Janete Freitas - Edição do dia 26/02

Fernanda Freitas e Fabio Brandão


Tribuna da Bahia, Salvador
26/02/2020 06:40 | Atualizado há 12 dias, 22 horas e 35 minutos

   
Foto: Divulgação

Carnaval, não dá para viver sem...

Adjetivos esgotados, por já gastos, repetidos e previsíveis tornam a tarefa de escrever sobre o carnaval um desafio. O bom da historia é que eles (os adjetivos) são verdadeiros e descrevem a festa como ela é: alegre, única, emocionante e contagiante. A cada vez trazendo surpresas, cores e ritmos a maioria fugazes, mas que empolgam por estarem no clima. Nesse ano da graça de 2020 deu de tudo: de cantora alada, pouco original (façanha já realizada há décadas atrás por Madonna e pelos atores Danielle Winits e Thiago Fragoso a primeira com sucesso os segundos sem), a cantoras desafinadas empolgando o publico com seus traseiros turbinados, os eternos apelos de “sai do chão galera”, “mãozinhas prá cima” que soam como musica aos ouvidos dos que amam essa festa louca e linda. Confiram quem circulou na animada Feijoada Ajayô no Hotel Fasano, clicados pela Oito8 Media House, na Casa Bem Bahia , no “1º Baile Unidos da Baleia” no Condomínio Porto das Baleias na Praia do Forte, nos hotéis, camarotes, nas ruas , praças e nos circuitos Barra /Ondina .

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas