Coluna Boa Terra (Por Valdemir Santana) - Edição do dia 14/01

Palácio que entusiasmou a rainha e o arquiduque ganha Camarote na Lavagem do Bonfim


Tribuna da Bahia, Salvador
14/01/2020 09:58 | Atualizado há 13 dias, 1 hora e 50 minutos

   
Foto: Foto montagem / Reprodução

Uma jóia rara da arquitetura no Brasil, o “Palácio da Associação Comercial da Bahia”, na Praça Conde dos Arcos, faz a diferença na secular festa inter religiosa “Lavagem do Nosso Senhor do Bonfim” que acontece quinta feira, 16. O prédio em “Estilo Adam”, uma rara versão do neoclássico inglês, ganha um camarote especial, com brunch a partir das 8h, para acompanhar a passagem do cortejo festivo que desde 1773 percorre oito quilômetros, na Cidade Baixa.

A novidade não é pouca coisa. O palácio construído pelo Conde dos Arcos, cuja característica principal do estilo britânico , são as escadarias gêmeas na fachada, foi inaugurado em 1817. É um dos poucos nesse estilo criado pelo escocês Robert Adam , fora do Reino Unido e não passa despercebido por quem entende de raridades. A rainha Elizabeth !!, da Inglaterra, teria ficado pasma com a suntuosidade do prédio. Ela observou ao passar bem em frente, na visita à Bahia em 1968.

Melhor ainda fez Maximiliano de Habsburgo, o então Arquiduque da Áustria que participou de uma festa no incrível salão nobre do palácio e descreveu tudo, incluindo o refinamento da aristocracia baiana, no livro “Bahia 1860” que ele publicou em alemão depois de visitar Salvador no século XIX. Melhor realmente porque Maximiliano, que mais tarde seria imperador do México, participou da festa da lavagem e se esbaldou na descrição do que viu em Salvador.

O palácio tem historia e a “Associação Comercial da Bahia” vive dias de glória e estilo. O atual presidente da entidade é o engenheiro Mario Dantas Carvalho, o mais jovem a ocupar o cargo em duzentos anos dessa história. Ele entende de negócios, tanto que preside o grupo de líderes empresariais, e de festas. Afinal, junto com a mulher Isabela Martins Dantas, designer de interiores formada na Itália (o casal na foto) forma um dos casais referencia de estilo no high society da Bahia.

Estilo baiano na cena fashion luso brasileira

O estilista brasileiro Guto Carvalhoneto, que tem origem na aristocracia rural da Bahia e se tornou sensação na alta moda do Rio de Janeiro, é também nova sensação no cenário fashion luso brasileiro. Durante os meses de janeiro e fevereiro ele apresenta, em Portugal, as criações de moda autoral que lança pelo programa de residência artística “Aponte Arte Residencia” de Lisboa.

A séria de criações se chama “Derme” e usa uma linha especial da grife “Werner Tecidos” do Brasil. “Foi tudo muito rápido, fechar o ano, arrumar as malas e atravessar o atlântico para uma residência artística em Lisboa. Um projeto que me faz muito bem, com uma equipe de pessoas legais” conta nas redes sociais, à medida que mostra algumas peças.

A festa tricolor de Benedito e Evaristo

O clube de futebol mais popular do estado, o “Esporte Clube Bahia” comemorou com festa enorme, e também com uma historia charmosa, a inauguração do “Centro deTreinamento”, no final de semana, na instalação “CidadeTricolor” em Dias D’Avila. Festa para sete mil torcedores animados, e sutileza histórica com o empresário Benedito Borges esbanjando simpatia, com direito à faixa de “Campeão da Taça Brasil" que ele ajudou o clube a ganhar.

Benedito Borges foi o presidente do clube em 1960, quando o Bahia foi o primeiro campeão da “Taça Brasil” e o primeiro clube brasileiro a participar da “Taça Libertadores da América”. Mais do que animado, Benedito conversou o tempo inteiro com o grande amigo, o treinador Evaristo de Macedo que éo homenageado com o titulo do “CT”

Primeira dama da Bahia confirma novo Bal Masqué no antigo palácio

A primeira versão do baile de máscara que a primeira dama da Bahia, Aline Almeida Peixoto organizou em 2019 foi um sucesso e tanto. A prova que deu certo e que contribuiu para os trabalhos sociais do governo, é que a mulher do governador Rui Costa já marcou para o dia 13 de fevereiro, a segunda edição do “Bahia Real Masque”. O espaço, é claro, continua sendo o fantástico “Palácio da Aclamação” com o eu estilo art noveau bem preservado

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas