Câmara cria Frente Parlamentar em Defesa da Petrobras

Iniciativa do vereador Moisés Rocha será instalada terça (29)


Tribuna da Bahia, Salvador
23/10/2019 19:10 | Atualizado há 19 dias, 16 horas e 19 minutos

   

O anunciado encerramento das atividades da Petrobras na Bahia, com o início do plano de desocupação da Torre Pituba, sede da empresa em Salvador, motivou o vereador Moisés Rocha (PT) a propor a criação da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Petrobras, na Câmara Municipal. O colegiado, que lutará pela permanência da companhia no estado, será instalado na próxima terça-feira (29), às 9h, no Plenário Cosme de Farias, em sessão dirigida pelo presidente da Casa, vereador Geraldo Júnior (SD).

Participarão ex-dirigentes da companhia, como José Sérgio Gabrielli e Guilherme Estrela; os deputados federais baianos Nelson Pelegrino, integrante da Frente Nacional em Defesa da Petrobras, e Marcelino Gallo, ambos do PT; e o deputado estadual Rosemberg Pinto (PT), líder do governo na Assembleia Legislativa.

Greve

Ex-instrumentista da maior estatal brasileira, Moisés Rocha presidirá a Frente Parlamentar, tendo a correligionária Marta Rodrigues como vice-presidente. Integram o colegiado suprapartidário, ainda, os vereadores Marcos Mendes (PSOL), Odiosvaldo Vigas (PDT), Sidninho (Podemos), Luiz Carlos Suíca (PT), Téo Senna (PHS), Toinho Carolino (Podemos), Henrique Carballal (PV) e Kiki Bispo (PTB).

“Os trabalhadores da Petrobras anunciaram que entrarão em greve nacional a partir deste sábado (26)”, comunicou Moisés, dando ideia do clima de instabilidade reinante na empresa.

A empresa argumenta que o encerramento das operações é uma estratégia de redução de custos que ocorre em todos os processos e atividades, inclusive em gestão predial da torre. O plano de desocupação da Torre Pituba deverá ser concluído até o final de dezembro, assim como prédios no Rio de Janeiro e São Paulo.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas