Pela primeira vez, Cabral acusa Adriana Ancelmo

Sérgio Cabral afirmou pela primeira vez que Adriana Ancelmo, com quem vivia antes de ser preso, sabia da existência de esquema

Tribuna da Bahia, Salvador
11/02/2020 11:04 | Atualizado há 23 dias, 8 horas e 53 minutos

   
Foto: Reprodução

Em depoimento ao juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, o ex-governador do Rio Sérgio Cabral Filho afirmou pela primeira vez que Adriana Ancelmo, com quem vivia antes de ser preso, sabia da existência de um caixa paralelo no escritório de advocacia em que era sócia. “Ela sabia que meus gastos eram incompatíveis com a minha receita formal”, disse Cabral. Ele também confirmou, na audiência na tarde de ontem ter fechado acordo de delação premiada com a Polícia Federal (PF).

A audiência era parte de processo que investiga o uso do restaurante Manekineko para lavar dinheiro durante o governo Cabral (2007-2014). A denúncia aponta que essas operações ocorreram no escritório de Adriana, que teria “esquentado” dinheiro oriundo de corrupção. Em 2016, a Operação Calicute apontou um “crescimento vertiginoso” do escritório de Adriana durante os dois governos de Cabral. Já em 2010, reportagens do Estado apontavam a expansão incomum da banca.

Condenado a mais de 280 anos de prisão em outros processos, Sérgio Cabral depôs pela primeira vez diante de Bretas na condição de testemunha. O ineditismo do depoimento gerou até uma cena inusitada no início da audiência desta tarde. Cabral ia se sentar na cadeira destinada ao réu, quando foi alertado de forma bem humorada por Bretas de que daquela vez seu lugar não era aquele.

“O senhor hoje foi promovido (a testemunha). Pode se sentar do outro lado”, disse o juiz. Em depoimentos prestados como réu, Cabral já denunciou ex-aliados, procuradores e membros do Judiciário.

Italo Garritano Barros, dono do Manekineko, confirmou ao juiz que seu restaurante pagava mensalmente valores ao escritório de Adriana Ancelmo. De acordo com Barros, os repasses eram geralmente pagos por boleto, e o dinheiro tinha origem lícita. Provinha da conta do restaurante e era declarado para fins contábeis. O motivo dos pagamentos, admitiu o empresário, era pagar uma “folha salarial B” (por fora) de parte dos vencimentos de seus funcionários. Assim, evitava pagar encargos trabalhistas. Segundo acordo de delação firmado por Italo Barros com o Ministério Público Federal (MPF), o esquema teria sido sugerido por Thiago Aragão Gonçalves Pereira e Silva. Ex-sócio do escritório de Adriana Ancelmo , ele é casado com a irmã da mulher de Italo. O MPF acredita que o escritório utilizava os pagamentos numa manobra para lavar dinheiro recebido como propina de fornecedores do governo Cabral.

Barros admitiu em juízo a fraude trabalhista. Por causa dela, está pagando multa milionária. Alega, porém, ter sido enganado por Thiago. Nega qualquer envolvimento com o esquema de lavagem.

Cabral confirmou os pontos levantados pelo empresário. Afirmou que Italo não sabia que os pagamentos que fazia ao escritório eram usados para lavar dinheiro.

Em nota, a defesa de Adriana Ancelmo refutou as declarações do ex-governador. "Não vejo como possível levar a sério esse novo depoimento de Sergio Cabral. Se ele sequer mencionou o fato à Polícia Federal, ao que se sabe, em sua delação, passa-se a ideia de que o ex-governador quer se posicionar como um colaborador da Justiça, confessando tudo o que lhe for perguntado, a fim de auferir benefícios que nem mesmo o Supremo Tribunal Federal concedeu", declarou no texto o advogado Alexandre Lopes. "Parece desespero pelos quase 300 anos de pena já impingida.”

O Estado não localizou a defesa de Aragão Gonçalves Pereira e Silva. O acordo de delação, segundo o advogado do ex-governador, Marcio Lambert, já foi homologado junto ao Supremo Tribunal Federal (STF). A colaboração premiada com a PF foi firmada em dezembro passado. O conteúdo está sob sigilo.

Compartilhe       

 




Mais sobre

POLÍTICA | 02/08/2020 06:40 - Há 1 dia, 13 horas e 18 minutos
Quem tem de se preocupar com Moro é Bolsonaro, diz Lula

POLÍTICA | 02/08/2020 06:40 - Há 1 dia, 13 horas e 18 minutos
Chapa de Olívia Santana sofre instabilidade com recuo de Niltinho

POLÍTICA | 01/08/2020 11:04 - Há 2 dias, 8 horas e 54 minutos
Vice de Bruno Reis se afunila entre Ana Paula e Ivete Sacramento

POLÍTICA | 01/08/2020 10:57 - Há 2 dias, 9 horas e 0 minutos
Flávio Bolsonaro admite reunião com Paulo Marinho, mas nega vazamento

POLÍTICA | 01/08/2020 10:55 - Há 2 dias, 9 horas e 3 minutos
André Brandão aceita convite do governo para presidência do Banco do Brasil

POLÍTICA | 01/08/2020 06:30 - Há 2 dias, 13 horas e 28 minutos
Comissão da reforma tributária receberá Guedes na próxima semana

POLÍTICA | 01/08/2020 06:30 - Há 2 dias, 13 horas e 28 minutos
Reunião do MP vira bate-boca com Aras

POLÍTICA | 01/08/2020 06:30 - Há 2 dias, 13 horas e 28 minutos
Moraes intima Facebook a cumprir ordem de bloqueio de bolsonaristas

POLÍTICA | 31/07/2020 16:16 - Há 3 dias, 3 horas e 42 minutos
Lava Jato diz que não espreita Serra e pede apoio à PGR para retomar investigação

POLÍTICA | 31/07/2020 11:16 - Há 3 dias, 8 horas e 42 minutos
Bolsonaro visita a Bahia e pede apoio do Congresso Nacional

POLÍTICA | 31/07/2020 11:08 - Há 3 dias, 8 horas e 50 minutos
Bolsonaro dá sinal verde para Guedes testar aceitação de 'nova CPMF'

POLÍTICA | 31/07/2020 11:05 - Há 3 dias, 8 horas e 53 minutos
Pimentel critica Bolsonaro por não combater “aparelhamento” em órgãos federais

POLÍTICA | 31/07/2020 06:30 - Há 3 dias, 13 horas e 28 minutos
Alckmin vira réu por caixa 2, corrupção e lavagem de dinheiro

POLÍTICA | 31/07/2020 06:30 - Há 3 dias, 13 horas e 28 minutos
Banco Mundial anuncia aprovação de Weintraub como diretor-executivo

POLÍTICA | 31/07/2020 06:30 - Há 3 dias, 13 horas e 28 minutos
Maia nega que adiamento de comissão de reforma seja por divergência de mérito

POLÍTICA | 31/07/2020 06:30 - Há 3 dias, 13 horas e 28 minutos
Moraes determina bloqueio de contas de bolsonaristas em redes sociais no exterior

POLÍTICA | 30/07/2020 22:52 - Há 3 dias, 21 horas e 6 minutos
Valmir Assunção é um dos baianos com duas indicações no Prêmio Congresso em Foco 2020

POLÍTICA | 30/07/2020 14:22 - Há 4 dias, 5 horas e 36 minutos
Câmara prepara votação de 'pauta verde' após pressão por agenda na área ambiental

POLÍTICA | 30/07/2020 14:16 - Há 4 dias, 5 horas e 41 minutos
Juiz suspende recebimento de denúncia contra Serra e filha após decisão de Toffoli

POLÍTICA | 30/07/2020 10:06 - Há 4 dias, 9 horas e 52 minutos
Forças-tarefa e Moro reagem a críticas de Aras à Lava Jato

POLÍTICA | 30/07/2020 10:03 - Há 4 dias, 9 horas e 54 minutos
Cresce apoio a projeto que reduz 30% da mensalidade na rede particula

POLÍTICA | 30/07/2020 10:00 - Há 4 dias, 9 horas e 57 minutos
Leal começa a ganhar apoio na busca pela reeleição na AL-BA

POLÍTICA | 30/07/2020 06:30 - Há 4 dias, 13 horas e 28 minutos
''Temos que discutir a mineração na Amazônia'', diz Ricardo Salles

POLÍTICA | 30/07/2020 06:30 - Há 4 dias, 13 horas e 28 minutos
Alerj tenta evitar paralisia no STF de recurso de Witzel

POLÍTICA | 30/07/2020 06:30 - Há 4 dias, 13 horas e 28 minutos
Presidente do STF trava investigações contra Serra

POLÍTICA | 30/07/2020 06:30 - Há 4 dias, 13 horas e 28 minutos
Mário Frias promete criar cargo para Regina Duarte na Cinemateca

POLÍTICA | 30/07/2020 06:30 - Há 4 dias, 13 horas e 28 minutos
Marcos Mendes critica protesto ao projeto de licenciamento ambiental digital do prefeito ACM Neto

POLÍTICA | 29/07/2020 13:46 - Há 5 dias, 6 horas e 11 minutos
Toffoli defende que juiz e procurador só possam ser candidatos após 8 anos

POLÍTICA | 29/07/2020 13:41 - Há 5 dias, 6 horas e 16 minutos
Para Maia, Aras tem legitimidade para fazer críticas à Lava Jato

POLÍTICA | 29/07/2020 09:53 - Há 5 dias, 10 horas e 4 minutos
Elmar Nascimento nega que DEM deixou Centrão por “atrito”