De virada, Bahia vence o Jacobina pelo baiano

Tricolor saiu atrás do placar, mas buscou o resultado positivo na segunda etapa


Tribuna da Bahia, Salvador
09/02/2020 18:04 | Atualizado há 10 dias, 16 horas e 24 minutos

   
Foto: Rafael Machaddo / Divulgação / EC Bahia

No duelo entre Jacobina e Bahia, na tarde deste domingo, quem chamou a atenção foi o árbitro Irinaldo Jorge dos Santos. No primeiro tempo, ele marcou um pênalti inexistente para Jacobina. Na segunda etapa, o mesmo erro, mas desta vez favorável na Bahia. Um erro para cada lado. No final das contas, a Bahia levou a melhor. Além do gol de Ramon, na cobrança de penalidade, a Bahia também balançou como redes com Saldanha e Régis Tossati - Dionísio fez o gol de Jacobina.

O JOGO

O jogo começou com o tempo melhor visitante no campo. Apesar das dificuldades causadas pelo gramado, a Bahia ficou melhor até os 16 minutos. Foi quando Ué caiu na área após uma disputa com Lepu, e o árbitro marcado pênalti, que foi convertido por Dionísio. Com uma vantagem no placar, ou Jacobina encontra e dificulta as ações do Tricolor.

O Bahia seguiu em cima de Jacobina na segunda etapa, mas sem grandes chances. Até que o árbitro, mais uma vez, erre ao marcar uma penalidade. Ramon não desperdiçou uma chance e iniciou uma reação tricolor. Sem perder tempo, Saldanha e Régis Tossati também equilibraram como redes e garantiram os três pontos pelo tempo de Dado Cavalcanti.

Na tabela

Com o resultado, a Bahia assume a liderança do Campeonato Baiano, com nove pontos ganhos. Jacobina está na lanterna com apenas dois gols. As duas equipes têm um jogo a mais em relação aos adversários

Punido

Caíque não foi relacionado pelo Bahia para o jogo por questões disciplinares. O repórter Danilo Ribeiro informou que o jogador se nega a fazer o aquecimento no último jogo contra o Jacuipense, quando o atacante Fernandão pediu para jogar e foi titular.

Público e renda

Público pagante: 1.384 pessoas

Renda total: R $ 40.020,00

Agenda

O Bahia tem agenda cheia ao longo da semana. O diretor de tempo, após a retirada da Copa do Nordeste e a derrota no Ba-Vi, volta a jogar na quarta-feira, contra o Nacional-PAR, na Fonte Nova, pela Sul-Americana. A equipe de transição entra no campo, pelo Baiano, somente no dia 1º de março, quando tem o Ba-Vi no Barradão. No mesmo dia, o Jacobina enfrenta o Jacuipense, fora de casa, pela sexta rodada do estado.


Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas