Raio Laser - 5/02 - Calou

Petistas estão convencidos de que não terão alternativa senão apoiar a candidatura de Major Denice Santiago, da Polícia Militar, à Prefeitura de Salvador


Tribuna da Bahia, Salvador
05/02/2020 06:40 | Atualizado há 28 dias, 9 horas e 58 minutos

   
Foto: Reprodução / Google fotos

Petistas estão convencidos de que não terão alternativa senão apoiar a candidatura de Major Denice Santiago, da Polícia Militar, à Prefeitura de Salvador, depois que o governador Rui Costa (PT) decidiu abraçar o nome da policial como candidato de seu grupo à Prefeitura de Salvador. Para eles, não há quem consiga resistir à força da máquina do governo, muito menos ao desejo do governador, principalmente no momento que a major tem recebe o apoio do senador Jaques Wagner (PT). "O jeito é aceitar e transformar o rito de passagem em algo agradável", diz um militante histórico petista dizendo que, com Denice, o governador calou a ala que queria uma candidatura negra no PT, exatamente a mais barulhenta do partido.

Na cabeça

Com a decisão do deputado federal Jorge Solla (PT) de anunciar apoio à candidatura de Major Denice à Prefeitura ninguém tem mais dúvida de que o presidente da legenda, Ademário Costa, vai seguir nesta linha, apesar de se posicionar como um magistrado à frente da direção municipal do partido. Ademário tinha preferência pelo nome de Vilma Reis, mas agora...

Coordenador (Geraldo Júnior)

Escolhido como coordenador político da campanha do pré-candidato à Prefeitura de Salvador Bruno Reis (DEM), o presidente da Câmara Municipal, vereador Geraldo Júnior (SD), se reuniu com dirigentes do MDB, quando também aproveitou para discutir o seu futuro no partido. Segundo o presidente estadual do MDB, Alex Futuca, a sigla irá facilitar ao máximo a formação de chapa e no que for bom para a candidatura de Bruno Reis.

Cobiçado

Prestes a deixar seu atual partido, o Solidariedade, Geraldo Júnior é cortejado por várias legendas, incluindo o MDB. "Nós já fizemos de tudo que podíamos [para Geraldo integrar o partido] e agora depende dele. Se ele não vier, nós vamos ficar muito tristes", acrescentou Alex Futuca.

Em campo

O presidente da Câmara Municipal (CMS), Geraldo Júnior (SD), recebeu representantes do Partido Novo (PV) para uma conversa sobre política. Segundo o presidente estadual da sigla, Francisco Calmon, o encontro foi para reconhecer o ambiente político da democracia que a Casa representa. “Essa é uma esfera municipal que é muito importante a gente trazer nossos postulantes, reconhecer o ambiente político da democracia que essa Casa tem que representar. Esse é o grande passo e imaginamos que em 2021 teremos postulantes de forma efetiva representando todos os valores do Partido Novo”, afirma Francisco. Ele completa que o partido está organizando os candidatos através de um processo seletivo.

Estratégia

Membros do Ministério Público baiano que participaram de um debate com os candidatos à chefia da instituição na semana passada disseram ter entendido o motivo de a Associação do Ministério Público ter fechado o encontro só para promotores e procuradores, sem a participação da imprensa. O desempenho dos candidatos ligados à entidade teria sido infinitamente pior do que o dos demais.

Relações

A divulgação de interceptações telefônicas de desembargadores no âmbito da Operação Faroeste, que investiga venda de sentenças no Tribunal, certamente custará a relação entre vários magistrados, alguns dos quais com suspeitas graves sobre colegas, tudo revelado nas gravações obtidas pela Polícia Federal e tornadas públicas na segunda-feira à noite.

Só três

A bancada baiana na Câmara dos Deputados tem 39 deputados federais, mas apenas três compareceram ao 1° dia de trabalho em Brasília: Alex Santana (PDT), Bacelar (Podemos) e João Roma (Republicanos). Assim como na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) e na Câmara Municipal de Salvador (CMS), a cerimônia de abertura do ano legislativo na Câmara dos Deputados aconteceu nesta última segunda-feira (3) e dos 513 deputados federais, apenas 79 estavam presentes, segundo lista divulgada pelo site “O Antagonista”.

Repúdio 1 (Rui Costa)

Em publicação feita em seu perfil oficial no Twitter, o governador Rui Costa comentou a denúncia de racismo envolvendo um policial militar da Bahia. “Como governador do Estado da Bahia, não admito comportamento de violência policial como o ocorrido no vídeo que circula nas redes sociais. É inaceitável, inadmissível e não reflete o comportamento e os ideais da instituição”, disse Rui.

Repúdio 2

O governador afirmou que acompanha a apuração do caso desde a divulgação feita pela imprensa. “Determinei apuração rigorosa e imediata da Corregedoria da Polícia Militar com as devidas punições legais aos responsáveis e divulgação para a sociedade das medidas adotadas, para que esses casos isolados não possam continuar comprometendo a imagem da instituição”, escreveu na rede social.

Previdência

Após uma cirurgia e retomar as atividades normalmente nesta semana, o governador Rui Costa (PT) fez, na noite de ontem, o primeiro #PapoCorreria do ano. Durante a live no Facebook e Instagram, o petista usou boa parte do tempo para explicar a aprovação de projetos polêmicos na Assembleia Legislativa da Bahia, como a venda do Colégio Estadual Odorico Tavares, no Corredor da Vitória, e a reforma da Previdência.

De saia

Assim como sua mensagem na abertura do ano legislativo na Assembleia, Rui voltou a falar que com o dinheiro do Odorico fará novas escolas com piscina em Salvador. Aos que não acreditam, o “time do contra”, como chamou, ele desafiou os internautas a vestirem saia, caso não conclua as obras.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas