Raio Laser - 13/02 - Crime

A deputada federal Lídice da Mata (PSB), relatora da CPMI das Fake News, afirmou, ontem, que acionará o Ministério Público, para que sejam tomadas as devidas providências para a apuração


Tribuna da Bahia, Salvador
13/02/2020 06:40 | Atualizado há 7 dias, 3 horas e 57 minutos

   

A deputada federal Lídice da Mata (PSB), relatora da CPMI das Fake News, afirmou, ontem, que acionará o Ministério Público, para que sejam tomadas as devidas providências para a apuração do, segundo ela, falso testemunho de Hans River Rio Nascimento, ex-funcionário da empresa de marketing digital Yacows, no colegiado. De acordo com a parlamentar baiana, River fez um depoimento falso, sobretudo quando ofendeu a honra da jornalista Patrícia Campo Mello, do jornal Folha de S.Paulo. “É preciso que, imediatamente, o Ministério Público investigue e tome as devidas providências”, disse. Segundo Lídice, o ex-funcionário terá que apresentar prova de tudo o que disse em depoimento à CPMI. Ainda conforme a relatora da CPMI, o depoente denunciou um crime ao confessar o uso de cadastros não autorizados para os disparos de mensagens em massa durante as eleições de 2018.

Novo presidente (Duda Sanches)

O vereador Duda Sanches vai assumir a presidência municipal do DEM no lugar do ex-deputado estadual Heraldo Rocha. O parlamentar confirmou a novidade que foi definida após se reunir, no fim da tarde desta quarta-feira (12), com o prefeito ACM Neto, presidente nacional do partido. “É uma grande responsabilidade guiar o partido que chegará mais forte nas eleições municipais”, destacou Duda.

Agro

O deputado federal João Roma (Republicanos/BA) comemorou, ontem, a aprovação do texto-base da Medida Provisória 897/19 (MP do Agro), que prevê mudanças relacionadas ao crédito rural, como um fundo de garantia para empréstimos, linhas de subvenção para construção de armazéns de cereais e aperfeiçoamento de regras de títulos rurais. A perspectiva do governo federal com a MP, cuja aprovação na Câmara dos Deputados ocorreu ontem, é estimular a concessão de créditos por bancos privados devido a uma maior garantia.

Fragilidade

Com direito a contagem regressiva, a bancada de Oposição tripudiou da desarticulação da base governista que impediu, na tarde de ontem, a apreciação do requerimento de urgência para o pedido do governador Rui Costa de contrair novo empréstimo. Mesmo com a corrida contra o tempo, o líder do Governo, deputado Rosemberg Pinto (PT), não conseguiu colocar os 32 deputados estaduais necessários em plenário para votação.

Rejeitadas

O Tribunal de Contas dos Municípios rejeitou, ontem, as contas de 2018 das prefeituras de Prado, Encruzilhada e Itajuípe, de responsabilidade dos prefeitos Mayra Pires Brito, Wekisley Teixeira Silva e Marcone Amaral Costa Júnior, respectivamente. Entre as irregularidades praticadas pelos gestores está a extrapolação do limite máximo para despesa com pessoal.

Devolução

O ex-prefeito de Wanderley, Bionô Roque das Chagas, e a Prefeitura daquele município terão que devolver aos cofres públicos, após atualização monetária e aplicação de juros de mora, a quantia de R$ 166.572,84, conforme determinação da Segunda Câmara do Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE/BA) que, em sessão ordinária nesta quarta-feira (12) desaprovou a prestação de contas do convênio 022/2009, firmado pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder).

Cassinos (Bacelar)

O coordenador da Frente Parlamentar Mista pela Aprovação do Marco Regulatório dos Jogos, deputado federal Bacelar (Podemos-BA), alertou os colegas, ontem, para o risco da criação de um monopólio de cassinos no Brasil, com a liberação apenas dessa modalidade de jogos de azar. Segundo o deputado, setores da Câmara e da imprensa estariam se articulando para a implantação de cassinos-resorts integrados no país, que seriam administrados por grandes corporações norte-americanas.

Fake (Olívia Santana)

A deputada estadual Olívia Santana usou a tribuna da Assembleia Legislativa da Bahia para desmentir um vídeo que circula no WhatsApp com suposta briga com Carlinhos Brown. Em discurso na tarde de ontem, a parlamentar explicou que o vídeo original é de 3 de fevereiro de 2018, mas foi feita uma montagem com um pedaço de uma entrevista dela na porta da delegacia e adicionado uma mensagem de um suposto bate-boca com o cantor e compositor Carlinhos Brown sobre racismo. 

Repúdio

A Associação Bahiana de Imprensa (ABI), por meio do presidente Walter Pinheiro, emitiu ontem nota de repúdio aos ataques e ofensas contra a jornalista da Folha de S.Paulo Patrícia Campos Mello por Hans River do Nascimento na CPMI das Fake News. “A Associação Bahiana de Imprensa (ABI) repele com veemência qualquer ato que ameace profissionais da imprensa no exercício de suas atividades. Por enquanto, estamos acompanhando as apurações sobre o caso que envolve a jornalista Patrícia Campos de Mello, da Folha de S. Paulo. Assim como em quaisquer outras situações onde exista ato que fira a integridade, moral ou física, de jornalistas e profissionais da área da comunicação, externamos o nosso repúdio e dirigimo-nos às autoridades responsáveis para a aplicação das medidas penais cabíveis”, diz o texto.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas