Covid-19: atletas de E-Sports se unem em prol de ajudar no combate a epidemia

Com um torneio intitulado ‘CBLÃO’ atletas e ex-atletas de League Of Legendes (LOL), arrecadaram mais de R$ 120 mil reais para ajudar na luta contra o coronavírus


Tribuna da Bahia, Salvador
25/03/2020 15:29 | Atualizado há 14 dias, 8 horas e 56 minutos

   
Foto: Divulgação

Por: Anilson Salomão


Com o isolamento social que a população vem fazendo por conta da luta contra a propagação em massa do novo coronavírus, muitos ficam as vezes sem ter o que fazer nos momentos que não estão trabalhando ou estudando, uns assistem filmes outros leem livros, outros jogam e tem aqueles que ficam na frente do computador, celular ou tablet assistindo jogos online.

Esses jogos, hoje conhecidos como E-Sports, tem atraído cada vez mais adeptos, e pensando nisso um dos jogadores mais antigos de um desses jogos o League Of Legend (LOL), Gustavo ‘Baiano’ Gomes, ou simplesmente Baiano, como é conhecido no cenário, aproveitou sua influência e amizade com ex-atletas e Streamers (jogadores que fazem transmissão de suas partidas via plataformas digitais), para promover o CBOLÃO beneficente, que aconteceu nos dias 21 e 22 deste mês.

Em conversa via redes sócias com a reportagem a Tribuna, Baiano explicou que não é a primeira vez que acontece o torneio.

“Ao contrário do que muita gente acredita o CBOLÃO já existia, na primeira edição realizamos um campeonato universitário/amador e também foi um sucesso, (15 mil viewers transmitindo uma competição que geralmente tinha 100 viewers)”, contou.

Sobre a ideia ele disse que veio depois que o campeonato brasileiro de LoL foi suspenso por conta do isolamento social.

“A ideia inicial veio basicamente da suspensão do CBLOL (Campeonato Brasileiro de League Of Legends) e imaginar que as pessoas precisam de incentivos pra continuarem em casa e não correrem riscos com o coronavírus, e criando conteúdo pra muita gente tenho certeza que é um motivo a mais pra ficarem em casa.”

A competição foi realizada para angariar fundos para doação a entidades que estejam atuando de forma direta ou indireta no combate ao Covid-19, segundo ele ainda não foi selecionada nenhuma instituição.

“Como foi anunciado durante o campeonato o foco da doação será para o combate ao covid-19, como a situação está alarmante tem MUITA gente pedindo ajuda de muitas formas, então vamos agir com cautela agora pra garantir que todas as doações sejam honradas.”, explicou Baiano.

Durante a semana de preparação para o torneio uma meta foi estabelecida, porém está meta foi superada, fãs, atletas e organizações ajudaram com que a meta fosse superada.

“Na verdade a meta inicial era de R$ 50 mil reais baseado em eventos anteriores do cenário do esporte eletrônico e até de outros esportes como futebol, etc. Conseguimos quase 3 vezes a meta e isso com certeza foi histórico para o esporte no geral.”

Como em todo projeto existem suas dificuldades, Baiano contou que não teve patrocínio de nenhuma marca ou empresa, mais o resultado foi satisfatório porque o objetivo foi alcançado.

“O problema maior foi organizar tudo sem apoio nenhum, não consegui nenhum patrocínio pro evento por que as marcas não acreditaram muito e apenas eu e meu agente tivemos que realizar o trabalho que deveria ser de umas 20 pessoas, passei a semana inteira sem dormir. Mas com o evento acontecendo muitas marcas abriram os olhos e começaram a incentivar e algumas até ajudaram nas doações, então no final tudo valeu a pena", contou.

“Para mim foi divertido, como estou na vanguarda (desde a criação) do esporte eletrônico no brasil eu sou amigo da maioria dos jogadores e de vários jogos diferentes” finalizou Baiano.

O torneio reuniu grandes nomes do cenário competitivo, entre os mais famosos, BRTT, Revolta, Ranger, Rakin, Tockers, Micão, além dos streamers Jukes e Jorvirone entre outros.

Além da causa social o torneio CBOLÃO, ajudou muita gente que gosta do esporte eletrônico a ter uma diversão no fim de semana, através das redes sociais muitos jogadores e fãs agradeceram a iniciativa que de alguma forma serviu para ajudar quem estava em casa a esquecer mesmo que por um instante deste momento difícil que todos estamos passando.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas