Em Tempo

Por Alex Ferraz


Tribuna da Bahia, Salvador
20/09/2021 14:58

   

DEMOCRACIA

Em que pé está a apuração dos assassinatos cometidos com apoio da loja Atakarejo de Amaralina? Como anda a investigação da megera das babás do Imbuí? A quantas anda a situação da médica Kátia Vargas, ora de boa no Canadá, em relação às mortes de dois irmãos numa moto provocadas por ela? E as apurações das acusações terríveis contra Aécio Neves? Como se vê, nossa impunidade é bem democrática.

 “Não há soluções políticas para problemas econômicos.” (Joelmir Beting)

O papo furado maçante de comentaristas e dirigentes da economia

Sinceramente, não tenho mais paciência para o blá-blá-blá de comentaristas se economia e dos próprios dirigentes (ir) responsáveis do setor nos governos.

Os primeiros, primam por um palavreado repetitivo, reproduzindo chavões engabeladores ininteligíveis para a maioria absoluta das vítimas das políticas econômicas (o cidadão, lamentavelmente eleitor), e fazendo contorcionismos para tentar agradar banqueiros e enrolar o povo, sempre ignorante.

Os segundos, que ditam a tal política econômica, sempre sugando dos incautos (maioria da população) para manter privilégios, dizem uma coisa, sabendo EXATAMENTE que estão fazendo o oposto.

Mas como a mídia, os interesseiros e meia dúzia de irresponsáveis se recusam a analisar a realidade real (pleonasmo e trocadilho propositais), que se amiúdam, fica o feito pelo não dito. Argh!

Cronicamente inviável (I)

No Rio de Janeiro, sempre lá, cresce a indústria de passaportes de vacina falsos, vendidos nas portas de shows, estádios etc., beneficiando imbecis criminosos que não se vacinam nem se importam em contaminar os outros.

Pelo que se sabe sobre o comércio farto de atestados médicos e carteiras de habilitação farto na Praça da República, em São Paulo (já vi, inúmeras vezes, in loco), a falcatrua não será privilégio dos malandros cariocas.

Cronicamente inviável (II)

Mas como estamos no país que JAMAIS se leva a sério, em todos os tempos, do Planalto às prefeituras (e hoje num momento de perigosa exacerbação), certamente muitos promotores de shows e dirigentes de clubes de futebol exultam com isso. O que importa é receber o "bambá."

Cronicamente Inviável (III)

A propósito, o título desses comentários peguei de um filme que deveria ser exibido todo ano, em todas as salas de aula.

"Cronicamente Inviável" é uma produção de 2000, dirigida genialmente por Sérgio Bianchi, que retrata o Brasil exatamente como ele é, como pensam, na verdade, seu povo e suas elites. Assistam, ou não. Ninguém escapa, nenhum (des) governo, nenhum cidadão, nenhum político. Quem duvida, que siga se iludindo. Ou faturando com esse espetáculo dantesco. Boa semana para todos.

Compartilhe