Raio Laser

Por Equipe de Política


Tribuna da Bahia, Salvador
13/10/2021 22:09

   

Infelizmente o povo do interior baiano ainda é menos assistido que a nossa capital e, por isso, é preciso ter um olhar diferenciado para as suas necessidades, muitas vezes básicas. Essa é a missão que nos conduz: concentrar todas as forças em defesa do povo baiano e fortalecer ainda mais a nossa sigla

Bispo Marinho, deputado federal, se colocando na disputa por uma vaga na chapa de ACM Neto em 2022

Cara de paisagem 
As declarações do governador Rui Costa (PT) sinalizando ontem que a situação do PP na Bahia ficará difícil caso o partido receba, de fato, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tiveram um impacto estrondoso, apesar de os próprios membros da legenda, liderada no Estado pelo vice-governador João Leão, terem feito ouvido de mercador e cara de paisagem, numa estratégia, obviamente, para evitar qualquer marola que possa dificultar o relacionamento entre a sigla e o governo do Estado. No fundo, como se sabe, não é de interesse, principalmente dos deputados, qualquer colisão com Rui, de quem, apesar das queixas, eles preferem permanecer como aliado, participando do eventual quinto governo do PT.

Contente 
A coluna apurou que as declarações de Rui contentaram especialmente o senador Jaques Wagner, que vinha cobrando um posicionamento mais duro do governador em relação ao PP, não por causa da aproximação com Jair Bolsonaro, sobre a qual os pepistas da Bahia não têm controle, mas por causa do vice-governador João Leão, que ensaia uma candidatura solo ao governo.

Mortos
A filiação de Jair Bolsonaro ao PP traz, de fato, um dilema e tanto para o partido e seus principais líderes na Bahia, uma vez que eles não contavam com a possibilidade de afastamento do governo Rui Costa, pelo menos por este motivo. O que eles não sabem é se Rui aposta em que reajam publicamente contra o ingresso do presidente ou se finjam de mortos, como estão fazendo.

Chance
Quem está de olho bem aberto para a possibilidade de o PP ser obrigado a deixar a base petista na Bahia é o MDB, partido que, por coincidência, tem o mesmo tempo de televisão no horário eleitoral e o mesmíssimo volume de recursos com que ajudar o candidato ao governo em que colar. Em troca, no entanto, pode exigir indicar um candidato na chapa de quem apoiar.

Pergunta
ACM Neto (União Brasil) resolveu mirar de vez na questão da segurança pública na Bahia, provavelmente de olho na força que o tema tem na população, tanto de classe média quanto na mais vulnerável. O que se questiona é se ele manteria o mesmo tom se o secretário estadual de Segurança Pública fosse Maurício Barbosa e não o atual, Ricardo Mandarino.

Metáfora
Faz sucesso nas redes de Zap um vídeo em que um cão é atacado por outro enquanto come, reage e passa a briga com o agressor, momento em que um terceiro se aproxima do comedouro e passa a devorar o alimento. Os brigões são identificados no vídeo como eleitores enquanto o outro, como a classe política. Quem sabe assim, com uma mensagem simples, os eleitores entendam que não vale a pena brigar por políticos.

Gravidez
A Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) apontou queda de 34,1% nos índices de gravidez de adolescentes na Bahia, nos últimos 20 anos. Os dados são de levantamento feito no DataSUS/Sinasc, que indicam que, a cada dia, ocorrem cerca de 1.150 nascimentos de filhos de adolescentes em todo Brasil, o que ainda é visto como número alto pelos profissionais da obstetrícia do Brasil, segundo levantamento do ex-vereador Pedro Godinho com a médica Denise Leite Maia Monteiro, secretária da Comissão Nacional Especializada em Ginecologia Infanto Puberal da Febrasgo. O ex-parlamentar tem atuação destacada na promoção do planejamento familiar.

Cuidado 
O presidente do Republicanos Bahia, Márcio Marinho, visitou, nos dias 8, 9 e 12 de outubro, a região do Sul da Bahia e destacou que a região, ao contrário da capital baiana, carece de cuidado. A viagem serviu para ouvir de perto as demandas da população, dialogar com autoridades republicanas e fortes lideranças políticas e comunitárias das cidades de Sapeaçu, Santo Antônio de Jesus, Ilhéus, Itabuna e Teixeira de Freitas.

Paraninfo 
Em solenidade presencial ocorrida na última sexta-feira, o industrial Carlos Gantois paraninfou mais uma turma de Engenharia Civil da Unifacs. Na oportunidade,  alertou os novos formandos "da importância de pautar-se dentro de uma conduta ética e retilínea, perseguindo sempre o aprimoramento do conhecimento, sob a égide do trinômio: teconologia, inovação e empreendorismo".

Protagonistas! 
Desde 13 de julho que a indicação do ex-ministro André Mendonça repousa na mesa do senador Davi Alcolumbre. Está à espera de uma "sabatina", após o que o Senado avaliza, ou não, o nome daquele escolhido para substituir o ministro Marco Aurélio de Mello, aposentado por idade. São, assim, três meses, em que o funcionamento do Supremo faz-se com 10 ministros. Tudo para atender conveniências pessoais de um só parlamentar: Alcolumbre. E ainda tem quem aprove tal conduta!

Protesto
O Ministério Público estadual e a Associação do Ministério Público do Estado da Bahia fizeram ontem um ato público contra a Proposta de Emenda à Constituição 5/2021, que propõe a alteração na composição do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Convocada pela procuradora-geral de Justiça Norma Cavalcanti e pelo presidente da Ampeb, promotor de Justiça Adriano Assis, a mobilização dos membros do MP baiano foi realizada, na sede principal da Instituição, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.

Sem previsão?
Relator da reforma administrativa, o deputado federal baiano Arthur Maia (União Brasil) sugeriu que não há previsão para votar a matéria. “Aí é com o outro Arthur (Lira, presidente da Câmara dos Deputados). Não falei com ele por esses dias, estou fora do Brasil”, disse Maia à Tribuna.

Provocação
Líder do governo Bolsonaro na Câmara,  o deputado Ricardo Barros (PP) disse que Renan Calheiros, relator da CPI da Covid, está “desesperado”. “O Renan está desesperado, (porque sabe) que o Aras vai pegar o relatório dele, meter a caneta e arquivar. Porque eles não tiveram competência de construir a fundamentação das narrativas. Não conseguiram. Quem é que sentou lá e falou: ‘Sim, teve, está aqui a prova’? Ninguém. Não provaram que eu tenho alguma coisa a ver com a Covaxin, não provaram que foi pedido propina, não provaram que tinha erro no contrato", disse ele.

PEC 32 1
Ao ser abordado na manhã de ontem por um grupo de servidores que integram o Fórum Baiano em Defesa do Serviço Público, no Aeroporto de Salvador, o deputado federal Paulo Magalhães (PSD-BA) classificou a PEC 32 como "absurda". Magalhães é um dos 16 parlamentares baianos que já confirmaram voto contra o projeto da Reforma Administrativa que foi aprovado em comissão e será votado, ainda neste segundo semestre, no plenário da Câmara.
PEC 32 2
Para Denise Carneiro, que integra o Fórum Baiano em Defesa do Serviço Público, é importante manter a mobilização contra a PEC 32, sobretudo nas bases dos deputados federais, para buscar convencer os parlamentares indecisos. Entre os principais argumentos contra a Reforma Administrativa proposta pelo governo Bolsonaro estão a desidratação e até o fim do Sistema Único de Saúde, a extinção dos concursos públicos, “o que permitirá a contratação de profissionais apenas por indicações políticas”, perdas salariais, degradação do ensino público e gratuito, dentre outros prejuízos à sociedade.

Casos
A Bahia registrou ontem 190 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,02%) e 292 recuperados (+0,02%). O boletim epidemiológico desta quarta-feira (13), também registra 7 óbitos. Dos 1.238.063 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.208.961 já são considerados recuperados, 2.162 encontram-se ativos e 26.940 tiveram óbito confirmado. O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.556.135 casos descartados e 240.782 em investigação. Na Bahia, 52.132 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.
Vacinação
Com 10.346.725 vacinados contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose ou dose única, a Bahia já vacinou 81,26% da população com 12 anos ou mais, estimada em 12.732.254.

Brasil
O Brasil registrou, entre anteontem e ontem, 176 óbitos causados pela covid-19, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados ontem. Com os registros, o País acumula 601.574 vidas perdidas para a doença. O levantamento do Conass, que compila dados de secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal, apontou ainda 7.852 novos casos de Covid-19 em 24 horas, com um total de 21.597.949 registros desde o início da pandemia.
 

Compartilhe