Valdemir Santana - Edição do dia 7/12

Indicação a prêmio de turismo é um canto de cisne para o “Bahia Othon”


Tribuna da Bahia, Salvador
07/12/2018 11:25 | Atualizado há 12 dias, 17 horas e 12 minutos

   
Foto: Montagem/Reprodução

Um dos símbolos da modernização hoteleira em Salvador, o elegante “Bahia Othon Palace Hotel” deixou de receber hospedes há quase um mês, mas sai de cena de maneira gloriosa. Ele acaba de figurar na lista de finalistas para a 19ª edição do “Premio Caio”, que acontece terça feira, 19, na “Expo Center de São Paulo”. Criada pelo empresário e Publisher Sergio Junqueira Arantes ( no detalhe), a premiação é considerada a mais importante do setor e classificada pelo trade de hotelaria e promoções como o “Oscar dos Eventos” no Brasil. 

A situação do prêmio ao hotel desativado pode ser chamada de um canto de cisne se comparada á lenda que cita morte certa quando o cisne resolve cantar. A lista de selecionados para o “Premio Caio” é grande, envolvendo principalmente o setor hoteleiro do país, mas para a marca “Bahia Othon Palace" fica a sensação de vitoria. 

O hotel figura como o melhor selecionado na região nordeste na categoria “Espaço Para Eventos de Grande Porte”. Fica à frente do “Holiday Inn Natal Hotel”, de Natal, o segundo indicado e do “Marina Park Hotel”, de Fortaleza. Fora do trio de indicados, o “Fiesta Bahia Convention Center Hotel” de Salvador, é o quarto classificado.

Embora a lista de indicados e de categorias seja grande e diversificada, Salvador aparece novamente em apenas um segmento, que é a terceira indicação nacional como “destino para evento de grande porte”. O charmoso “Club Med Itaparica”, na ilha em frente à capital, é o primeiro finalista do nordeste para a categoria “Resort de Praia”.

Folia carioca com apreensão e alegria para a Bahia

Nem tudo é alegria na folia carioca quando se fala nas escolas que incluem temas ligados à Bahia para os desfiles do carnaval 2019. A última noticia que repercutiu entre os carnavalescos do Rio de Janeiro e de Salvador foi o afastamento de Regina Celi Fernandes Duran da presidência da poderosa escola “Acadêmicos do Salgueiro”, anunciada ontem à tarde, pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Ela foi considerada inelegível.

Para os baianos, além do carisma da poderosa escola que mantém a “Academia do Samba”, conta alegria por ter incluído referencias às águas da Bahia no samba enredo de 2019. O outro choque para os emocionados carnavalescos de Salvador que curtem a folia carioca, é mais antigo. No início de novembro foi anunciada a prisão do deputado Francisco Manoel de Carvalho ou Chiquinho da Mangueira, o presidente da escola que prepara para 2019 o enredo “História para ninar gente grande" com citação a vários heróis populares da Bahia. Ele foi ecusado de participar da lista de autoridades que recebem propina. 

Caetano retorna a Salvador lembrando da musa Dedé Gadelha 

O primeiro amor de famosos ninguém esquece. Pelo menos quando se trata do cantor Caetano Veloso que chegou a Salvador ontem, para participar de evento corporativo no trade hoteleiro, e a principal emoção que demonstrou foi lembrar-se do aniversario de Dedé Gadelha Eichbauer, comemorado no mesmo dia. Os dois se casaram em Salvador, em 1967, numa cerimônia que agitou a onda tropicalista brasileira. Antes da separação tiveram o filho, também artista, Moreno Gadelha Veloso.

Caetano fez um longo comentário nas redes sociais sobre a primeira musa dele. “Logo que vi Dedé na Escola de Dança da Universidade Federal quis que ela fosse minha namorada” relembrou sobre a agora viúva do cenógrafo Helio Eichbauer.  . 

Agenda européia da diva baiana Josy Santos cada vez maior

A temporada de ópera na Europa continua intensa e com destaque para o talento da mezzo soprano baiana Josy Santos. Tão intensa que a diva do canto erudito não resistiu e fez esta semana um balanço de suas atuações no cenário alemão. “Foram três cantatas de Bach, Missa em C Maior de Mozart”. E ainda três performances em “Konning Karotte”, o “Rei Cenoura”, a divertida opereta de Jacques Offenbach.

As apresentações são feitas no Teatro de Opera de Stuttgart. Neste domingo ela estréia na temporada da ópera “Hansel e Grettel" conhecida no Brasil como a historia de João e Maria, os garotos perdidos na selva. 

Clélia Iruzun indicada a premiação na Inglaterra

Outro sucesso internacional que tem muito a ver com a Bahia e ganha repercussão enorme na cena erudita européia, é a seleção da pianista carioca Clélia Iruzun, junto com o maestro holandês Jac van Steen, para o prestigiado “Classical Music Awards“ de 2019. Os dois foram selecionados a partir da gravação de concertos com a “Royal Philharmonic Orchestra" de Londres, considerada nacional do Reino Unido.

A ligação de Clélia Iruzun com a Bahia é o casamento com o engenheiro e empresário Renato Martins Filho. O casal tem endereços em Londres, Lisboa e em Interlagos, nos arredores de Salvador.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas