Sarampo: postos ficam cheios no primeiro dia da segunda etapa da campanha

O público alvo são jovens entre 20 a 29 anos e a expectativa é que 544 mil pessoas sejam vacinadas na capital baiana


Tribuna da Bahia, Salvador
19/11/2019 08:20 | Atualizado há 3 dias, 17 horas e 53 minutos

   
Foto: Romildo de Jesus / Tribuna da Bahia

Por: Cleusa Duarte


Os postos de vacinação da Secretaria Municipal de Saúde de Salvador (SMS) amanheceram lotados, segunda-feira (18), a procura da imunização contra o sarampo. É que ontem iniciou a segunda fase da campanha nacional contra a doença seguindo calendário do Ministério da saúde (MS). O público alvo são jovens entre 20 a 29 anos e a expectativa é que 544 mil pessoas sejam vacinadas na capital baiana.

“Esta segunda etapa da Campanha de vacinação contra o sarampo tem como público-alvo os jovens de 20 a 29 anos não vacinados ou que estão com esquema vacinal incompleto da tríplice viral (que protege do vírus do sarampo, caxumba e rubéola)”, diz Doiane Lemos subcoordenadora de doenças imuno previsíveis da SMS.

Doiane destaca ainda que , apesar da nova etapa da campanha intensificar a imunização das pessoas de um determinado grupo, as doses permanecerão disponíveis para os demais grupos – indivíduos de 6 meses a 49 anos , sobretudo, à população infantil, público com cobertura vacinal próximo a meta determinada pelo Ministério da Saúde em Salvador, “estamos com praticamente 91% das crianças da capital vacinada, um percentual muito próximo da meta [95%] e é importante que pais e responsáveis conduzam os pequenos aos postos para a administração da dose. Lembrando, que no período da intensificação das pessoas de 20 a 29 anos, permaneceremos vacinando os demais indivíduos que porventura estiverem com o esquema vacinal incompleto.”

Em Salvador, cerca de 880 mil pessoas estão nessa faixa etária, porém Doiane destaca “sabemos que nem todos precisam da vacina, pois já atualizaram o cartão. A estimativa é de que 544 mil pessoas, nesta faixa de 20 a 29 anos sejam vacinadas. A campanha irá atualizar o cartão de vacina desses indivíduos, uma vez que esse público alvo é o de maior incidência nos casos de sarampo registrado no país.”

Atualmente, os adultos de 20 até 29 anos devem ter registrado duas doses da vacina contra o sarampo, após alteração feita pelo Ministério da Saúde em 2017 no calendário básico de vacinação . Como trata-se de uma mudança recente, muitas pessoas desta faixa etária têm apenas uma dose, o que não assegura a proteção contra o vírus, “ com a campanha, queremos atualizar a caderneta dessas pessoas e garantir que as mesmas estejam protegidas”, explica Doiane.

No 5º Centro, o dia foi de muita vacina ontem, “meu bebê está com seis meses e vim atualizar o cartão. Já tomou a pentavalente e agora será a vez do sarampo”, disse a dona de casa Jurema Santos com o bebê no colo.

O casal Fabiane Carvalho e Daniel Rodrigues, fisioterapeuta e professor de educação física, respectivamente também estavam com o bebê de dez meses, João aguardando na fila da vacinação contra o sarampo. “Nós somos da área de saúde, então nossas vacinas estão atualizadas. Viemos aplicar a dose do João”, disse Daniel.

Geisa santos Ferreira também foi atualizar o cartão de vacinas do seu bebê de seis meses, “existe uma surto no país temos que prevenir nossos filhos contra a doença.”

Para ampliar o acesso do público às doses, a Secretaria Municipal da Saúde realizará no próximo dia 30, sábado, um novo Dia D da estratégia, quando além de postos de saúde convencionais, pontos com grande circulação de pessoas espalhados pela cidade serão instalados para vacinação contra o sarampo.

Bahia registra 35 casos de sarampo

Em todo o Estado , a Secretaria Estadual de Saúde (SESAB) informa que com a confirmação de 07 casos novos de sarampo na semana epidemiológica nº 45, 03 em Santo Amaro, 03 em Presidente Tancredo Neves e 01 em Ribeira do Pombal, subiu para 35 o número de casos confirmados da doença entre residentes baianos. Até 09/11/2019 foram notificados 641 casos suspeitos de sarampo. Desse total, 321 foram descartados (50%), 35 foram confirmados (5,5%) e 285 (44,5%) permanecem em investigação.

Foi também confirmado através de sequenciamento genético emitido pelo Laboratório de Vírus Respiratórios da Fiocruz/RJ (genótipo D8), 01 caso importado em Porto Seguro, residente em Minas Gerais, associado a cadeia de transmissão do surto ocorrido no município, em julho de 2019. Trata-se de um jovem de 23 anos, não vacinado. Vale ressaltar que o surto em Porto Seguro foi controlado no período de 90 dias, não aparecendo casos novos após esse período.

Em Presidente Tancredo Neves foi confirmado um surto familiar, com 3 casos entre irmãos não vacinados, na faixa etária de 15 a 29 anos, pertencentes a uma comunidade migrante. O referido surto tem associação com o surto de Gandu, portanto, fazendo parte da mesma cadeia de transmissão iniciada em Santo Amaro. Já o caso de Ribeira do Pombal trata-se de uma criança de 1 ano de idade, com esquema vacinal incompleto, caso isolado, sem histórico de deslocamento ou contato com outros casos suspeitos ou confirmados da doença. Em Santo Amaro foi confirmado surto familiar entre irmãos, com 3 e 4 anos de idade, respectivamente, sem histórico de vacinação. O terceiro caso desse município é uma jovem de 25 anos, também não vacinada.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas