PDT quer lançar candidatos em metade dos municípios baianos

O presidente estadual do PDT baiano, Félix Mendonça Júnior, faz projeções ambiciosas para a agremiação em 2020


Tribuna da Bahia, Salvador
10/10/2019 07:20 | Atualizado há 13 dias, 8 horas e 54 minutos

   

Por Henrique Brinco

O presidente estadual do PDT baiano, Félix Mendonça Júnior, faz projeções ambiciosas para a agremiação em 2020. O partido, aliás, é o assunto da semana no meio político. O deputado federal assegura que a sigla não abre mão de lançar candidato próprio em Salvador e quer nomes em pelo menos 50% dos municípios baianos. Atualmente, eles detêm cerca de 20 prefeituras no Estado. 

"Nós queremos lançar candidatos em mais de 50% dos municípios da Bahia. Agora, a eleição depende da população. Queremos apresentar bons nomes, pessoas qualificadas, que queiram dirigir a cidade, que tenham vontade de fazer uma boa gestão. Pessoas que tenham uma boa reputação. Também queremos pessoas que pensem que a educação", destaca.

Na capital baiana, há negociações para que o secretário de Saúde, Leo Prates (DEM), ingresse no partido para encabeçar uma majoritária. Nos bastidores, segundo a Tribuna apurou, também há uma conversa para que ele seja  vice na chapa de Bruno Reis (DEM). Félix nega o arranjo: "O PDT vai ter candidato a prefeito. Leo Prates é um amigo nosso, conversou com a gente, mas nunca conversamos sobre vice. Nunca conversamos com nenhum outro que postule para ser vice. Qualquer especulação que saiu em torno de uma vice é uma especulação que não tem fundamento".

Félix também já se colocou como possível pré-candidato a prefeito de Salvador, assim como o Vovô do Ilê e o próprio Prates. Ele afirma que, além dessas três possibilidades, existem outros nomes do partido que podem encabeçar uma candidatura majoritária. "A juventude do PDT também quer lançar um candidato".

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas