Lídice diz esperar que Bellintani seja candidato pelo PSB

Lídice da Mata sugeriu, ontem, que deseja que o presidente do Esporte Clube Bahia, Guilherme Bellintani, seja candidato a prefeito de Salvador em 2020 pelo partido socialista


Tribuna da Bahia, Salvador
19/11/2019 05:30 | Atualizado há 24 dias, 1 hora e 29 minutos

   
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Por: Rodrigo Daniel Silva


Presidente do PSB na Bahia, a deputada federal Lídice da Mata sugeriu, ontem, que deseja que o presidente do Esporte Clube Bahia, Guilherme Bellintani, seja candidato a prefeito de Salvador em 2020 pelo partido socialista. “Analisamos sim o nome de Bellintani. Tem feito esforço de conversar com o PSB esperando que, se ele tiver condições e desejo de realmente aprofundar sua relação com a política, o PSB seja a sua escolha. O partido é um partido que está se renovando”, declarou, em entrevista à rádio Metrópole. Na semana passada, o senador Jaques Wagner (PT) já tinha confirmado que Bellintani pode ser postulante pela base do governador Rui Costa (PT). O discurso oficial do dirigente esportivo é de que o foco total hoje é no clube.

Ontem, o deputado federal Marcelo Nilo (PSB), que também demonstrou torcer pela candidatura de Bellintani, alertou para o risco de o possível aliado perder o “timing”. “Pode estar perdendo o timing. Está demorando muito para tomar a decisão. Se Bellintani quer ser candidato, tem que assumir, decidir o partido que vai e lutar para consolidar a candidatura. Se demorar um pouco mais, perde o timing. Passou o Campeonato Brasileiro e ele ficar ainda sem assumir uma candidatura, ele vai perder o timing", ponderou.

Aliados afirmam que Bellintani deve deixar o Bahia em dezembro, quando encerra o Campeonato Brasileiro. O estatuto do clube permitiria que o presidente se licenciasse por um período, mas ele tem descartado a hipótese e a tendência é que renuncie para ser postulante. “Candidato a candidato”, Bellintani deixou a impressão a um político, com quem conversou recentemente, de que ainda tem esperança de disputar a prefeitura com o apoio do ACM Neto (DEM). Dentro da base do prefeito, há quem não acredite que o ex-secretário migrará para a base de Rui Costa. “Não acho que ele vá fazer essa portabilidade”, brincou um aliado de Neto, em conversa reservada. Portabilidade é a expressão que a torcida do Bahia tem usado para convencer torcedores do Vitória a mudar de time. Há quem aposte, porém, em um “duelo BB”, isto é, Bellintani contra o vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), que é considerado o candidato natural a sucessão de ACM Neto. Por enquanto, os dois possíveis adversários têm evitado embates públicos. Nos bastidores, o presidente do Bahia já afirmou, todavia, que tem mais projetos a mostrar do que vice-prefeito em um evento confronto eleitoral.

Caso Bellintani não seja candidato pelo PSB, Lídice não descarta a hipótese de ela disputar o Palácio Thomé de Souza no próximo ano. “O nosso partido quer fazer o esforço de realizar mudanças no cenário político de Salvador. Estamos discutindo essas possibilidades. O nosso companheiro Silvio Humberto é um valoroso vereador de Salvador. Queremos reforçar essa mobilização que tem feito do seu mandato. Também não posso me furtar na necessidade de fortalecer as forças democráticas e o meu nome de colocar o meu nome a disposição”, salientou.

REFORMA

Questionada sobre um ponto marcante na atuação da Câmara dos Deputados neste ano, Lídice da Mata afirmou que foi a aprovação da reforma da Previdência. “Que alguns consideram que será importante para o desenvolvimento. Não é a minha opinião. Acho que a reforma da Previdência, com a reforma trabalhista de Temer, demarca um novo momento na vida do trabalhador brasileiro para pior. A reforma trabalhista veio no sentido de precarizar as relações de trabalho e capital. E a reforma da Previdência vem diminuindo os direitos do trabalhadores”, pontuou.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas