Coluna Boa Terra (Por Valdemir Santana) - Edição do dia 28/11

Vitrine de luxo, em loja de moda, resgata design mourístico que Salvador proibiu na era colonial


Tribuna da Bahia, Salvador
28/11/2019 11:09 | Atualizado há 12 dias, 52 minutos

   
Foto: Divulgação

As novas vitrines da grife “Thereza Priore”, na pulsante “Bahia Marina”, exibem mais do que roupas de luxo para a nova estação, criadas pela empresária e estilista Adriana Régis. A sutileza fica por conta de peças decorativas com a instigante treliça Muxarabi. É uma secular arte artesanal dos povos árabes que deu o que falar nas colônias portuguesas no passado. Em Salvador chegou a ser proibida em 1759, quando a cidade era capital do Brasil. Anos depois, na fase do Reino Unido, o príncipe regente D. João VI proibiu também em todas as colônias portuguesas.

As peças fazem parte da decoração da loja a partir de uma parceria entre Adriana Regis e Marcio Sobral (foto), que é gerente em Salvador da “Breton” uma exclusiva marca de móveis com lojas em São Paulo e na Bahia, franqueada na capital pela empresária Jô Abreu. As peças da decoração, incluindo as estruturas em Muxarabi, são assinadas por Estevão Toledo, designer da “Breton”.

Todo o rebuliço que o Muxarabi criou no Brasil Colônia, ao ser usado nos balcões dos palacetes, não ficou bem explicado. Mas os pesquisadores do design e da decoração destacam o fato das treliças formarem uma estrutura que permitiam a passagem da luz e da ventilação, mas ao mesmo tempo em que os proprietários dos palacetes observassem tudo o que acontecia nas ruas, sem serem vistos.

Sensação na “SPFW” o baiano Isaac Silva deixa o singular desfile da “Casa dos Criadores”

A mais importante semana de moda autoral do Brasil, a “Casa dos Criadores” realiza a sua 46ª edição, até o sábado, 30, em São Paulo, com uma seleção de ouro dos mais instigantes estilistas do país. Mas fica de fora uma de suas maiores estrelas. É o baiano Isaac Silva, que depois de virar sensação na gigante “São Paulo Fashiion Week”, não mostra sua glória entre os criadores que desfilam no espaço da Alameda Olga, no bairro pos-industrial Barra Funda.

Isaac Silva sempre teve cadeira cativa na agenda de ouro da “Casa dos Criadores” e sumiu do mapa sem os organizadores explicarem. Na “SPFW” que é a maior semana de moda do país, ele desfilou pela primeira vez este ano e foi a sensação da agenda. O estilista trabalha com tecidos africanos e é o criador exclusivo das roupas que a cantora Elza Soares usa em excursões internacionais.

High society toma gosto pela filantropia e o abrigo de idosos ganha mais apoio

Assim como acontece no elegante Jet set internacional e na nobreza européia, sem falar nos magnatas norte-americanos, também o high society local incrementa novos eventos para promover ações sociais. Depois de uma serie de almoços beneficentes promovidos pela empresaria Verinha Simões Pedreira Luedy, o “Abrigo São Gabriel”, ganha mais apoio.

Desta vez é o “Branding Santa Bárbara”, marcado pelas empresarias Christiane Peleteiro e Marilu Fontes para a quarta feira, dia 4, na exclusiva loja “Novo Projeto”, da Avenida Paulo VI. As duas são sócias em Salvador da grife de lojas de luxo, e o que chama a atenção é que seguem a linha filantrópica clássica, como Verinha Luedy faz na alta sociedade, mas incrementam com a pegada internacional de marketing.

O “Branding” que foi idealizado pela refinada e cosmopolita empresária Anna Claudia Libório é uma moderna ação de filantropia com a mensagem clara de que a empresa que faz a promoção é uma marca do bem, disposta a fazer boas ações.

Gal Costa ganha homenagem no “WME Awards by Music”

Apoteose é pouco para descrever a glória da baiana Gal Costa na terceira edição do “WME Awards by Music2” que é o primeiro prêmio totalmente dedicado às mulheres do universo musical. Acontece na terça, 3 de dezembro, e é uma promoção do “TNT”, o canal norte-americano de tevê por assinaturas que distribui filmes e series internacionalmente, além de transmitir também eventos como o concurso “Miss Universo”,

No caso do “MME Awards” é transmitido ao vivo no Brasil, com acesso também pelo canal ”You Tube”. Gal Costa é homenageada, não concorre a premiações como acontece com as ouras baianas prestigiadas, Pitty Leone, Xênia França e Josyara Lellis. A apoteose no caso é que nada menos que grandes estrelas como Ana Canas, a dupla “As Bahia e a Cozinha Mineira” e a carioca Preta Gil sobem ao palco para fazer a homenagem a Gal Costa, a grande diva da contracultura brasileira.

Filme de Orlando Senna na mostra ecoambiental

O cineasta baiano Orlando Senna, considerado um dos ícones da renovação do cinema brasileiro, é um dos destaques da programação da “Mostra Ecofalante de Cinema” que pela primeira vez escala Salvador em sua agenda. O filme escolhido é o novíssimo “A Idade da Água”. As seções acontecem a partir de quinta feira, 5, na “Sala Walter da Silveira”, com acesso gratuito às exibições.

O festival é considerado o mais importante evento audiovisual sul-americano, e se dedica aos temas socioambientais. São doze filmes selecionados, de diversos países, com reflexões sobre temas urgentes ligados a questões contemporâneas. Um deles, o considerado desconhecido transporte global marítimo e suas conseqüências para os oceanos e ao meio ambiente.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas