Devotos começam a festejar Santa Bárbara com orações

A grande festa será dia 4 de dezembro, com alvorada, repique de sinos, missa campal e procissão pelas ruas do Centro Histórico de Salvador


Tribuna da Bahia, Salvador
02/12/2019 09:40 | Atualizado há 6 dias, 18 horas e 50 minutos

   
Foto: Reprodução / Google fotos

Por: Rayllanna Lima


Os fiéis da Igreja Católica já começaram com as celebrações em homenagem à Santa Bárbara, a Iansã para o povo de santo. Vestidos de vermelho, devotos passaram a manhã de domingo (1º) na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, no Pelourinho, onde foi realizada a primeira missa do tríduo preparatório. A grande festa será dia 4 de dezembro, com alvorada, repique de sinos, missa campal e procissão pelas ruas do Centro Histórico de Salvador.

Mordomo de culto da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, Ubirajara Santa Rosa participou contou à reportagem que os preparativos para os festejos em homenagem à Santa Bárbara começaram no finalzinho de outubro e que a Igreja já está pronta para celebrar a religiosa.

“Foi o mês todo de novembro realizando nas quartas-feiras missas preparativas para esse evento. Como não temos celebração à noite, fazemos esse tríduo pela manhã. Hoje estamos fazendo a celebração com os irmãos da Irmandade, com o Terço dos Homens, fazendo homenagens à Santa Bárbara. Na segunda-feira teremos os irmãos de São Benedito e, na terça, a entrada dos novos postulantes para devoção”, disse.

Como parte do tríduo preparatório na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, as missas de segunda (2) e terça-feira (3) serão realizada às 18h. Já a partir das 5h de quarta-feira (4), os católicos começam a festejar Santa Bárbara, com alvorada, seguida de repique de sinos às 6h. A missa campal está programada para começar às 8h, presidida pelo capelão, padre Jonathan de Jesus da Silva.

Logo após a Celebração Eucarística ocorre a procissão, que passará pelas ruas Gregório de Mattos, João de Deus, Terreiro de Jesus, Praça da Sé e Ladeira da Praça. Ao chegar ao Corpo de Bombeiros (Barroquinha), os devotos farão uma parada para homenagear a padroeira da corporação e, logo após, seguirão para a Baixa dos Sapateiros, Rua Padre Agostinho e Pelourinho.

Segundo a Arquidiocese de Salvador, homenagens também acontecerão na Igreja Santíssimo Sacramento da Rua do Passo, no Centro Histórico. No dia 3 de dezembro, às 15h30, quem desejar saber mais sobre Santa Bárbara poderá participar do colóquio “Origem e expansão da Festa de Santa Bárbara no Centro Histórico de Salvador: fé e tradição religiosa”, que será conduzido pela historiadora e membro do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB), professora Lúcia Góes. Pouco depois, às 17h, será celebrada uma missa.

À Tribuna, Ubirajara Santa Rosa lembrou um pouco da história de Santa Bárbara. “Ela se converteu ao cristianismo e passou a ser perseguida pelo seu próprio pai, que veio a decapitá-la com um golpe de espada. Conforme diz a história, no local onde sofreu o corte nasceram flores bonitas. O pai dela, mais tarde, retorna ao local para chorar pelo que cometeu. Nesse momento vem um raio e ele vem a falecer”, afirmou.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas