Em Tempo

Por Alex Ferraz


Tribuna da Bahia, Salvador
24/09/2021 16:18

   

PERIGO!

Sabe-se a fartar que não existe nada mais selvagem do que torcedor fanático de futebol (talvez perca para o talibã). Mas governantes que estão reabrindo estádios ao público "garantem", cientistas que são, segurança total. Bem, vamos aguardar os acontecimentos e as novas cepas. Afinal, a humanidade está mesmo sendo cobaia em nome da economia... Até o Planalto, que vive um surto.

“Nunca se mente tanto como antes das eleições, durante uma guerra e depois de uma caçada.” (Oto von Bismarck)

Por que não reúnem cientistas para avalizarem o fim das restrições? Curioso...

Na Bahia, estamos, como em São Paulo e mesmo o bagunçado Rio de Janeiro, rumo a um relaxamento radical de restrições anti-covid, de escolas aos estádios e festas populares. Tudo em nome de pouco mais de 54 por cento de vacinados e ignorando novas cepas. Tudo isso preparando a galera para acreditar em réveillon e carnaval.

Bem, que façam, até porque precisam dos votos dos tolos nas próximas eleições.

Mas insisto em deixar registrado: por que o governo baiano, a prefeitura de Salvador etc., não apresentam, em PRIMEIRO LUGAR, um respeitável grupo de médicos, infectologistas e suas entidades garantindo, inclusive em debate, que não há perigo algum?

Por que políticos, quase às vésperas de uma eleição, se travestem de cientistas e ignoram a ciência à qual juravam seguir em fases anteriores da pandemia? Impressionante...

A propósito de insanidades (I)

Que prestem atenção, ou não, os aventureiros que apostam em "distanciamento seguro" e "protocolos" em multidões de estádios, carnaval etc.: ontem, em entrevista a Datena, no programa Manhã Bandeirantes, a brasileira Mariângela Simão, diretora-geral assistente da OMS, foi taxativa: "Não haverá segurança enquanto a população mundial não estiver vacinada." 

A propósito de insanidades (II)

Convém saber que na África, por exemplo, na maioria dos países apenas 10% da população receberam  vacina.

E mesmo nos EUA, onde, por serem os donos do dinheiro do mundo, sobram imunizantes, só 54% estão vacinados. Bom carnaval para todos.

Sobre escolas municipais

Para finalizar, gostaria de dar uma dica aos jornalistas independentes.

Mandem fazer ou façam vocês mesmos reportagens mostrando a realidade no interior das escolas municipais periféricas, fora dos modelos armados para convencer os pais em noticiário armado de TV. Verão a realidade que a criançada enfrentará a partir da próxima segunda-feira. Hum!

Compartilhe