Léo Santana e Daniel Vieira encerram Carnaval de Salvador

A festa de encerramento do “Carnaval dos Carnavais” durou cerca de 2 horas, e cada um em um trio, acompanhado de convidados e amigos, iniciaram o percurso por volta das 10h.


Tribuna da Bahia, Salvador
27/02/2020 06:40 | Atualizado há 3 dias, 6 horas e 8 minutos

   
Foto: Romildo de Jesus / Tribuna da Bahia

Por: Lício Ferreira


Os cantores Léo Santana e Daniel Vieira cumpriram as regras estabelecidas de não ter dinheiro público e com recursos próprios, encerraram, nesta Quarta-Feira de Cinzas, 26, o Carnaval de Salvador, liderando, em cima dos seus respectivos trios, uma multidão pela orla dos bairros da Barra e Ondina, no tradicional Arrastão.

A festa de encerramento do “Carnaval dos Carnavais” durou cerca de 2 horas, e cada um em um trio, acompanhado de convidados e amigos, iniciaram o percurso por volta das 10h. Foi Léo Santana com sua banda quem começou a festa.

Entretanto, logo após às 12h foi colocado o ponto final do Arrastão, no bairro de Ondina. Ao final da folia, ambos cantaram juntos, mas separados. Ou seja, cada um em seu trio.

AUTORIZADOS

Conforme informações da Prefeitura de Salvador, Léo Santana e Daniel Vieira foram as únicas atrações autorizadas para desfilar nos pós-folia. Dias antes, o prefeito ACM Neto já havia dito literalmente : “Os próprios artistas estão bancando o Arrastão e nós vamos agir em todo o instante para que esse seja um dia de pleno êxito para o Carnaval de Salvador”.

Foi o que, realmente, ocorreu. Quando o cantor Léo Santana começou o desfile, a temperatura era de 29ºC, com sensação térmica de 35ºC. O céu estava totalmente azul e abria um sol forte, que exigia das pessoas uma busca incessante pela sombra.

Os próprios jornalistas, que aguardavam em cima do trio, por uma entrevista coletiva de Leo Santana, reclamavam muito do calor. Mas o cantor subiu rapidamente as escadas em direção ao palco e passou batido pelos profissionais da mídia, indo em direção ao microfone para cantar os seus sucessos. Parecia estar cansado da maratona de espetáculos que realizou.

POLÊMICA

O Arrastão antes de ser realizado já era uma polêmica. O vereador Henrique Carballal (PV) enviou à Câmara de Salvador um projeto para proibir o evento, “por ser incompatível com o início da Quaresma, período que antecede a páscoa cristã”.

Não se sabe se essa questão esfriou os ânimos da maioria dos foliões. Mas, realmente, já não existe o mesmo ‘glamour’ de quando a idéia surgiu abraçada pelo cacique Carlinhos Brown. Existem, ainda, os renitentes de plantão, que querem viver Carnaval o ano inteiro. Mas, o grande público, se sente distante e já não comunga dessa euforia.

A festa que antes parecia ‘espontânea’ hoje já não é mais a mesma. E pelo registro do próprio cantor Daniel Vieira, feito à mídia, a dúvida deixou de existir. E ele disse textualmente: "O Arrastão vai ter, sim. Por conta própria minha e de Léo Santana. Pagamos todas as taxas à Prefeitura. Não pode deixar de ter Arrastão, porque nós, que trabalhamos, precisamos nos divertir".

Na oportunidade dessa declaração, a única preocupação do cantor sertanejo Daniel Vieira era qual fantasia que iria usar no dia da festa. Com toda humildade ele vestiu-se de profissional da Salvamar, prestando uma justa e sincera homenagem a esta categoria. E ficou nisso. O que já merece os aplausos de todos!

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas