Neto admite força de Rui, mas diz que aprendeu a ganhar eleição

O prefeito de Salvador ainda disse que está “bastante tranquilo” sobre a eleição de 2020


Tribuna da Bahia, Salvador
09/10/2019 07:42 | Atualizado há 14 dias, 7 horas e 42 minutos

   
Foto: Max Haack/Secom/Salvador

Por Rodrigo Daniel Silva   |   Edição de conteúdo web: Samuel Barbosa

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), admitiu, ontem, que o governador Rui Costa (PT) terá um peso no pleito do próximo ano, mas o democrata fez questão de ressaltar que “confia no meu taco” e que aprendeu “a ganhar eleições municipais”. Na eleição de 2018, quando disputou a reeleição, o petista conquistou 74% dos votos do eleitorado da capital baiana. “Qualquer governador tem peso em uma eleição. Quem sou eu para retirar o peso do governador na eleição. Não faria isso. Agora, eu confio no meu taco. Acho que a eleição municipal é municipal. A discussão é municipal. Eu, de certa forma, aprendi a ganhar eleições municipais. Ganhei as últimas duas sendo que a de 2012 em um cenário muito adverso, e a de 2016 com 74%. Então, eu tenho que confiar no que montei até aqui, no potencial que nós temos e na força que a gente reúne”, afirmou Neto, durante a 76ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos (FNP).

ACM Neto disse, ainda, que está “bastante tranquilo” sobre a eleição de 2020. “Eu passei por momentos bastante difíceis e de angústia na decisão que considero extremamente acertada de ficar na prefeitura, de não ter renunciado ao mandato em 2018. Mas ali sem dúvida havia uma pressão externa muito grande que eu tive que enfrentar com maturidade, com responsabilidade. Os fatos por si só mostram que a decisão que tomei foi acertada. Desta vez, eu estou muito tranquilo porque a dinâmica está em nosso controle. Estamos trabalhando muito pela cidade. O que credencia a apresentar um nome e sensibilizar a população de que o projeto precisa continuar são as entregas que a gente fez e vem fazendo. Toda a transformação que oferecemos”, pontuou.

O prefeito reiterou que vai definir seu candidato ainda este ano e, segundo ele, o nome definido será responsável pela articulação na definição da chapa. “Asseguro que no final do ano o nome estará escolhido. Primeiro, vamos validar com os parceiros da política e pretendo anunciar antes da virada do ano o meu candidato a sucessão. E a partir dai esse candidato terá toda a tranquilidade para fazer sua articulação e montar a estratégia que achar mais inteligente para vencer as eleições”, ressaltou.



Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas