ACM Neto condena declaração polêmica de Carlos Bolsonaro sobre democracia

Segundo o prefeito, a democracia está acima de tudo, de qualquer governo, de qualquer prefeito


Tribuna da Bahia, Salvador
11/09/2019 08:00 | Atualizado há 7 dias, 16 horas e 26 minutos

   
Foto: Max Haack/Secom-Salvado

Por Rodrigo Daniel Silva

Presidente nacional do Democratas, o prefeito ACM Neto condenou, ontem, o ataque do vereador Carlos Bolsonaro (PSL) à democracia. Para o gestor soteropolitano, a fala do filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL) é “equivocada”.  "Se ele disse isso mesmo, eu condeno essa declaração. Não aceito. A democracia está acima de tudo, de qualquer governo, de qualquer prefeito. É um valor absoluto e temos que lutar com todas as nossas forças. E o Democratas é um partido comprometido com a democracia", afirmou, durante evento no qual assinou a concessão do Centro de Convenções de Salvador para a empresa francesa GL Events.

Em postagem nas redes sociais, Carlos Bolsonaro afirmou que não será rápido transformar o Brasil por "vias democráticas". "Por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos... e se isso acontecer. Só vejo todo dia a roda girando em torno do próprio eixo e os que sempre nos dominaram continuam nos dominando de jeitos diferentes!", escreveu Carlos no Twitter. A fala declaração provocou repúdio de outras autoridades brasileiras.

ACM Neto também criticou a decisão do prefeito de Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, de enviar fiscais para percorrer os estandes de livro atrás de suposto conteúdo impróprio na Bienal do Livro. O mandatário ficou contrariado por causa do desenho de um beijo gay numa das páginas da HQ “Vingadores, a Cruzada das Crianças”, vendido em um dos estandes do evento. “Honestamente não é papel da prefeitura impedir que qualquer publicação seja feita num evento desse tipo, desse caráter. Minha cabeça não é essa. Não sou do tipo de gente que defende esse tipo de postura. Sou a favor da liberdade, da produção literária, livre capacidade de cada um, de mostrar seu valor, seu talento”, afirmou Neto.

Ainda na entrevista, ACM Neto se posicionou contra a intenção de vereadores oposicionistas de quererem implantar na Casa a emenda impositiva. "Quem instituiu a emenda parlamentar fui eu. E venho executando as emendas de acordo com as políticas da prefeitura, com o espírito das prioridades da prefeitura. Acho que isso hoje atende bem ao Legislativo e principalmente à cidade. O modelo atual é o que eu defendo", afirmou. Neto negou, ainda, que os oposicionistas não sejam contemplados com recursos municipais. "Tem muitos vereadores de oposição que também são prestigiados. A gente não atende apenas a base do governo", frisou.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas