Raio Laser - 18/4 - Em Feira

Não será pequena a disputa pela Prefeitura de Feira de Santana, na análise de políticos que acompanham há muito a cena municipal na Princesinha do Sertão


Tribuna da Bahia, Salvador
18/04/2019 10:44 | Atualizado há 5 dias, 14 horas e 57 minutos

   
Foto: Reprodução

Não será pequena a disputa pela Prefeitura de Feira de Santana, na análise de políticos que acompanham há muito a cena municipal na Princesinha do Sertão. Além do prefeito Colbert Martins Filho, que deve concorrer à reeleição, o deputado federal Zé Neto foi lançado candidato pelo seu partido, o PT, na semana passada, colocando para escanteio o nome de Carlos Geilson, ex-deputado recém-migrado para o time de Rui Costa (PT). Segundo eles, apesar de Zé Neto garantir que a iniciativa do seu partido significa muito pouco ante a distância para o próximo pleito, não há dúvida, entre os políticos da cidade, que ele vai partir para o tudo ou nada na próxima eleição municipal.

De boa

Quem se recupera muito bem da intervenção cirúrgica a que se submeteu recentemente é o senador Ângelo Coronel (PSD), figura que agitou o Senado logo de cara, quando se candidatou à Presidência do Poder, e depois que apresentou um projeto eliminando a obrigatoriedade de mulheres concorrerem a cargos eletivos, o que deixou movimentos de mulheres em ebulição.

Recessão

A grave recessão na Argentina não deixa de levar políticos brasileiros a analisar que crises não existem apenas na Venezuela, mas em países aliados. A decisão do governo de congelar preços no país foi vista, aliás, com descrédito pela maioria, lembrando dos exemplos nefastos do próprio país e mesmo no Brasil, salvo pelo Plano Real, no governo Itamar Franco.

Prisões

A sucessão de prisões de primeiros mandatários do Peru, para a qual a opinião pública se voltou depois que o ex-presidente Alan Garcia se suicidou, ontem, ao receber voz de prisão depois de uma denúncia de envolvimento em corrupção, levou deputados baianos a avaliarem que, com um presidente preso até agora, o Brasil ainda está no lucro na América Latina.

Nova?

As dificuldades que a bancada do governo Jair Bolsonaro tem enfrentado para votar a reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça levam deputados baianos, da bancada do governo e da oposição, a ironizar a articulação política governista, lembrando principalmente do que consideram um equívoco do presidente ao acusá-los de representarem a velha política.

Acusação

Gente ligada ao senador Jaques Wagner (PT) tem acusado o governador Rui Costa de simplesmente destruir internamente o PT. Lembram que um dos méritos do ex-governador, na época em que governava o Estado, era respeitar a força e o papel de cada uma das várias tendências petistas, permitindo que todas elas se expressassem livremente no partido e no governo.

Leia a Coluna completa na edição impressa do jornal ou na Tribuna Virtual.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas