Coluna Boa Terra (Por: Valdemir Santana) - Edição do dia 28/02

Bloco carioca cria personagem fake de Gal Costa e a diva da contracultura adora a festa


Tribuna da Bahia, Salvador
28/02/2020 11:02 | Atualizado há 10 dias, 18 horas e 43 minutos

   
Foto: Reprodução

O carnaval oficial passou, mas até amanhã, sábado, tem bloco na rua fazendo homenagem à cantora baiana Gal Costa, em São Paulo. A diva do tropicalismo que não desfila em blocos na folia, mas é famosa também pelas marchinhas que gravou em edições especiais, parece adorar a festança do bloco. Tanto adorou que postou ontem nas redes sociais, uma imagem do poeta Ricardo Sergio Albuquerque ( foto) fantasiado como a cantora no desfile do “Cordão do Boitatá”, domingo, no Rio de Janeiro.

Ao fazer a postagem, Gal elogiou a brincadeira. “Meu coração amanheceu pegando fogo! Que delícia ver essa diversão!” escreveu ao lado da foto em que Ricardo aparece de peruca preta e usando uma réplica do famoso vestido longo,fúcsia, que Gal usa na turnê do álbum “A Pele do futuro”, iniciada no Brasil em 2018. A festa do “Cordão do Boitatá”, não foi pouca coisa. O cortejo circulou pela chamada Orla Conde, do Boulevard Olímpico, a nova sensação urbana do Rio de Janeiro. No fim do desfile aconteceu o “Baile Multicultural” na Praça Quinze de Novembro, com a elite e a vanguarda da subcultura urbana carioca.

A festa carioca passou, mas os paulistanos colocam fogo no centro da cidade amanhã. A concentração para os desfiles dos “Bloco do Prazer” e “Levando os Elepês de Gal Para Passear” acontece em frente ao fabuloso prédio da Estação da Luz, que hoje abriga uma das salas com melhor acústica da cidade. Além de homens e mulheres fantasiados de Gal Costa, vale levar antigos elepês da cantora baiana para criar um clima artsy no desfile.

O tango de Louise Jallu que incendiou a Argentina na agenda de Trancoso

Celebrada na elite cultural como um prodígio do Bandolim, a francesa Louise Jallu promete trazer irreverência e quebrar um imaginário formalismo da música erudita. Ela canta dia 17 de março, no festival “Música em Trancoso” que o “Mozarteum Brasileiro” promove no “Teatro L’Occitane” do sul da Bahia em 14 e 21 de março. Antes de chegar à Bahia Louise Jaillu incendiou a Argentina há pouco mais de dois meses, com o concerto irreverente no “Delta” sensação cultural de Namur.

Segundo a mídia Louise programou o concerto a partir de um roteiro que sugere uma viagem pelo bas fond portenho.Levando a conhecer Buenos Aires a partir das chamadas filhas da alegria. Ou seja, a ambiência instigante dos bordéis escuros da capital argentina, com inspiração no livro de Albert London "O Caminho para Buenos Aires”. São sutilezas assim que fazem o sucesso de trabalhos como o album “Francesita” que lançou recentemente e cria uma nova dimensão para a musica tradicional, associando o jazz e música contemporânea ao tango.

A história do fabuloso urbanismo de Salvador que encantou o mundo

A data em que Salvador faz aniversario, dia 29 de março, esta chegando, e uma agenda interessante é o curso: “Salvador, evolução urbana, eventos históricos e condicionantes naturais”, comandado pelo geólogo, historiador e mestre em Geologia Rubens Antonio da Silva Filho , no conceituado “Instituto Geografico e Histórico da Bahia”, a partir da segunda feira, 23. Além de ser uma homenagem aos 471 anos da primeira capital do país, fala de uma evolução urbana que intrigou encantou o mundo.

Afinal durante mais de três séculos Salvador foi um dos três maiores centros urbanos do hemisfério sul, uma espécie de Nova York dos séculos XVII e XVIII. O historiador fala ainda de rios que desapareceram no município, e sobre a criativa conquista de vales e colinas pela engenharia de plantão. Vale lembrar que no século XIX, o então arquiduque da Áustria, Maxiliano de Habsburgo, descreeu no livro “Bahia 1860” como a grande cidade comercial. Ele se encantou com o burburinho do porto e da elegância do Corredor da Vitória.

Lugar de mulher é na empresa, e melhor, assinando carteira de trabalho

A comemoração do dia internacional da mulher com mais trabalho feminino deve ganhar mais apoio do que critica.Pelo menos na proposta do Claudio Oliveira, o CEO da plataforma de serviços “Youtaf” . Ele promove parceria com o programa “Clube dos profissionais” da Home Center “Ferreira Costa,” no evento “Empreendedoras do Futuro”, como parte das comemorações .O encontro acontece na quarta, 4 de março, no auditório da loja “Ferreira Costa” da Avenida Paralela. É agenda para o público feminino, numa palestra com participações da advogada Fabíola Grimaldi, a social media Carolina Soledade e a máster coach Suely Ouro. Elas ensinam como empreender e tirar de letra os relacionamentos poderosos no mundo digital. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas no site “Sympla”.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas