Prisco aguarda diálogo do Governo e afirma: “Ele tem até o final da assembleia”

Está é a segunda assembleia realizada nos últimos 30 dias


Tribuna da Bahia, Salvador
11/09/2019 15:59 | Atualizado há 7 dias, 8 horas e 0 minutos

   
Foto: Reprodução

Os policiais militares e bombeiros começam a chegar para a assembleia da categoria, na tarde desta quarta-feira (11), no clube da Adelba, em Salvador. Segundo a Associação dos Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra), são esperados cerca de 5 mil agentes.

A adesão promete ser grande, já que ônibus de vários municípios do interior do estado estão sendo aguardados. Em contato com o portal Varela Notícias, o deputado estadual (PSC) e representante da Aspra, Prisco, comentou sobre a expectativa para a resolução do imbróglio ainda nesta quarta, depois de apontar uma possível greve da PM.

“A expectativa hoje é que o governo sente a mesa para negociar. Eu acho que não deveria nem chegar a isso. Dentro de qualquer governo democratico ou republicano, que ele (governador) diz que é, mas na prática não, ele deveria sentar na mesa e dialogar com a categoria, mas infelizmente não está sendo feito. A assembleia é um ato legal, constitucional, artigo quinto da constituição, estamos usando esse instrumento para ver se o governo senta para negociar com a categoria. A resolução depende especificamente da categoria e do governo, se ele quiser dialogar com a gente ele tem até o final da assembleia para abrir o canal de diálogo. Até agora nada, ele não dialogar com a categoria”, afirmou.

Está é a segunda assembleia realizada nos últimos 30 dias. Entre as pautas estão a reforma do estatuto, melhorias do Planserv, reajuste do auxílio alimentação e a regulamentação da lei que prevê a isenção de ICMS na compra de arma de fogo para servidores da segurança pública.


Fonte: Varela Notícias

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas