Coluna do Larangeira

Por Antonio José Larangeira


Tribuna da Bahia, Salvador
13/10/2021 21:54

   

Carroças, não

Por indicação ao prefeito Colbert Martins, o vereador Galeguinho (PSB) sugeriu o uso de tração animal para puxar carroças e charretes em Feira de Santana, seja para o transporte de cargas ou pessoas, seja proibido no município. A indicação foi encaminhada ao  alcaide, para que possa ser transformada em Lei. O texto, ainda, orienta que a Prefeitura possa incentivar os trabalhadores que dependem de carroças na aquisição de veículos que substituam a tração animal por outros meios de transportes. A proposta é que os carroceiros abandonem o uso dos animais e passem a  motos.

Imortal

A cantora Maria Bethânia foi eleita a nova imortal da Academia de Letras da Bahia (ALB). Ela vai ocupar a Cadeira 18, que pertencia ao historiador, ensaísta e professor Waldir Freitas Oliveira, falecido no dia 17 de junho, aos 92 anos. Bethânia será a 5ª titular da cadeira, tendo como patrono o advogado Zacarias de Góes e Vasconcelos.

Virtual

O Museu Casa do Sertão e o Centro de Memória dos Povos Indígenas do Nordeste,  da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), promovem, no espaço virtual, a mais recente produção em celebração ao mês da criança.  Para a ocasião, é apresentado o colaborativo processo curatorial da Exposição Virtual Memórias, Brinquedos e Brincadeiras Indígenas. A mostra que propõe um passeio pelos diferentes territórios das nações Tumbalalá-BA, Atikum-PE, Truká-PE, Tuxá-BA e Pankararu-BA; percorre as diferentes expressões do lúdico, reunidas em registros audiovisuais coletados pelos estudantes indígenas da Uefs, via celular.

Corte

A comunidade acadêmico-científica brasileira foi afrontada pela notícia do corte de 90% das verbas destinadas à ciência no país, pelo Ministério da Economia. Tal ignobilidade se põe em linha com o espírito geral de um Governo Federal que nega a importância da ciência, menospreza e estrangula órgãos técnicos, que solapa e aparelha a cultura, e que vê as universidades públicas como meras fontes de despesas, quando não as reduz à condição de indesejáveis antagonistas políticas. A Universidade Estadual de Feira de Santana se soma às outras instituições de pesquisa do Brasil, em sua manifestação de repúdio a tão execrável decisão governamental, fruto de obscurantismo, miopia estratégica e descompromisso com as futuras gerações.

Estará aniversariando amanhã, o artista plástico Juraci Dórea, que deverá ser bastante cumprimentado pela intelectualidade  feirense.

Horácio Jaworsky e Charline, socialmente.

Compartilhe