Hospital Salvador passa a funcionar exclusivamente para casos de Covid-19

Com gestão a ser feita em parceria com a Santa Casa de Misericórdia, instituição contratada pela Prefeitura, serão oferecidos no total 40 leitos de UTI e 120 de enfermaria.

Tribuna da Bahia, Salvador
26/02/2021 20:27 | Atualizado há 1 hora e 22 minutos

   
Foto: Valter Pontes/Secom

Após requisição administrativa realizada pela Prefeitura, o Hospital Salvador, localizado na Federação, passa a funcionar exclusivamente para atender a casos de Covid-19 a partir desta sexta-feira (26), através de regulação. O anúncio foi feito através de coletiva virtual pelo prefeito Bruno Reis, que esteve no local acompanhado da vice-prefeita e secretária de Governo (Segov), Ana Paula Matos, e do secretário municipal da Saúde (SMS), Leo Prates.

Com gestão a ser feita em parceria com a Santa Casa de Misericórdia, instituição contratada pela Prefeitura, serão oferecidos no total 40 leitos de UTI e 120 de enfermaria. Este é o quarto hospital de campanha voltado apenas para pacientes com coronavírus, assim como o Sagrada Família (Bonfim), Itaigara Memorial (Caminho das Árvores) e Santa Clara (Itaigara), estes três já em funcionamento.

“Já ultrapassamos o número de leitos de UTI da primeira onda, que eram 228. Neste momento, já estamos oferecendo 236 leitos de UTI, incluindo os dez da Unidade de Suporte Ventilatório na UPA de Valéria. Leitos esses tão escassos e preciosos neste momento, para ajudar a gente a enfrentar esse momento crítico de pandemia”, declarou o prefeito.

Ele lembrou que, além dos hospitais de campanha, a Prefeitura também contratou leitos para Covid-19 nos hospitais Evangélico, Português e Santa Izabel. “Vamos seguir ampliando com um novo hospital de campanha que será iniciada a montagem amanhã (27), às 9h30, no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) em Itapuã. Abrimos esta semana um gripário em São Cristóvão, ao lado da UPA Parque São Cristóvão. Já estamos montando e vamos inaugurar, na próxima semana, um outro gripário na UPA dos Barris”, elencou Bruno Reis.

O chefe do Executivo municipal completou ainda que a Prefeitura vem fazendo um grande esforço na ampliação de leitos, mas os recursos são limitados. “Temos limitação de respiradores, chegaram 30 esta semana e mais 25 estão sendo enviados, além de enfrentarmos dificuldade de profissionais para consistir equipes. Então, é preciso que vocês, cidadãos, façam um esforço junto com a Prefeitura, evitando aglomeração, utilizando máscara, fazendo higienização e respeitando as medidas municipais e estaduais para evitar mais casos”, apelou.

Demanda – O prefeito demonstrou novamente preocupação com a demanda provocada pela Covid-19 no sistema de saúde. Ele informou que, somente nas últimas 24h, foram regulados 72 pacientes das UPAs para os hospitais, e outros 75 aguardam regulação – destes, 30 precisam de UTI. “Nesses 11 meses, lutamos para que as pessoas não morressem. Esse é um inimigo perigosíssimo, que a gente não enxerga e que está tendo uma agressividade maior, levando as pessoas a ficarem mais tempo na UTI. É por isso que cada um precisa fazer a sua parte”, alertou Bruno Reis.


Compartilhe       

 




Mais sobre