Implantes dentários melhoram qualidade de vida de pacientes

O implantodontista Rodrigo Queiroz, fala que o implante dentário é muito mais do que estético, ele traz um monte de benefícios para o dia a dia do paciente


Tribuna da Bahia, Salvador
17/02/2020 10:43 | Atualizado há 16 dias, 4 horas e 43 minutos

   
Foto: Reprodução

Por: Poliana Antunes


Sorrir, morder aquela fruta que você tanto gosta ou praticar uma higiene bucal pode ser comum para a maioria das pessoas, mas, ao mesmo tempo, acaba sendo um desafio para quem perdeu um ou mais dentes durante a vida. Contudo, uma grande oportunidade para garantir esse bem-estar bucal de volta é realizando o procedimento de implante dentário.

O implantodontista Rodrigo Queiroz, fala que o implante dentário é muito mais do que estético, ele traz um monte de benefícios para o dia a dia do paciente. “Principalmente quando o profissional aplica técnicas mais inovadoras. Nos últimos anos a Odontologia avançou bastante e permite tratamentos que reabilitam as funções desses órgãos cuja principal delas é realizar a mastigação dos alimentos”.

O especialista explica que as inovações estão cada vez mais presentes na área odontológica. “Impressoras 3D, câmeras de foto e vídeo, escâneres intra-orais e técnicas minimamente invasivas estão entre as novidades que garantem não apenas a saúde bucal do paciente, mas também a qualidade de vida e um sorriso perfeito”, disse.

De acordo com Rodrigo Queiroz, algumas opções reduzem o tempo de tratamento em até 75%. “Era comum ter que esperar de dois a quatro meses até que o pino de titânio, que substitui a raiz do dente perdido, estivesse completamente integrado à arcada dentária. Atualmente, esse prazo é reduzido para 30 dias e o paciente já pode sair com a prótese definitiva após esse período”, detalha.

O cirurgião dentista Lucas Botelho fala, ainda, que a boa saúde bucal e dentes saudáveis são fundamentais para a realização, sem constrangimentos, de algumas ações simples, mas essenciais na vida humana, por exemplo, sorrir, comer e conversar.

Lucas Botelho lembra que a autoestima e até a qualidade de vida podem ficar comprometidas se houver a perda de um dente. “Para compensar o dano, foram desenvolvidas as próteses fixas que se apóiam nos dentes vizinhos, exigindo o desgaste de dentes saudáveis durante a restauração. Há também as próteses móveis que financeiramente são mais viáveis, mas geralmente causam desconforto na mastigação e insegurança já que, com o tempo, elas perdem a firmeza, conseguintemente, a estabilidade”.

A dentista Mônica Almeida diz que colocar um implante dentário traz benefícios como melhorar a digestão. “Porque a falta de um ou mais dentes, interfere diretamente na mastigação dos alimentos, que é a primeira fase da digestão. Com a falta de dentes, os alimentos chegam ainda muito grandes ao estômago e com menos saliva, prejudicando sua digestão.

Em relação à autoestima, ela fala que quando falta, principalmente, um dos dentes da frente à pessoa fica envergonhada e não deseja abrir a boca para falar ou para sorrir, o que pode aumentar o risco de depressão. “Melhorar a comunicação, a falta de dentes na boca ou o uso de próteses que estão sempre saindo do lugar geralmente dificulta a fala, interferindo no dia-a-dia da pessoa”, destaca a cirurgiã.

A profissional esclarece que o implante dentário é feito pelo dentista sob anestesia local, no consultório odontológico. “O cirurgião dentista deverá extrair dentes problemáticos, colocar o implante dentário e por cima dele, o dente”, explica.

Ela fala, ainda, que no implante dentário tradicional o encaixe e adaptação do dente no implante levará em média, 6 meses para os dentes de cima e 4 meses para os de baixo. “Após o procedimento o médico indicará analgésicos e o repouso que poderá ser somente de 24 horas, mas é importante evitar esforços e fazer atividade física na primeira semana”, recomendou Mônica Almeida.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas