José Antônio Alves assume provedoria da Santa Casa na próxima segunda

José Antônio Rodrigues Alves assume pela terceira vez, no lugar de Roberto Sá Menezes, para a gestão entre os anos de 2020 e 2022


Tribuna da Bahia, Salvador
13/01/2020 10:11 | Atualizado há 13 dias, 19 horas e 21 minutos

   
Foto: Divulgação

Por: Yuri Abreu


Depois de passagens pelas secretarias de saúde do estado da Bahia e do município de Salvador, José Antônio Rodrigues Alves assume, na próxima segunda-feira, mais um desafio na carreira de administrador: o cargo de provedor da Santa Casa da Bahia, pela terceira vez, no lugar de Roberto Sá Menezes, para a gestão entre os anos de 2020 e 2022.

A solenidade será realizada às 18h do próximo dia 13 de janeiro, no Cerimonial Rainha Leonor, na Pupileira, centro da capital baiana. Na ocasião, também serão empossados a vice-provedora Sônia Magnólia Lemos de Carvalho, a escrivã Ana Paula Gordilho Pessoa, o tesoureiro Antoine Tawil, além dos demais membros.

Alves integra a Irmandade desde 2006 e, em outras duas oportunidades, dirigiu a Instituição que há mais de 470 anos oferta ininterruptamente serviços à população baiana. Ao jornal Tribuna da Bahia, ele falou sobre a expectativa em novamente assumir o cargo, além dos desafios que tem pela frente.

“A Santa Casa, já há algum tempo, aumenta o seu profissionalismo, à cada administração. Eu assumo dentro de um quadro de uma administração exitosa, principalmente pelo que o atual provedor, Roberto Sá Menezes fez, em termos de formação profissional e de avanços na informatização de sistemas, tanto na área de saúde, quanto na administrativa. Nossa expectativa é a de nós nos reposicionarmos rapidamente. O mercado de saúde tem mudado dentro de Salvador com a instalação de novos serviços, empreendimentos e precisamos nos readaptar”, analisou.

José Antônio Rodrigues Alves também falou sobre os projetos que ele tem para o próximo período à frente da instituição. “Quanto ao Museu da Misericórdia, eu já tinha trabalhado nesse projeto, antigo, e que agora temos uma fonte de recursos que foi bastante negociada com o governo federal. Ele vai permitir a gente finalizar aquela obra, inaugurada em 2006, mas que ficou faltando a recuperação da capela da margem central, inclusive recuperando todas aquelas peças de arte”.

Além deste, há planos para a melhoria de um projeto social no Bairro da Paz, a modernização do Cemitério do Campo Santo, no bairro da Federação, e a recuperação e adaptação de prédios históricos, que pertencem a Santa Casa, no Centro Histórico de Salvador, tornando-os mais modernos e culturais.

A CASA

A Santa Casa da Bahia foi fundada em 1549, ao tempo do então governador-geral Thomé de Sousa, e hoje se consolidou como um complexo assistencial que atua nas áreas de saúde, cultura, ensino e pesquisa, ação social e educação infantil, além de serviços cemiteriais e de eventos. Com mais de 5.700 colaboradores diretos, é uma das instituições filantrópicas mais sólidas e respeitadas do Brasil.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas