dias, 1 hora e 14 minutos

   
Foto: Divulgação

Com a reestruturação das linhas de transporte urbano de Salvador, o cidadão terá maior oferta de ônibus em seu bairro de origem e fará o deslocamento para seus respectivos destinos em tempo menor que o praticado atualmente, a partir do Terminal Acesso Norte, que nesta quinta-feira (12) passará a ser uma estação de transbordo, nos mesmos moldes da Lapa ou de Pirajá. Dessa forma, o local servirá como ponto para baldeação de veículos oriundos de 32 localidades da capital baiana, num esforço que remodelará 77 linhas.

A medida, implantada pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), diminuirá em até 50% o período da viagem, que cairá de cerca de 1h para 30 minutos, na maior parte dos roteiros, otimizando o itinerário dos passageiros por meio da integração ônibus-metrô. A primeira fase será dividida em duas etapas: uma começa a partir desta quinta-feira (12), com a reprogramação do roteiro de 23 ramais viários da cidade; e a segunda etapa desta primeira fase será implantada no próximo dia 21. Serão quatro fases do trabalho, implantadas de forma gradual até fevereiro de 2018.

Alterações

As principais comunidades beneficiadas com a medida serão Alto do Peru, Fazenda Grande do Retiro, Capelinha, Bom Juá, Pau Miúdo, IAPI, Santa Mônica, Conjunto Marback, Stiep/Centro de Convenções, Vale do Matatu, Cabula, Pernambués, Saboeiro, São Gonçalo do Retiro, Nossa Senhora do Resgate, Conjunto ACM/Arraial do Retiro, Engomadeira, Arenoso, Tancredo Neves, Mata Escura/Jardim Santo Inácio, Sussuarana/Nova Sussuarana/Novo Horizonte.

As linhas distribuidoras para esta fase serão Acesso Norte-Barroquinha (com frota de dez veículos e intervalo de cinco minutos) e Acesso Norte-São Joaquim/Comércio (com frota de seis veículos e intervalo de 15 minutos). Essas linhas darão cobertura aos destinos Sete Portas, Barroquinha, San Martin, Calçada, São Joaquim e Comércio. Bairros como Conjunto Marback, Vale do Matatu, Sussuarana e Nova Sussuarana, Mata Escura, Jardim Santo Inácio e Tancredo Neves levarão passageiros até a estação Acesso Norte.

Bilhete Único

O Bilhete Único ou o Metropasse são as formas válidas para que o passageiro participe da integração, que é o que garante que a viagem foi realizada num período máximo de três horas. No caso do Bilhete Único, válido nos ônibus urbanos, estão incluídos os cartões Bilhete Avulso, Vale Transporte e Meia Passagem Estudantil do Salvador Card - utilizando apenas ônibus urbanos, a integração pode ser feita em até duas horas. Hoje, Salvador dispõe de 600 mil cartões ativos, ou seja, que foram utilizados ou carregados pelo menos uma vez nos últimos seis meses. O Bilhete Avulso, que é aquele que qualquer cidadão pode obter, é gratuito e pode ser adquirido em mais de 170 postos espalhados pela cidade.

Avanços

Desde 2013, uma série de ações promovidas pela Prefeitura tem facilitado cada vez mais a mobilidade da população, refletindo na qualidade de vida dos cidadãos. A primeira delas foi a implantação do programa Domingo é Meia, que permite ao passageiro pagar apenas metade da tarifa de ônibus aos domingos. Foi implantado o Bilhete Único, que possibilitou o pagamento de apenas uma tarifa para dois transportes – metrô e/ou ônibus. Além disso, foi promovida a renovação e modernização da frota, com 1.200 ônibus novos e instalação de GPS e câmeras de segurança nos veículos, que passam a ter idade média de quatro anos.

Também foram implantados o Centro de Controle Operacional (CCO), com monitoramento dos ônibus em tempo real; mais de 1,5 mil novos abrigos; o aplicativo CittaMobi, que informa aos usuários o horário das linhas instantaneamente; e o serviço Conect Bus, executivo que percorre as principais vias da cidade com disponibilização de serviços como ar-condicionado e Wi-Fi. E depois de anos em situação precária, a Estação da Lapa foi completamente requalificada após processo de Parceria Público-Privada (PPP), com investimento de mais de R$20 milhões.


Compartilhe       

 


TRIBUNA VIRTUAL



 

Notícias Relacionadas