Beach Park apresenta novas atrações de realidade virtual

O Submerso é a segunda atração do gênero do destino turístico


Tribuna da Bahia, Salvador
20/01/2020 14:32 | Atualizado há 7 dias, 23 horas e 36 minutos

   
Foto: Romildo de Jesus / Tribuna da Bahia

Por: Lício Ferreira


Após o sucesso do Insano Virtual - simulador do Insano, um dos maiores e mais radicais toboáguas do mundo - o Beach Park Entretenimento lança mais uma atração de realidade virtual: o Submerso, nova atração do Aqua Park que simula o fundo do mar através de imagens de corais, golfinhos e até tubarões para divertir toda a família. O brinquedo é uma parceria com o Canal OFF e funciona através do uso de uma máscara especial com realidade 360 4D, replicando o ambiente marinho.

“São duas atrações virtuais, visando a acessibilidade daquelas pessoas que não podem ir aos brinquedos radicais como, por exemplo, cadeirantes, idosos e crianças. Queremos agradar e incluir todo o mundo que nos visita. Notamos que o fluxo de famílias, com algum parente que tenha autismo, cresceu bastante nos últimos anos. Sensibilizados estamos atentos ao membro da família que é autista. Logo na entrada do parque ele já recebe uma pulseira de identificação para receber de nós um atendimento especializado e deixá-lo mais tranquilo, da melhor forma possível, tanto ele quanto a sua família”.

É assim que a Relações Publicas, Gisele Leal recebeu os jornalistas do Norte e Nordeste do Brasil para apresentar as atrações deste Verão no que hoje é considerado uma das opções de lazer mais procuradas pelos viajantes no país inteiro: o Beach Park, “Todo o ano, no Dia Nacional da Pessoa com Deficiência (PcD), a gente atende várias instituições parceiras. Agora, e no futuro, queremos ter outras atrações virtuais”, antecipa. Atualmente, o Beach Park Entretenimento possui 104 colaboradores com deficiência, tanto nos setores administrativos quanto nas áreas operacional da hotelaria e do parque aquático. Muitos desses entraram como auxiliar administrativo e já foram promovidos para outros cargos.

ACESSIBILIDADE

Gisele reconhece que a realidade virtual é algo muito bacana que envolve a acessibilidade das pessoas. O ‘Insano Virtual’ foi o nosso primeiro produto. Agora lançamos a segunda atração: o ‘Submerso Virtual’, em parceria com o Canal OFF, que nos cedeu um vídeo das suas expedições e ainda, neste ano, teremos novos vídeos para apresentar ao público”, completou Gisele Leal, que também garante o lançamento de um Manual de Atendimento exclusivo ao autismo.

Para esse público, o ‘Insano Virtual’ foi a primeira atração lançada ano passado. A ideia surgiu dentro do próprio Beach Park. “Quando a gente viaja pelo Brasil, para apresentar nossas atrações, existem alguns lugares, onde não há uma estrutura física que comporte o material de divulgação itinerante. Apresentamos a novidade virtual e ela foi muito bem aceita, atingindo um público maior do que o desejado. Então, avaliamos o seguinte: se as pessoas gostam tanto lá fora, é claro que elas vão gostar ainda mais aqui dentro do parque”, disse o Diretor Comercial, Felipe Lima.

EXPERIÊNCIA

A experiência de viver um brinquedo radical na realidade virtual, coisa que jamais viveria na vida real, agradou em cheio as pessoas. “No ‘Submerso’, por exemplo, ainda tem a sensação física de estar na água com a experiência parecida com o mergulho. O sucesso está sendo gigantesco!”, explica à imprensa durante um almoço debaixo dos coqueirais.

“Estamos buscando juntar um pouco do Hard (máquina) com o Software (Inteligência Artificial) e mais a experiência do 3D. Esse é o caminho que estamos iniciando. A gente ainda não tem o valor de quanto está sendo investido e qual a próxima atração. Até por que, são produtos que a gente fabrica dentro de casa. O que podemos antecipar é que, ainda no transcorrer desse ano de 2020 virá uma nova atração com esse ‘mix’ de sensação e experiência virtual, mas ainda não temos data de lançamento”.

Felipe Lima reconhece que é importante trazer boas novidades para atender ao público. “O Submerso Virtual, com uma pegada mais tecnológica, não tem um investimento muito significativo. A tecnologia desse brinquedo foi toda criada dentro de casa e faz parte da nossa rotina de criar atrações. Quando a gente traz esses brinquedos virtuais, sentimos que crianças e idosos além de pessoas com certa deficiência conseguem curtir muito bem a nossa iniciativa”, assegura. Mas, os brinquedos de muita adrenalina como o “Arrepia” também estão por lá. É preciso apenas ter muita coragem e arriscar viver as fortes emoções!

EM FAMÍLIA

Visitar o Beach Park é para quem gosta de se divertir em família. A criançada, por exemplo, tem até fevereiro, o Nickelodeon Slime, com um espaço especial para brincar na Arena Slime e atividades exclusivas com a geleca, além de uma surpresa no famoso baldão do Aqua Show. O ambiente é lúdico e divertido pois estimula a criatividade das crianças dentro de um laboratório. A Arena Slime funciona todos os dias assim como o famoso baldão do Aqua Show que surpreende os pequenos com um “banho de slime”. A água do brinquedo recebe uma cor especial para que as crianças tenham a sensação de tomar banho em slime.

Até fevereiro haverá no Beach Park, uma programação especial com atrações inéditas, dentre elas: apresentações, shows e campeonatos esportivos em todas as áreas do parque aquático. E encerrando a programação do verão, em fevereiro, no gramado do Coqueiral, a banda Melim fará um show repleto de hits como “Meu Abrigo”, “Ouvi dizer” e “Gelo” para toda a família.

CONTRATAÇÕES

O diretor comercial disse, também, que na alta temporada do Verão (entre dezembro e março) o Beach Park eleva o nível das contratações que chega a 300 novos funcionários para atender a todo o complexo de lazer e entretenimento. “O que não muda, é a estrutura física, que continua a mesma em todas as épocas do ano”, sintetiza. Nesse período de muitas visitas de turistas trabalham diuturnamente cerca de 2.400 empregados para atender a 150 mil pessoas por mês.

Nesse ano de 2020, a expectativa do Beach Park é de superar a casa de 1 milhão de visitantes. São 600 apartamentos disponíveis com projeção para ocupação de 85% dos leitos incluindo turistas oriundos da França e da Espanha; embora, a maior parcela desse público seja de brasileiros de todos os cantos do Brasil, especialmente neste ano cheio de feriados, que é bastante favorável para o turismo.


*O repórter Lício Ferreira e o fotógrafo Romildo de Jesus viajaram a convite do Beach Park

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas