Em Tempo

Por Alex Ferraz


Tribuna da Bahia, Salvador
02/12/2021 20:04

   

PERDIDOS

Surpreendidos pela variante ômicron, e traídos pelo otimismo tolo de quem acha que sabe mais que a ciência, algumas autoridades do setor de saúde, com exemplo máximo em São Paulo, têm dado entrevistas patéticas à mídia, gaguejando, fazendo voltas e tentando arranjar "culpados" para justificar como sair da tremenda encrenca de garantir o que jamais poderiam ter garantido. Patético.

"A natureza nunca nos engana; somos sempre nós que nos enganamos." (Jean-Jacques Rousseau, 1712-1778, filósofo francês)


Surpreende o domínio do crime em Salvador, agora refém da bandidagem.

Não resta dúvida. Não tem viatura nova nem promessas vãs da polícia e do governo que convençam. Está óbvio, com os tiroteios diários em vários bairros, que a capital baiana está sob o DOMÍNIO do mal.
"Soluções" paliativas e discursos não convencem diante da realidade cruel.
Todos que vêm à TV, representando as autoridades do setor, falam o que está acontecendo, explicam que é guerra de traficantes, que esse e aquele bairro tem saída fácil para a BR, e outros papos óbvios, coisa que a mídia já falou.
Porém, nunca há uma ação real, com inteligência, para simplesmente acabar com isso. Apreender armas, prender as gangues, ou seja, agir como quem realmente quer enfrentar o problema. Olha, chega a ser estressante falar de coisas tão óbvias. Ufa!

Os "haters" e a inveja doentia

Como pode um menino negro, de família pobre, alcançar dezenas de MILHÕES de visualizações nas redes sociais?
Isso é coisa para branquelos loirinhos e filhinhos de papai.
Assim "pensam" os imbecis racistas que atacam o "Menor Nico", garoto do interior baiano, com palavras de um racismo doentio.
No fundo, muita inveja. E uma mentalidade de jegue, com todo respeito a esses inocentes quadrúpedes.

Teimosia patética

O Rio, sempre o Rio. Enquanto dezenas de cidades daquele estado cancelam carnaval e réveillon, na capital fluminense o Sambódromo está à toda, e o prefeito irresponsável protela uma decisão decente, furioso por sua ousadia pretensiosa sucumbir diante da realidade da covid-19.

Quem é o verdadeiro?

O novo integrante do STF, o terrivelmente evangélico André Mendonça, que em plena pandemia ainda sem vacina pediu para cultos evangélicos serem liberados, posou de "independente" na sabatina de um senado negligente.
Defendeu até casamento gay e disse que o o Brasil é um estado laico. Só idiotas acreditaram. Uma palhaçada. 

Coleguinhas, aprendam!

Rogo aos repórteres e apresentadores de TV que entendam: se a pessoa NÃO resistiu aos ferimentos (aliás, essa expressão virou moda), é ÓBVIO que morreu. Portanto, não digam "não resistiu aos ferimentos E MORREU." É burrice.

Nunca antes neste país

Todos os governantes acabam mentindo, aqui e acolá.
Porém, nunca antes neste país houve tanta enganação, mentiras deslavadas, como agora.
E vai piorar, na medida em que teremos cada vez mais ignorantes e fanáticos religiosos votando. Anotem aí.

Compartilhe