Raio Laser - 24/9 - De turma

Nem todos os apoiadores do governador Rui Costa (PT) concordam em que ele deva ir aos debates entre os candidatos a governador da Bahia


Tribuna da Bahia, Salvador
24/09/2018 09:49 | Atualizado há 18 dias, 21 horas e 10 minutos

   
Foto: Reprodução

Nem todos os apoiadores do governador Rui Costa (PT) concordam em que ele deva ir aos debates entre os candidatos a governador da Bahia. Acham que, como líder absoluto das pesquisas de opinião, ele só se desgasta sendo confrontado por cinco candidatos que, em patamar muito inferior de intenções de votos, acabam saindo no lucro com a oportunidade de atacá-lo.

Apoio

O clima é de tal salve-se-quem-puder entre os candidatos a deputado da coligação do candidato a governador José Ronaldo (DEM) que começa a rolar uma forte paranoia de que alguns deles podem estar recebendo apoio do governador Rui Costa (PT) para se eleger. A acusação recai, pelo menos, sobre duas cabeças coroadas do oposicionismo. O problema é provar a suspeita.

Sem plano...

Nem assessores nem aliados do prefeito ACM Neto (DEM) conseguem uma palavra sua sobre qual deve ser o plano B do grupo com relação à sucessão nacional, caso Geraldo Alckmin (PSDB) não consiga desbancar o presidenciável do PT, Fernando Haddad, e chegar ao segundo turno contra o capitão reformado Jair Bolsonaro, candidato do PSL, até a eleição.

... B

O prefeito de Salvador, coordenador da campanha de Geraldo Alckmin à Presidência e responsável por um dos atos de rua mais representativos já realizados pelo candidato na Bahia, continua na tese de que vai lutar até o fim para que o tucano passe ao segundo turno, fazendo tudo o que estiver ao seu alcance para viabilizar sua eleição à Presidência.

Promessas

O candidato do Democratas ao governo do estado, Zé Ronaldo, visitou neste fim de semana  a cidade de Macaúbas, a 673 quilômetros de Salvador. Durante carreata, ele não perdeu a oportunidade e reiterou críticas ao governador Rui Costa (PT). “Eles prometeram a vocês a construção de uma clínica de hemodiálise e nada foi feito. Esse governo não consegue trazer para Macaúbas sequer uma ambulância do SAMU”, disse Zé Ronaldo.

Lobo solitário 

A insinuação dos bolsonaristas de que uma grande organização poderia estar por trás do agressor do candidato do PSL parece ter ruído a pó. Pelo menos, é o que se depreende da conclusão da Polícia Federal, segundo a qual Adélio Bispo agiu sozinho, sem, inclusive, nenhum tipo de financiamento de terceiros para tentar assassinar o presidenciável.

Esclarecimento

Ao contrário do publicado pela Tribuna, o ex-governador Jaques Wagner (PT) não disse que o deputado federal Irmão Lázaro (PSC) não deveria ser eleito ao Senado por ser evengélico, mas por defender a candidatura de Jair Bolsonaro à Presidência da República, projeto frontalmente contrário ao petista. O fato ainda tentou ser capitalizado pelo presidente do PSC na Bahia, Heber Santana, para tentar ajudar na candidatura de Lázaro, mas ele foi obrigado a se recuperar ao constatar que Wagner nunca deu a declaração. Portanto, o colunista responsável pela nota errou.



Leia a Coluna completa na edição impressa do jornal ou na Tribuna Virtual (clicando na capa do jornal que está na home do site)

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas