“O 0 a 0 acabou fazendo justiça ao que foi o jogo”, avalia Geninho após empate em Imperatriz

Com empate no Maranhão, Vitória garante classificação para a segunda fase da Copa do Brasil e embolsa R$ 650 mil


Tribuna da Bahia, Salvador
12/02/2020 10:42 | Atualizado há 7 dias, 21 horas e 54 minutos

   
Foto: Vagner Jr./Coluna do Futebol

O Vitória empatou em 0 a 0 com o Imperatriz, na noite da última terça-feira, em Imperatriz, e avançou para a segunda fase da Copa do Brasil. A equipe baiana criou poucas chances e se agarrou ao regulamento, que previa classificação em caso de empate, para voltar para Salvador com a vaga e os cofres mais cheios. O clube, que já havia embolsado R$ 540 mil por participar da competição, receberá mais R$ 650 mil.

O técnico Geninho considerou o resultado da partida justo. Em entrevista para a Rádio Mirante FM, de Imperatriz, o treinador avaliou a partida e lembrou que, apesar do volume de jogo do adversário, o goleiro Ronaldo não precisou fazer nenhuma defesa difícil.

- Jogo típico de Copa do Brasil, muito brigado, muito disputado, clima quente, gramado diferente do que a gente está acostumado a jogar, mais alto. Isso dificultou um pouco. Não foi o grande jogo na parte técnica. Tivemos poucas jogadas de grande beleza, de organização. Tivemos mais correria, disputa de bola. Foi um jogo equilibrado. O time do Imperatriz teve um volume de jogo muito bom, principalmente pela direita, usando a bola aérea. O Vitória, em alguns contra-ataques, criou alguma coisa, até uma grande chance no finalzinho, poderia ter aliviado os minutos finais. Acabou sendo um resultado justo pelo que as equipes fizeram. Poucas chances de gol de um lado e de outro, os goleiros trabalharam pouco. Não lembro de uma defesa do meu goleiro ou do goleiro do Imperatriz. De chute. Apenas bola cruzada, levantada na área. O 0 a 0 acabou fazendo justiça ao que foi o jogo.

Com o empate da última terça-feira, o Vitória segue invicto na temporada. A equipe principal, treinada por Geninho, tem quatro partidas realizadas, entre Copa do Brasil e Copa do Nordeste, com três empates e um triunfo. Com bom retrospecto, o técnico confia em preparar bem o grupo para disputar a Série B.

- Estamos disputando praticamente tudo pensando em caminhar. Era o objetivo passar de fase na Copa do Brasil. Sabíamos da dificuldade. Essa primeira fase da Copa do Brasil é muito difícil, talvez a mais difícil delas. O visitante classifica com o empate, mas veja quantos visitantes bons ficaram fora. É complicado. Temos o objetivo de seguir na Copa do Brasil. Na Copa do Nordeste o objetivo é tentar chegar na disputa do título. É um time que está sendo remontado. Ficou pouca gente do ano passado. Esses dois campeonatos servem de base para ajeitar o time para o que é o grande objetivo do ano, que é voltar para a Série A. Mas só vamos pensar em Série A somente a partir de maio. Antes disso, é foco total em Copa do Nordeste e Copa do Brasil

O Vitória volta a jogar no domingo, às 18h (de Brasília), no Barradão, quando encara o Freipaulistano, pela 4ª rodada da Copa do Brasil. No regional, o Rubro-Negro ocupa a 2ª posição do Grupo B, com cinco pontos.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas