Veja dicas para ter cuidados com a pele no inverno

A médica e dermatologista Mirella Pelissari destaca a importância de uma rotina de cuidados durante a estação mais fria


Tribuna da Bahia, Salvador
11/07/2019 17:02 | Atualizado há 12 dias, 8 horas e 46 minutos

   
Foto: Reprodução

Com a chegada do inverno, principalmente em cidades quentes como Salvador, a temperatura fica mais agradável e a nossa pele sofre menos com os efeitos do sol e do excesso de calor. No entanto, devido à redução da temperatura e da umidade, a pele acaba ficando mais seca, o que exige uma rotina redobrada de cuidados para manter a saúde e a beleza do maior órgão do corpo humano. De acordo com a médica e dermatologista Mirella Pelissari, uma das sócias do Instituto Chronos, esse período do ano é o mais propício para o aparecimento de doenças de pele.

“Tanto a pele do rosto quanto a do corpo estão sujeitas ao ressecamento no inverno, que podem ficar com um aspecto esbranquiçado e sem viço, o que indica a desnaturação das proteínas. Também é no clima frio que podem aparecer ou agudizar doenças cutâneas decorrentes do ressecamento, como a dermatite atópica, a psoríase e a dermatite seborreica”, explica a dermatologista.

Para evitar problemas na pele, é fundamental manter uma prática diária de cuidados, que inclui hidratação, alimentação adequada, uso de protetor solar e ingestão de no mínimo 2 litros de água por dia. “Quando o tempo esfria, as pessoas costumam ingerir menos líquidos e tomar banhos mais quentes e demorados, o que altera a composição do manto hidrolipídico, um hidratante natural produzido pelo organismo que protege a pele”, destaca Mirella. A dermatologista aconselha usar hidratante corporal imediatamente após o banho, lembrando que esse é o melhor momento para garantir uma pele hidratada. Não se deve esquecer dos hidratantes labiais, pois esses sofrem fissuras no inverno quando não são bem cuidados.

Por outro lado, o período o inverno é bastante favorável para apostar nos tratamentos estéticos como uso de ácidos e laser. “Como a exposição ao sol é menor, fica mais fácil realizar tratamentos à base de ácidos clareadores e renovadores, como o ácido retinóico, conhecido por clarear manchas, suavizar rugas e imperfeições e estimular a produção de colágeno, retardando o envelhecimento da pele”, explica. “Como esses procedimentos deixam a pele sensível à luz do sol, vale aproveitar o inverno para investir na autoestima através do cuidado com a pele, face e corpo”.

Responsável pela área de dermatologia clínica e estética do Instituto Chronos, Mirella Pelissari realiza diversos tratamentos através da plataforma de laser, indutores de colágeno, peeling, tratamento de cicatriz, acne, manchas, estrias, flacidez da face e papada e rugas finas. A médica destaca ainda que quem sempre quis investir em  um tratamentos de laser mais ablativos esse é o melhor momento do ano. Ela ainda  separou algumas dicas para aproveitar o friozinho do inverno sem causar danos à pele.

5 dicas para cuidar da pele no inverno:

#1 Álcool free

Muitos produtos voltados para a limpeza e cuidados diários possuem álcool em suas fórmulas. “No verão, ele pode ser útil para remover o excesso de oleosidade e dar uma sensação agradável de frescor no rosto. No inverno, no entanto, o álcool pode ser agressivo, principalmente para peles que já são secas. Se esse for o seu caso, troque as fórmulas muito adstringentes por opções mais suaves”, destaca Mirella.

#2 Hidratações profundas

Do mesmo jeito que você deve beber bastante água para manter todos os órgãos do corpo hidratados, é importante intensificar a hidratação da pele com loções mais cremosas de ação profunda. “A hidratação é fundamental não apenas para evitar o ressecamento, mas também para manter a pele em seu pleno funcionamento, prevenindo sinais do tempo e do próprio dia a dia que agridem sua superfície, como a poluição, assim como prevenindo doenças de pele”. Lembrem-se sempre que a melhor escolha dos produtos para sua pele é feita pelo seu médico.

A hidratação profunda da pele por meio de ácido hialurônico injetável, conhecido como Skinbooster, é um procedimento muito indicado para a estação mais fria, principalmente para aqueles pacientes que usam apenas hidratação através de cremes tópicos e que não são suficientes.

#3 Proteção nas 4 estações

Não é porque o inverno faz menos calor que o sol vai deixar de agredir a pele. “O filtro solar é necessário todos os dias do ano, independentemente da temperatura. Os raios solares UVs e a luz visível causam danos na pele mesmo no inverno. É imprescindível o uso de protetores solares acima de FPS 30. 

#4 Cuidando da beleza

O inverno é a estação mais adequada para realizar alguns tratamentos dermatológicos que demandam que o paciente evite a exposição ao sol, como peelings, tratamentos a laser e uso de ácidos.

#5 Alimentação adequada

Não adianta cuidar da pele e ignorar a alimentação. “Inserir legumes, hortaliças e frutas no cardápio é fundamental em todas as épocas do ano, mas é ainda mais necessária no inverno, já que a pele demanda mais cuidados e hidratação. Vale lembrar que uma pele saudável, macia e elástica é reflexo de um corpo hidratado”, salienta a dermatologista. Invista em alimentos que são fontes de vitaminas e minerais que neutralizam os radicais livres e, assim, previnem o envelhecimento da pele. Castanhas, nozes e amêndoas, por exemplo, são ricas em vitamina E, selênio e antioxidantes, importantes aliados para manter a pele saudável e bonita. Além disso, frutas ricas em vitamina C, como acerola, laranja, limão e cereja; e vegetais, como brócolis, repolho e  cenoura, são exemplos de alimentos indicados para esta estação.

Serviço

Instituto Chronos

Wall Street Empresarial – Salas 1018 e 1019 – Torre B – Av. Luis Viana Filho, 6462

Telefone: 71 3042-2293 / 99941-6683

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas