'Não houve mordaça nem censura', diz Dias Toffoli

Ao jornal Valor, Toffoli informou que veículos de imprensa orquestraram uma narrativa "inverídica" para constranger e emparedar o Supremo às vésperas do julgamento" que poderia revisar a prisão após a segunda instância


Tribuna da Bahia, Salvador
19/04/2019 16:48 | Atualizado há 3 dias, 22 horas e 3 minutos

   
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, disse nesta quinta-feira (18) ao jornal O Estado de S. Paulo, que não houve "mordaça" nem "censura" na decisão do ministro Alexandre de Moraes - que determinou a remoção do conteúdo jornalístico publicado pela revista digital Crusoé e pelo site O Antagonista.

"Não existe censura quando a decisão é a posteriori. Quando é a posteriori, não existe censura. E o poder de cautela é inerente ao Poder Judiciário. Não há mordaça, não há", afirmou o presidente do Supremo.

Ao jornal Valor, Toffoli informou que veículos de imprensa orquestraram uma narrativa "inverídica" para constranger e emparedar o Supremo às vésperas do julgamento" que poderia revisar a prisão após a segunda instância.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas