Fora de casa, Bahia empata em 0 a 0 com Santa Cruz

Douglas Friedrich é expulso no fim do segundo tempo e Fernandão vai para o gol


Tribuna da Bahia, Salvador
25/01/2020 18:14 | Atualizado há 27 dias, 3 horas e 51 minutos

   
Foto: Rafael Melo / Santa Cruz

Bahia e Santa Cruz, em 2020, vivem situações diferentes. Na Série A, o Tricolor de Aço tem orçamento estimado sete vezes maior que o do time pernambucano - bem como um elenco mais caro. Neste sábado, no entanto, a disparidade não entrou em campo no Arruda. Em jogo equilibrado, Santa e Bahia tiveram chances de marcar, mas não conseguiram sair do 0 a 0. Nem quando, nos minutos finais, o goleiro Douglas foi expulso e o atacante Leandrão teve de ser improvisado no gol baiano. O empate acrescenta um ponto aos dois times em suas estreias na Copa do Nordeste.

AGENDA

Na próxima rodada, o time baiano recebe o Imperatriz, na próxima terça-feira (28), às 20h, em Pituaçu. Porém, antes disso, no mesmo local, o Tricolor coloca a equipe sub-23 para o compromisso diante do Vitória da Conquista neste domingo (26), às 16h, pela segunda rodada do Baianão.

O JOGO

Santa Cruz e Bahia fizeram um primeiro com ligeira superioridade dos visitantes. Dono de um time de mais qualidade técnica, o Bahia não tardou a se impor no jogo. Com trocas de passes e movimentação de bom nível para o primeiro jogo da temporada, o time de Roger Machado teve três ótimas chances de marcar - duas delas com o lateral-direito João Pedro.

O Bahia só não saiu na frente do placar porque o primeiro tempo de Maycon Cleiton foi muito inspirado. Em saídas arrojadas, o goleiro salvou o Santa três vezes. Isso não significa, porém, que o Tricolor do Arruda foi inteiramente inofensivo: assustou os visitantes em chutes de média distância e quase chegou ao gol em escanteio que William Alves completou por cima do gol.

A segunda etapa teve andamento diferente da primeira. Nos minutos iniciais, o Bahia conseguiu sustentar a pressão. Se não criou tantas chances reais, ao menos manteve uma maior posse de bola e volume ofensivo. 

À medida que o tempo passou, porém, o Santa Cruz conseguiu equilibrar o jogo. Do meio para o fim, inverteu o ritmo: sem ter supremacia e sendo eventualmente incomodado, se fez mais presente no campo ofensivo. Teve chances em chute de Pipico e em bolas paradas. Mas gol, que é bom, ninguém conseguiu fazer. Nem de um lado, nem do outro.

Discretos

O Bahia teve duas estreias de peso neste sábado: Clayson e Rossi. Mas ambos foram discretos. Clayson teve mais tempo em campo. Entrou como titular. Rossi só foi acionado no segundo tempo. Nenhum deles conseguiu decidir.

Outros reforços da equipe baiana também entraram em campo (Daniel, Jadson e Juninho Capixaba), mas também não brilharam.

Dia de goleiro

O atacante do Bahia Fernandão viveu dia diferente neste sábado. Acostumado a tentar fazer gols, teve - nos últimos minutos - a missão de evitá-los. Após a expulsão contestada de Douglas Friedrich, o técnico Roger Machado não tinha mais substituições a fazer. Algum atleta de linha teria que ser improvisado no gol. O escolhido foi o centroavante, que fez boa defesa no único lance em que foi exigido.

FICHA TÉCNICA

Santa Cruz 0x0 Bahia

Copa do Nordeste - 1ª rodada

Local: Arruda, no Recife

Data: 25/01/2020 (sábado)

Horário: 16h

Árbitro: Wagner Reway (PB)    

Auxiliares: Kildenn Tadeu Morais de Lucena e Schumacher Marques Gomes (ambos da PB)

Cartões amarelos: Bileu, Fabiano (Santa Cruz) / João Pedro, Juninho Capixaba (Bahia)

Cartão vermelho: Douglas (Bahia)

Santa Cruz: Maycon; Júnior, Danny Morais, William Alves e Fabiano; Bileu (Italo Henrique), Paulinho, Jeremias (Patrick Nonato) e Didira (Toty); Mayco Félix e Pipico. Técnico: Itamar Schulle.

Bahia: Douglas; João Pedro, Lucas Fonseca, Juninho e Juninho Capixaba; Gregore, Flávio, Clayson (Rossi), Daniel (Jadson) e Élber; Gilberto (Fernandão). Técnico: Roger Machado.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas