Raio Laser - 3/9 - Comparação

O governador Rui Costa (PT) tomou ontem impulso para fazer o mais forte ataque até agora desferido contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL)


Tribuna da Bahia, Salvador
03/09/2019 10:28 | Atualizado há 17 dias, 41 minutos

   
Foto: Karlos Geromy

O governador Rui Costa (PT) tomou ontem impulso para fazer o mais forte ataque até agora desferido contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL). Simplesmente comparou o presidente da República ao sanguinário líder alemão Adolfo Hitler, responsável pelo assassinato de milhares de judeus. Foi durante o lançamento do Mais Estudo, programa que promoverá monitorias de Língua Portuguesa e Matemática entre alunos de toda a rede estadual, na tarde de ontem, que o governador baiano comparou o atual presidente da República a Hitler. “As condições são diferentes, até militares, mas, em termos de conteúdo, no mérito da pregação do ódio, intolerância, raiva, é a mesma coisa", afirmou Rui em entrevista à imprensa.

Surpresa

Correligionários do governador se surpreenderam com a acusação do petista, mas tentaram explicar dizendo que ele deve ter ganho gás por causa da última pesquisa que registrou o aumento da impopularidade do presidente da República. Bolsonaro, como sempre, tentou desclassificar o levantamento, mas muita gente acha que ele deveria buscar melhorar o desempenho imediatamente.

Votação

A Assembleia Legislativa da Bahia deverá votar, hoje, o polêmico projeto de Lei 23.422/2019, no qual o governador Rui Costa (PT) solicita mais um empréstimo. Além disso, os deputados estaduais deverão votar ainda duas matérias da oposição que seriam apreciadas em plenário ontem. O anúncio foi feito pelo líder governista Rosemberg Pinto (PT) durante “comunicado inadiável” na sessão, após justificar que “por questões pessoais não poderia conduzir a votação hoje, mas as duas dispensas de formalidade já estavam assinadas para a garantia da votação amanhã”. 

Oposição

O líder da oposição, Targino Machado (DEM), já orientou a bancada da Minoria pelo voto contrário ao empréstimo. Pelo acordo firmado entre as lideranças na Casa, além da matéria que autoriza o governo do Estado a contrair operação de crédito de até US$ 40 milhões (R$ 150 mi) com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para o Fisco, também serão apreciadas em plenário as propostas dos parlamentares Tiago Correia (PSDB) e Targino. 

Biometria

Quem ainda não realizou a biometria poderá regularizar a situação do título de eleitor na própria comunidade. Graças a uma parceria entre o Executivo municipal e o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o Caminhão da Biometria terá parada em três Prefeituras-Bairro. O lançamento acontecerá nesta quarta-feira (4), às 8h30, no estacionamento da unidade de Itapuã, na Avenida Dorival Caymmi, nº 17, e contará com a presença do vice-prefeito Bruno Reis e do presidente do TRE, desembargador Edmilson Jatahy Fonseca Júnior. 

Tempo quente

A eleição suplementar em Camamu e um suposto desrespeito ao regime interno da Assembleia Legislativa da Bahia esquentaram os ânimos entre os líderes governista e da Oposição, Rosemberg Pinto (PT) e Targino Machado (DEM), na rápida sessão ordinária de ontem. Tudo começou quando o petista usou o fim de seu “comunicado inadiável” para alfinetar o prefeito de Salvador, ACM Neto, na derrota de seu candidato, o democrata Luizinho Luz, para Enoc Souza (Patriota) que venceu a eleição no último domingo (1°).


Leia a Coluna completa na edição impressa do jornal ou na Tribuna Virtual.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas