Valdemir Santana - Edição do dia 13/3

Criada no Quênia com apoio japonês, grife “Karibu” é sensação no Brasil


Tribuna da Bahia, Salvador
13/03/2018 08:19 | Atualizado há 11 dias, 5 horas e 34 minutos

   
Foto: Reprodução

Uma grife de moda afro brasileira, a colorida “Karibu” criada em projeto social do Quênia, às margens do icônico Vitoria, o maior lago tropical do mundo, vira sensação na vanguarda fashion brasileira. São peças modernas, de colorido forte, como a saia longa “Mini Flowers Red” que a geóloga cearense Marcela Matthews Halla (foto)  usa em frente ao Castelo Garcia D’àvila, em Praia do Forte, na Bahia.

Para se ter idéia do sucesso no Brasil, desenvolvido em núcleos do Rio de janeiro e do Ceará, basta ver a confirmação da marca no badalado “Veste Rio”, o maior evento de moda carioca. A afro-brasileira “Karibu” está no “Salão de Negócios”, de 11 a 13 de abril e no “Outlet” de 12 a 15. Na mesma semana participa de debates na “Casa Naara”, também no Rio, sobre moda sustentável. 

A “Karibu” surgiu no Quênia fazendo parte do internacional projeto “Women Economic Empowerment Project”, com a ong “Devlink” que tem apoio financeiro do governo do Japão. Entre os criadores da marca está uma brasileira. Na nova campanha para o Brasil  são divulgadas blusas, saias, e bijuterias. As estampas coloridas misturam motivos africanos com a icônica estamparia Paisley, de origem persa. Mas ganha destaque também detalhes inspirados no lendário povo Masai, famoso pela matança de leões. 

Top acarajé da Bahia no museu chique de São Paulo

Uma grife muito especial de acarajé baiano, a “Tabuleiros das Meninas” que faz sucesso enorme em eventos do high society e do show business paulistanos, é atração durante dois dias, 24 e 25 deste mês, na agenda do “Museu da Casa Brasileira”, de São Paulo. É o único museu do país especializado em design e arquitetura, e considerado uma referência nacional e internacional nesses temas.

A grife de petiscos de origem africana que fazem a fama da comida de rua de Salvador, foi criada pelas cozinheiras baianas Cristina Melo, Ganesha Melo e Luana Mellado. Elas moram em São Paulo e preparam acarajé, abará e bolinhos de tapioca. No “Museu da Casa Brasileira” a atração baiana faz parte da agenda da “Feira da Cozinha Brasileira Sabor Nacional”. Além de comida, há equipamentos como as tábuas para cortes, da marca curitibana “Cannelle Design” feitas em Araucária maciça.

Depois de SP, chocolate “Dengo” na cena de luxo do Rio

O sucesso do chocolate de luxo feito com cacau especial da mata atlântica da Bahia parece sem limites. Depois de inaugurar loja no “Shopping JK Iguatemi” de São Paulo, o mais luxuoso do Brasil, agora nos planos da marca “Dengo” está a inauguração de uma loja no exclusivo “Village Mall” da Avenida das Américas. É considerado o centro de moda de luxo mais requintado do Rio de Janeiro. 

Como Boa Terra noticiou com exclusividade, a “Dengo” foi criada sobre orientação do magnata Guilherme Leal, sócio-fundador da gigante holding de cosméticos “Grupo Natura”. Além do respaldo de um dos empresários mais prestigiados do país, a “Dengo” é comandada pela chef Chocolatière Luciana Lobo, queridinha da alta gastronomia paulistana. Além de receber o produto especial para criar o chocolate fino, Luciana fez questão de visitar as chamadas matas Cabrucas, um Oasis de plantas especiais num espaço singular da Mata Atlântica da Bahia.

Talento baiano na agenda erudita da Áustria

O casal de bailarinos formado pela catarinense Karine de Matos, e o baiano de Salvador, Diego Cunha, está no centro das atenções da agenda erudita da Áustria. Os dois estão no elenco de “Cinderella”, que estreou no final da semana. É a montagem do balé de repertório do ucraniano Sergei Prokofiev pelo secular e requintado “Landestheater” de Salzburgo, onde o casal atua desde 2016. 

A montagem que tem coreografia do mestre Peter Breuer mostra Karine de Matos como solista. Diego que conheceu Karine ao deixar Salvador e ingressar na “Escola do Teatro Bolshoi do Brasil", em Joinville, faz parte do grupo “Tanz-Ensemble of the Landestheater” que atua na montagem.

Festa de aniversario na rua artsy

A animação na neoclássica rua artsy Direita de Santo Antonio,do centro histórico de Salvador, no final de semana ficou por conta da comemoração do aniversario do procurador federal Carlos Augusto Serra de Faria, que entre os amigos é conhecido como Guto Faria. A turma foi reunida  no espaço de arte do pintor Gustavo Moreno e teve como anfitriã a advogada Silvana Faria, mulher do aniversariante. Entre os convidados a juíza Maria Fausta Cajahyba e os artistas plásticos Leonel Mattos e Isa Oliveira.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas