Em Tempo

Por Alex Ferraz


Tribuna da Bahia, Salvador
23/09/2021 16:30

   

SELVAGENS

Vacina sobrando nos Estados Unidos, mas somente pouco mais de 54% da população vacinada até agora, embora o imunizante seja encontrado em qualquer farmácia de esquina. Reação de imensa parcela do povo americano que é absolutamente ignorante. Negacionistas e, como nada sabem do que ocorre no mundo, acreditam que são os únicos seres humanos do planeta. Nojento, isso! Mas...

"Os americanos salvaram o mundo... E ficaram com ele.”.  (Luís Fernando Veríssimo)

Alguns flashes pandêmicos para os leitores "sextarem" à vontade

Entre as os "neologismos" bestializantes criados por alguns "gênios" do linguajar "relaxante" da TV, está esse "verbo" sextar. Que seja. Então, lá vão algumas dicas para sextar amanhã na Covid-19.

1. Publicado ontem, dia 22, no UOL: em São João do Sul (SC), três irmãos morreram de Covid-19 em oito dias. Com idades entre 49 e 52 anos, todos recusaram a vacina. Dois por serem diabéticos e um por "falta de tempo", pois tinha que trabalhar.

2. Duas notícias dos últimos oito dias: em São Paulo, cerca de 7.500 casos deixaram de ser notificados por "falhas no sistema." E no Ceará, foram 12.500, pelo mesmo "motivo."

3. E por falar em sub-notificação, por que não há amplo debate sobre isso?

4. E ainda a respeito, qual a razão de não haver amplo debate científico sobre variantes delta e mu, para o público?

5. Governo da Bahia liberou eventos para até 1.100 pessoas.

6. Finalizando: um dos mortos pela variante delta na Bahia já tinha tomado a primeira dose.

Da pública à privada (I)

Vejo mais um, entre inúmeros e recorrentes, episódio de serviços antes públicos mas transformados em PRIVADA, nessa ânsia explicável de terceirizar tudo.

Ilhéus é bola da vez: uma vergonha na cidade, entupida de lixo, porque precisa ter licitação etc., diante da irresponsabilidade da empresa de limpeza privada, que simplesmente abandona tudo e que população se lasque.

Da pública à privada (II)

Lembro que, quando criança, segurança, limpeza, transporte coletivo eram praticamente todos públicos. Ou seja, gastavam o dinheiro público em atendimento ao público, povo

Hoje, os bilhões tomados de nós em impostos são integralmente gastos com políticos e governantes. Lenhou!

E por falar em privada...

Quanto mais cresce a violência e decresce a segurança PÚBLICA, mais e mais empresas privadas de segurança (sic) se locupletam.

Tempos modernos.

Compartilhe