Coluna Esplanada (Por: Leandro Mazzini) - Edição do dia 23/10

Enquanto o Governo finaliza o pacote de medidas da reforma administrativa, ainda sem data para chegar ao Congresso, deputados - em busca de protagonismo -, querem se antecipar à proposta da equipe econômica e retomar a análise da PEC dos Gatilhos


Tribuna da Bahia, Salvador
23/10/2019 09:00 | Atualizado há 20 dias, 2 horas e 28 minutos

   
Foto: Reprodução internet

Gatilhos 

Enquanto o Governo finaliza o pacote de medidas da reforma administrativa, ainda sem data para chegar ao Congresso, deputados - em busca de protagonismo -, querem se antecipar à proposta da equipe econômica e retomar a análise da PEC dos Gatilhos. Parada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), a PEC (438/18) limita o crescimento de despesas obrigatórias, regulamenta a regra de ouro e institui um plano de revisão de despesas da União. Também prevê a criação de gatilhos para ajustar as contas públicas, como a redução de salários e carga horária de servidores. A reforma administrativa do Governo também prevê mudanças nas regras de servidores públicos. 

Contas públicas 

A PEC recebeu parecer favorável do deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), em setembro, mas foi retirada de pauta. A estimativa dos deputados é de que, se a proposta for aprovada, as contas públicas poderão voltar ao equilíbrio em dois ou três anos. 

Explica essa

A Câmara dos Deputados prepara uma audiência pública sobre o tema “devedor contumaz” e pretende convidar o presidente da Shell no Brasil, Leonardo Gadotti, para falar sobre o assunto. 

Delação 

Melhor convidado não há. Gadotti terá a oportunidade de explicar por que a empresa que representa aparece na delação premiada do ex-ministro Antonio Palocci acusada de corromper funcionários públicos para se livrar de multas milionárias.

Il padrino

A operação da Polícia Federal contra o deputado federal Sérgio Souza (MDB-PR) também cercou vários apadrinhados do ex-ministro Paulo Bernardo durante o Governo Dilma. Aliás, Souza foi suplente de Gleisi Hoffmann (PT-PR) no Senado. 

Bola cantada

Como a Coluna antecipou sábado, 20, caiu a indicação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a Embaixada do Brasil em Washington. 

Encrenca 

O presidente Bolsonaro mostrou ao filho o tamanho da encrenca em que se meteu - e endossada pelo pai, claro. Se insistir no nome, Eduardo não passa, hoje, na Comissão de Relações Exteriores do Senado.

50 da Tribuna 

Em palestra concorrida na noite de segunda em Salvador, no evento de 50 anos da Tribuna da Bahia, o PGR Augusto Aras reforçou a importância do papel da imprensa no Brasil.

Tá anotado 

"A imprensa livre é um dos suportes da democracia. Por isso, o regime democrático, em especial, o Ministério Público Federal, tem de zelar pela liberdade de expressão, de manifestação e de pensamento". 

Aliás

Aras revelou um caso curioso, que forjou o xerife linha dura que se tornou. Quando adolescente, lia as páginas policiais da Tribuna e ficava revoltado com injustiças nas ruas - em especial casos de estelionato.

Privatizações

O PDT tentar barrar na Justiça o programa de privatizações do Governo. Em ação protocolada no Supremo Tribunal Federal (STF), o partido argumentaque a venda de estatais só pode ser feita por meio de lei específica e com autorização prévia do Congresso Nacional.

Calma, gente

Em comunidades no litoral do Nordeste, e nas redes sociais, há quem culpe o presidente Bolsonaro pelo óleo nas praias e falam até em desvio de atenção da crise política. Sem nexo. Mas a Marinha continua a boiar àderiva como o óleo.  A conferir.

Santa ajuda

Após a canonização de Santa Dulce dos Pobres, suas obras sociais no subúrbio de Salvador entraram na rota turística da cidade - e devem ser indicação especial dos cruzeiros de Janeiro na cidade. Os artigos da lojinha ontem estavam quase esgotados. 

Santo trigo

Uma curiosidade é a venda de panetones, broas embaladas e mel com o nome da Santa, devidamente licenciados, que ajudam nas contas do local.

ESPLANADEIRA

#  O livro Colaboração Premiada – caracteres, limites e controles, de autoria do ministro do Superior Tribunal da Justiça, Nefi Cordeiro, será lançado hoje no Espaço Cultural STJ. 


Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas