Raio Laser - 23/10 - Temor

Nem todos os petistas, inclusive na Bahia, concordam com a exposição a que ex-presidente Lula tem se submetido, sob a alegação de que pode ser solto por uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF)


Tribuna da Bahia, Salvador
23/10/2019 11:21 | Atualizado há 20 dias, 7 minutos

   
Foto: Reprodução

Nem todos os petistas, inclusive na Bahia, concordam com a exposição a que ex-presidente Lula tem se submetido, sob a alegação de que pode ser solto por uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Eles acreditam que ele só deveria estar fazendo planos, por exemplo, para a sucessão municipal do próximo ano, quando quer aparecer na campanha dos candidatos a prefeito nas capitais, só depois do julgamento pelo qual acreditam que ele será solto. A preocupação com o comportamento do ex-presidente e, em especial, de Gleisi Hoffman, espécie de porta-voz do petista desde que ele foi preso, é de que isso acabe criando grandes dificuldades para que ele seja efetivamente solto.

Bombardeio

O comandante da Marinha, almirante Ilques Barbosa Júnior, compara o avanço da mancha de óleo pelo litoral do Nordeste, desde o início de setembro, a um "bombardeio" contra o País. "Uma ameaça dessa magnitude não é a um governo. É ao Brasil", disse ele, em entrevista ao Estado. Nos últimos dias, o governo federal tem sido cobrado na Justiça e por mais ações para conter o espalhamento do poluente pelas praias e descobrir os responsáveis.

Dark ship

Conforme o militar, o culpado ainda não foi identificado, mas está entre os navios que circularam em alto-mar, na faixa de 300 a 500 quilômetros da costa leste de Sergipe. Uma das hipóteses é ser um “dark ship”, navio que navega “nas sombras” para evitar rastreamento por transportar cargas sob algum tipo de sanção comercial. É o caso de embarcações de países que fazem negócios com a Venezuela e Cuba, hoje sob embargo dos Estados Unidos.

Um a favor

Como já era esperado, os senadores Angelo Coronel (PSD), Jaques Wagner (PT) e Otto Alencar (PSD) repetiram seus votos do primeiro turno ao votarem ontem, no segundo, a reforma da Previdência. A proposta de emenda à Constituição foi aprovada, em 2° turno, por 60 a 19. Somente Coronel votou a favor, mas ainda não se pronunciou sobre seu voto.

PPA 2020-2023

O Plano Plurianual Participativo (PPA) da Bahia para os anos 2020 a 2023 foi aprovado ontem, durante sessão na Assembleia Legislativa. O secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro, entregou o projeto de lei do PPA no dia 9 de setembro e apresentou a proposta do Executivo baiano para os deputados durante sessão no início do mês. Segundo Pinheiro, do total dos recursos previstos no PPA, 74% estão destinados aos programas de saúde, educação e segurança pública. 

Diversas áreas

O secretário citou destaques previstos para o próximo quadriênio nas mais diversas áreas. Na saúde, a implantação de novas policlínicas e construção e ampliação de outras unidades, na educação, a ampliação do atendimento educacional da rede estadual e ensino, incluindo a oferta do programa de Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (Emitec), ampliação do projeto escolas culturais e a oferta de, pelo menos, um curso da educação profissional em todas as escolas do estado. Outra área prioritária destacada durante a apresentação foi a segurança pública, com ampliação do número de bases comunitárias móveis e da rede de videomonitoramento.


Leia a Coluna completa na edição impressa do jornal ou na Tribuna Virtual.



Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas