Democratas discute saída do governo Temer

Para se distanciar da impopularidade de Temer, o DEM pode entregar o Ministério da Educação, que é comando por Mendonça Filho


Tribuna da Bahia, Salvador
10/03/2018 08:14 | Atualizado há 14 dias, 5 horas e 38 minutos

   
Foto: Jefferson Peixoto

Por Rodrigo Daniel Silva

Eleito presidente nacional do Democratas nesta semana, o prefeito de Salvador, ACM Neto, informou, ontem, que o seu partido vai discutir, na próxima quinta-feira, se permanece ou não na base do presidente Michel Temer (MDB). “A partir da próxima semana, nós vamos fazer as reuniões da Executiva do partido. A primeira vai acontecer na quinta-feira pela manhã. É obvio que esse assunto vai entrar em pauta. Eu diria que, talvez, seja um dos assuntos prioritários para serem discutidos internamente no partido”, afirmou, em entrevista coletiva, na cerimônia de entrega de imóveis do Minha Casa, Minha Vida no Jardim das Margaridas com a presença do ministro das Cidades, Alexandre Baldy.

Para se distanciar da impopularidade de Temer, o DEM pode entregar o Ministério da Educação, que é comando por Mendonça Filho. Ele deve deixar o cargo para disputar o governo de Pernambuco. Ontem, foi ventilado, no entanto, a possibilidade de o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Sílvio Pinheiro, ocupar o posto. O prefeito ACM Neto, no entanto, praticamente descartou a hipótese. Disse que as chances são “remotas”. 

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas