Grupo preso ao embarcar com malas de dinheiro levava mais de R$760 mil, diz PF

Suspeita é que quantia tenha sido roubada de agência na cidade de Teixeira de Freitas, no sul da Bahia, na última sexta-feira


Tribuna da Bahia, Salvador
02/12/2019 16:23 | Atualizado há 6 dias, 13 horas e 24 minutos

   
Foto: Divulgação/Polícia Federal

Os seis homens que foram presos no domingo (1º), no Aeroporto Internacional de Porto Seguro, no sul da Bahia, tentando embarcar com malas de dinheiro em espécie, levavam mais de R$ 760 mil, segundo a Polícia Federal.

Nas malas foram encontradas notas de R$ 2, R$ 5, R$ 10, R$ 50 e R$ 100. De acordo com a PF, os homens seguiam para São Paulo.

A Polícia Militar informou que os presos são suspeitos de participar do roubo a uma agência do Banco do Brasil em Teixeira de Freitas, ocorrido na última sexta-feira (29). Os homens estavam sendo monitorados pelas forças estadual e federal após assalto.

Conforme apontam as investigações, no dia do crime, o grupo entrou pelos fundos da agência durante a madrugada e fez um buraco na parede. Com isso, os assaltantes conseguiram desarmar o sistema de alarme da agência e levar o dinheiro.

Segundo a polícia, foram encontradas ferramentas espalhadas pela agência, além de cofres abertos e vazios. Não houve feridos.

"A Polícia Federal descobriu que seis elementos oriundos da região sudeste, São Paulo e Santa Catarina, compraram passagens aéreas à vista e iam viajar para São Paulo. Suspeitamos dessa situação, fizemos um serviço de inteligencia a respeito e descobrimos que esses elementos tinham passagem pela polícia. Após verificar esses antecedentes criminais, resolvemos aprofundar a investigação", disse Carlos Cristiano Tenório, delegado da PF.

O delegado contou ainda que a abordagem aconteceu quando os suspeitos embarcaram no aeroporto. O dinheiro foi encontrado após fiscalização das malas, que já haviam sido despachadas.

O grupo e a quantia recuperada foram encaminhados para a Delegacia de Teixeira de Freitas. Os suspeitos vão responder por associação criminosa e roubo qualificado.


Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas