Pela primeira vez, Cabral acusa Adriana Ancelmo

Sérgio Cabral afirmou pela primeira vez que Adriana Ancelmo, com quem vivia antes de ser preso, sabia da existência de esquema

Tribuna da Bahia, Salvador
11/02/2020 11:04 | Atualizado há 19 dias, 7 horas e 30 minutos

   
Foto: Reprodução

Em depoimento ao juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, o ex-governador do Rio Sérgio Cabral Filho afirmou pela primeira vez que Adriana Ancelmo, com quem vivia antes de ser preso, sabia da existência de um caixa paralelo no escritório de advocacia em que era sócia. “Ela sabia que meus gastos eram incompatíveis com a minha receita formal”, disse Cabral. Ele também confirmou, na audiência na tarde de ontem ter fechado acordo de delação premiada com a Polícia Federal (PF).

A audiência era parte de processo que investiga o uso do restaurante Manekineko para lavar dinheiro durante o governo Cabral (2007-2014). A denúncia aponta que essas operações ocorreram no escritório de Adriana, que teria “esquentado” dinheiro oriundo de corrupção. Em 2016, a Operação Calicute apontou um “crescimento vertiginoso” do escritório de Adriana durante os dois governos de Cabral. Já em 2010, reportagens do Estado apontavam a expansão incomum da banca.

Condenado a mais de 280 anos de prisão em outros processos, Sérgio Cabral depôs pela primeira vez diante de Bretas na condição de testemunha. O ineditismo do depoimento gerou até uma cena inusitada no início da audiência desta tarde. Cabral ia se sentar na cadeira destinada ao réu, quando foi alertado de forma bem humorada por Bretas de que daquela vez seu lugar não era aquele.

“O senhor hoje foi promovido (a testemunha). Pode se sentar do outro lado”, disse o juiz. Em depoimentos prestados como réu, Cabral já denunciou ex-aliados, procuradores e membros do Judiciário.

Italo Garritano Barros, dono do Manekineko, confirmou ao juiz que seu restaurante pagava mensalmente valores ao escritório de Adriana Ancelmo. De acordo com Barros, os repasses eram geralmente pagos por boleto, e o dinheiro tinha origem lícita. Provinha da conta do restaurante e era declarado para fins contábeis. O motivo dos pagamentos, admitiu o empresário, era pagar uma “folha salarial B” (por fora) de parte dos vencimentos de seus funcionários. Assim, evitava pagar encargos trabalhistas. Segundo acordo de delação firmado por Italo Barros com o Ministério Público Federal (MPF), o esquema teria sido sugerido por Thiago Aragão Gonçalves Pereira e Silva. Ex-sócio do escritório de Adriana Ancelmo , ele é casado com a irmã da mulher de Italo. O MPF acredita que o escritório utilizava os pagamentos numa manobra para lavar dinheiro recebido como propina de fornecedores do governo Cabral.

Barros admitiu em juízo a fraude trabalhista. Por causa dela, está pagando multa milionária. Alega, porém, ter sido enganado por Thiago. Nega qualquer envolvimento com o esquema de lavagem.

Cabral confirmou os pontos levantados pelo empresário. Afirmou que Italo não sabia que os pagamentos que fazia ao escritório eram usados para lavar dinheiro.

Em nota, a defesa de Adriana Ancelmo refutou as declarações do ex-governador. "Não vejo como possível levar a sério esse novo depoimento de Sergio Cabral. Se ele sequer mencionou o fato à Polícia Federal, ao que se sabe, em sua delação, passa-se a ideia de que o ex-governador quer se posicionar como um colaborador da Justiça, confessando tudo o que lhe for perguntado, a fim de auferir benefícios que nem mesmo o Supremo Tribunal Federal concedeu", declarou no texto o advogado Alexandre Lopes. "Parece desespero pelos quase 300 anos de pena já impingida.”

O Estado não localizou a defesa de Aragão Gonçalves Pereira e Silva. O acordo de delação, segundo o advogado do ex-governador, Marcio Lambert, já foi homologado junto ao Supremo Tribunal Federal (STF). A colaboração premiada com a PF foi firmada em dezembro passado. O conteúdo está sob sigilo.

Compartilhe       

 




Mais sobre

POLÍTICA | 30/10/2020 06:30 - Há 12 horas e 5 minutos
Raio Laser - 30/10 - Vai ter troco

POLÍTICA | 29/10/2020 11:35 - Há 1 dia, 6 horas e 59 minutos
DEM ameaça ir à Justiça para impedir venda do Parque de Exposições

POLÍTICA | 29/10/2020 11:34 - Há 1 dia, 7 horas e 1 minuto
Deputado baiano recorrer ao STF contra decisão do TSE

POLÍTICA | 29/10/2020 11:33 - Há 1 dia, 7 horas e 1 minuto
Rui garante que contrato de ponte será assinado no dia 12 de novembro

POLÍTICA | 29/10/2020 06:30 - Há 1 dia, 12 horas e 5 minutos
Marcell Moraes é cassado por abuso de poder econômico

POLÍTICA | 29/10/2020 06:30 - Há 1 dia, 12 horas e 5 minutos
Governo Bolsonaro vai revogar decreto que libera parceria com iniciativa privada no SUS

POLÍTICA | 29/10/2020 06:30 - Há 1 dia, 12 horas e 5 minutos
Alexandre pede informações à PF sobre inquérito que apura intervenção do presidente

POLÍTICA | 29/10/2020 06:30 - Há 1 dia, 12 horas e 5 minutos
Raio Laser - 29/10 - No aguardo

POLÍTICA | 28/10/2020 12:01 - Há 2 dias, 6 horas e 33 minutos
“Chapa petista tem que ser Wagner na cabeça e Lula na vice”

POLÍTICA | 28/10/2020 11:57 - Há 2 dias, 6 horas e 37 minutos
Major Denice: "Notícia falsa é crime e macula a democracia"

POLÍTICA | 28/10/2020 11:49 - Há 2 dias, 6 horas e 45 minutos
‘Salvador não pode abrir mão do Parque de Exposições’

POLÍTICA | 28/10/2020 11:44 - Há 2 dias, 6 horas e 50 minutos
ACM Neto diz que DEM aguarda documentação do caso Chico Rodrigues

POLÍTICA | 28/10/2020 11:43 - Há 2 dias, 6 horas e 52 minutos
Plenário do STF julgará pedido de Witzel para derrubar impeachment

POLÍTICA | 28/10/2020 06:30 - Há 2 dias, 12 horas e 5 minutos
Maia critica obstrução de base do governo e cobra interesse para votar reformas

POLÍTICA | 28/10/2020 06:30 - Há 2 dias, 12 horas e 5 minutos
Defesa de Flávio Bolsonaro pede que PGR investigue servidores da Receita

POLÍTICA | 28/10/2020 06:30 - Há 2 dias, 12 horas e 5 minutos
Barros vai apresentar projeto na Câmara para plebiscito por nova Constituinte

POLÍTICA | 27/10/2020 14:28 - Há 3 dias, 4 horas e 6 minutos
Bolsonaro acusa Doria de aumentar impostos na pandemia

POLÍTICA | 27/10/2020 14:17 - Há 3 dias, 4 horas e 18 minutos
“Tivemos uma pandemia de fake news na pandemia do coronavírus”

POLÍTICA | 27/10/2020 14:15 - Há 3 dias, 4 horas e 19 minutos
Rui Costa: "Fica clara a diferença de um candidato para o outro"

POLÍTICA | 27/10/2020 11:30 - Há 3 dias, 7 horas e 4 minutos
PL deve deixar base de Rui Costa até 2022

POLÍTICA | 27/10/2020 11:27 - Há 3 dias, 7 horas e 7 minutos
Se há rusga, comandante tem que intervir, diz Mourão sobre Salles e Ramos

POLÍTICA | 27/10/2020 06:30 - Há 3 dias, 12 horas e 5 minutos
Maioria dos candidatos à prefeitura defende vacinação obrigatória contra Covid-19

POLÍTICA | 27/10/2020 06:30 - Há 3 dias, 12 horas e 5 minutos
‘Inquéritos podem ajudar a combater milícias digitais nas eleições’

POLÍTICA | 27/10/2020 06:30 - Há 3 dias, 12 horas e 5 minutos
Líder de governo Bolsonaro na Câmara diz que Constituição tornou o Brasil 'ingovernável'

POLÍTICA | 27/10/2020 06:30 - Há 3 dias, 12 horas e 5 minutos
Raio Laser - 27/10 - Considerações finais

POLÍTICA | 26/10/2020 15:45 - Há 4 dias, 2 horas e 49 minutos
Bolsonaro diz que juiz não pode decidir sobre obrigatoriedade da vacina

POLÍTICA | 26/10/2020 14:08 - Há 4 dias, 4 horas e 26 minutos
“Secretaria de Reparação de Salvador hoje é apenas simbólica”

POLÍTICA | 26/10/2020 06:30 - Há 4 dias, 12 horas e 5 minutos
'Tem gente que é expert em tentar destruir o governo', diz Eduardo Bolsonaro

POLÍTICA | 26/10/2020 06:30 - Há 4 dias, 12 horas e 5 minutos
Centrão diminui a influência de militares no governo

POLÍTICA | 26/10/2020 06:30 - Há 4 dias, 12 horas e 5 minutos
Em passeio, Bolsonaro se irrita com cobrança sobre o preço alto do arroz