Coluna Boa Terra (Por Valdemir Santana) - Edição do dia 20/03

A cinebiografia do baiano Edy Star fez rebuliço antecipado e promete agito amanhã, na estréia nacional


Tribuna da Bahia, Salvador
20/03/2020 09:40 | Atualizado há 10 dias, 3 horas e 50 minutos

   
Foto: Reprodução

Quando soube que o filme sobre ele seria "Antes que me esqueçam, meu Nome é Edy Star" o artista símbolo da rebeldia baiana nos anos 1960 fez cara de paisagem e até debicou.”Acho este titulo longo”, avaliou. O efeito final fica para este sábado,quando o canal de TV por assinatura “Music Box Brazil” faz a estréia nacional, a partir das 18h30m. A direção musical do documentário é do artista Zeca Baleeiro, que também dirige as gravações de 'Cabaré Star’, atual álbum do artista baiano.

Famosos é que não faltam na carreira de Edy Star (foto). O artista ganhou a cena musical como participante da banda “Grã-Ordem Kavernista”, em que atuou com Raul Seixas, Mirian Batucada e Sergio Sampaio, no início dos anos 1970. Raul Seixas, a maior estrela da história do rock brasileiro, foi apenas um dos parceiros que se destacam no rebuliço que Edy Star causou na contracultura brasileira.

Outro nome de destaque é o cantor e compositor também baiano Caetano Veloso. Amigo de Edy Star desde a adolescência. O filme gnahou fôlego desde que foi selecionado na primeira edição do concurso cultural “Talentos Brasil”, realizado em 2013 pelo grupo “Têm Dendê”. Ganhou o entusiasmo do diretor Fernando Moraes de contar parte das histórias de Edy. Durante as filmagens, eles até descobriram uma relação de parentesco até então desconhecida. “Queria prestar uma homenagem a um artista que fez bastante sucesso na noite carioca e, em certo ponto, no Brasil, e que andava esquecido”, explica Moraes.

Antonio Mazzafera emociona com o fechamento do hotel em Salvador

O mundo reagiu encantado quando o empresário paulista Antonio Mazzafera decidiu fazer o retrofit do tradicional “Palace Hotel” e transformar um icone da cultura baiana em point de celebridades. Cinco nos depois é a emoção de conferir, ontem, nas redes sociais o fechamento temporário do agora “Fera Palace” com o seu esplendor art deco na Rua Chile. “Queridos hospedes e clientes, é com tristeza que anunciamos o fechamento temporário de nosso hotel devido à pandemia do covid-19” excreveu com elegância nas redes sociais.

A noticia foi publicada no final da tarde e a repercussão imediata, com acesso de 370 pessoas em duas horas. Repercussão provavelmente até no exterior. “Eu sou Hoteleiro, arrumador. Estou também vivenciando está situação com tristeza. O que fazia com esmero, arrumar quartos, zelar. Torço para " isso " ser controlado e voltar” contou o camareiro que se identificou apenas como Carlo Hique e posta parte das mensagens em inglês, sugerindo estar fora do país. Tem sentido a reprcussão também pela experiência internacional de AntonioMazzafera no trade hoteleiro de luxo. Durante os quase quinze anos em que ele atuou na Europa, teve ação em redes de primeiro nível, como as grifes “Claridge's” que é dona de um hotel deluxo em My Fair que de tão exclusivo e queridinho da realeza chega a ser chamado de anexo ao Palácio de Buckingham, e a “Savoy” que não deixa por menos. O hotel do centro de Londres foichamado de o mais luxuoso da Inglaterra..

David Bastos mostra a apoteose do estilo de morar no Brasil e promete mais projetos criados à distancia

Arquiteto baiano considerado estrela do estilo e da ambientação no Brasil, David Bastos caprichou nos últimos dias em selecionar imagens de projetos recentes. Destaque para apartamentos no “Mansão Wildberg”, o prédio sensação de Salvador, e espaços de sonhos na região da Vila Nova Conceição, o clássico do alto estilo em São Paulo. Mas nada de apenas mostrar as imagens produzidas por Tuca Rennés, e deixar a atual fase de quarentena provocada pelo Covid 19, dominar a cena.

A novidade contada pelo arquiteto é que toda a equipe está em ação, atendendo por vídeo conferencia e o incontrolável watts upp . “A medida preventiva é necessária para a segurança e saúde de nossos colaboradores, clientes e familiares”, avalia.

Com aplausos de Adriana Lima, menino americano, de origem brasileira, luta pela saúde do planeta

A supermodelo baiana Adriana Lima, que mora nos Estados Unidos,está na linha de frente dos aplausos para o pirralho João Bortoleti Junior, que se empenha em dar uma bronca sem tamanho para o descaso com os problemas de saúde do planeta. Chama de falta de responsabilidade a omissão das pessoas.”Estou orgulhosa por minhas filhas serem amigas de João. Espero que o mundo ouça seus chamados e tome medidas conscientes” diz a famosa top model se referindo também a Sienna e Valentina, as duas filhas adolescentes que apóiam o ativismo precoce de João.

João Bortoleti Junior é filho da modelo e empresaria pernambucana Karmel Bortoleti que vive na ponte área de negócios do trade de beleza, entre Recife e Miami

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas