Espaço cultural “Boca de Brasa” inaugura atividades culturais em Cajazeiras

Artistas do “Coletivo 4” oferecem cursos de produção cultural, palestras e workshops de audiovisual

Tribuna da Bahia, Salvador
23/01/2021 12:22 | Atualizado há 1 dia, 6 horas e 14 minutos

   
Foto: Divulgação

O grupo Coletivo4, formado por artistas das artes cênicas da cidade de Salvador, lança, neste mês de janeiro, uma série de atividades culturais realizadas no Espaço Boca de Brasa, no bairro de Cajazeiras. As ações envolvem desde a formação em audiovisual, produção cultural, rodas de diálogos, até o encerramento, com a apresentação, em palco, das atividades planejadas durante as oficinas. 

Esta é uma ação realizada pelo projeto Coletivo4, que foi contemplado pelo edital de Ocupação e Dinamização de Espaços Culturais, da Fundação Gregório de Mattos, Prefeitura de Salvador.

“A nossa maior motivação é chegar num teatro em sua inauguração. Iremos, através da nossa expertise, de todo nosso conhecimento adquirido ao longo dos anos, transmitir as pessoas do bairro ferramentas e ideias de melhor aproveitamento do espaço para que eles possam se apropriar daquela estrutura; não apenas do artístico, mas também da produção”, afirma Fernanda Paquelet, coordenadora de produção do projeto. 

Os interessados em participar das atividades devem acessar o Instagram @ColetivizandoCajazeiras e realizar a inscrição. A primeira etapa acontece até o dia 25 de janeiro - para formação em audiovisual, produção cultural e o palco aberto, estando disponível para o público em geral, com idade mínima de 16 anos. 

A formação em audiovisual irá contemplar 30 vagas para turma online. Já as inscrições para o palco aberto, que ocorre no mesmo período, é uma mostra competitiva aberta para praticantes das artes cênicas que residam ou trabalhem em Cajazeiras. 

Para quem deseja participar da disputa em grupo, pelo menos um dos integrantes deve ter vínculo com o bairro. Ao todo, serão ofertadas 30 vagas, com premiação em dinheiro ao final do concurso artístico, no mês de junho. Todas as atividades serão por meio virtual, em virtude da pandemia causada pelo coronavírus.

Subdivido em diferentes formações, todas as práticas dialogam entre si, ou seja, as atividades realizadas por cada turma estão inter-relacionadas e irão contribuir para o resultado a ser apresentado no final do projeto, como um único produto cultural. 


Compartilhe       

 




Mais sobre