Amanhã é dia de saudar Conceição da Praia

A Novena em honra a Santa começou no último dia 29, e este ano com o tema, "470 anos de fé e devoção à Imaculada Conceição”


Tribuna da Bahia, Salvador
07/12/2019 10:20 | Atualizado há 15 dias, 20 horas e 16 minutos

   
Foto: Romildo de Jesus / Tribuna da Bahia

Por: Poliana Antunes


Uma das festas mais esperadas do ano acontece amanhã (8) em Salvador, em que milhares de baianos e turistas vão saudar a Rainha e Padroeira do da Bahia, Nossa Senhora da Conceição da Praia. A Novena em honra a Santa começou no último dia 29, e este ano com o tema, "470 anos de fé e devoção à Imaculada Conceição”. As homenagens serão realizadas na Basílica Santuário Nossa Senhora da Conceição da Praia, no bairro do Comércio.

De acordo com a organização da festa, quinze mil pessoas são esperadas para acompanhar as missas e procissão em homenagem à Santa. Neste ano, a imagem de Nossa Senhora da Conceição vai ganhar um novo manto confeccionado com pedrarias e flores pelo designer Fábio Ítalo, do Rio de Janeiro.

No dia dedicado à padroeira, as missas serão celebradas às 5h, 6h, 7h e 8h. Após as Celebrações Eucarísticas, o Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, vai presidir a Missa Solene, às 9h. Também estará presente o Coral da Basílica Nossa Senhora da Conceição da Praia sob a regência do Maestro David Tourinho.

Ainda segundo a assessoria, por volta das 10h30, os devotos vão seguir em procissão pelas ruas do bairro do Comércio e depois vão retornar à Basílica para a solene bênção do Santíssimo Sacramento. Não é à toa que a santa recebeu este título. Sua história se confunde com a edificação da capital baiana. A comemoração é a segunda no Calendário de Festas Populares do estado.

SANTA E ORIXÁ

Estudos comprovam que em 1549 quando, o primeiro governador-geral do Brasil Colônia, Thomé de Sousa, aportou na capital baiana com a imagem da santa e mandou construir uma Capela nas imediações, onde hoje está situada a rampa do Mercado Modelo, que Nossa Senhora da Conceição já era considerada a Padroeira da Bahia. Antes, D. João IV já havia proclamado a santa, Padroeira do Reino de Portugal e de todas as suas colônias. Mas segundo o interventor do patrimônio da igreja, Valson Sandes, há apenas 45 anos que Nossa Senhora da Conceição da Praia foi proclamada oficialmente Padroeira da Bahia, em votação na Assembléia Legislativa do Estado.

No ano de 1623, uma igreja foi erguida e chamada de Conceição da Praia. Pois era assim que seus freqüentadores - marujos, navegantes e comerciantes – a referenciavam por estar situada na área portuária da cidade (Comércio).

Os resquícios da estrutura original resistiram ao tempo, mas em 1739, cem anos após sua construção o templo foi substituído por decisão da confraria do Santíssimo Sacramento e pela Irmandade Nossa Senhora da Imaculada Conceição. Em 1854 o papa Pio XII elevou a igreja à condição de Basílica.

Nossa Senhora da Conceição da Praia é reconhecida como a virgem Maria Mãe de Jesus. No Brasil colonial escravocrata, o sincretismo religioso emergiu e transformou a Nossa Senhora da Conceição da Praia no Orixá Oxum, dentro dos preceitos Candomblecista e Umbandista.

Oxum é Rainha da água doce, dona dos rios e cachoeiras, e uma mulher hábil e determinada. Neste dia 8 de dezembro, os adeptos da religião de matriz africana dão banhos de ervas nos devotos, para abrir os caminhos e trazer boas energias, como parte da liturgia de celebração.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas