Colbert defende aplicar fundo partidário em ações contra a pandemia

Colbert Martins afirmou ainda que considera “inadequada” uma eventual participação da sua legenda no governo de Bolsonaro

Tribuna da Bahia, Salvador
24/05/2020 23:54 | Atualizado há 15 dias, 12 horas e 58 minutos

   
Foto: Reprodução

Por: Guilherme Reis - Editor de Política; Rodrigo Daniel Silva - Repórter e Paulo Roberto Sampaio - Diretor de Redação


O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB), cobrou, em entrevista à Tribuna, uma participação maior dos integrantes do MDB, com mandato, nas decisões tomadas pelo diretório da sigla na Bahia. Nos bastidores, há uma insatisfação com o poder que a família Vieira Lima, que não tem mandato, ainda possui na legenda. “Não concordo com afastamento, troca (na direção). Não tenho nenhum tipo de restrição à direção. Ao contrário, tenho tido todo atendimento respeitoso nas questões que trato com a direção do partido. No entanto, acho que a participação dos prefeitos, de vereadores, de quem tem mandato, precisa se fazer representar no nosso diretório”, declarou.

Colbert afirmou ainda que considera “inadequada” uma eventual participação da sua legenda no governo de Bolsonaro. Também mostrou confiança de que terá o apoio de José Ronaldo na campanha à reeleição. “Ele fará (o anúncio de apoio) no momento mais oportuno. Esse momento é complicado porque estamos realmente voltados para combater o covid-19 e salvar vidas”, pontuou. Ainda na entrevista, o prefeito feirense fala sobre o enfrentamento ao coronavírus na cidade e as relações com o governo do Estado.

Tribuna – Qual a sua percepção sobre este momento de pandemia de coronavírus, que tem mobilizado toda a classe política?

Colbert Martins – O coronavírus chegou para modificar o mundo. Modifica as relações entre pessoas. Mexe com todos porque mexe com a vida. Isso aconteceu lá em 1920 depois da gripe espanhola, aconteceu depois da Segunda Guerra Mundial. No Brasil, eu acho que é o maior impacto do século 19, 20, 21. É o maior impacto que o país está sofrendo.

Tribuna – Em relação à Feira de Santana, como está a situação na cidade? A situação permanece controlada?

Colbert Martins – Nós temos uma previsão de aumento, do ponto de vista epidemiológico, da transmissão a partir deste período, terceira, quarta semana de maio e junho. Evitamos o pico inicial de crescimento como aconteceu em Ilhéu, Itabuna, Ipiaú, Manaus, Fortaleza. Feira de Santana é a primeira cidade da Bahia e do interior do Norte e Nordeste a ter um caso. O número de pessoas afetadas, pelo tamanho da cidade, poderia ter sido bem maior, mas a ação da Vigilância Sanitária, da Vigilância Epidemiológica, da Saúde, restringiu esse pico que não aconteceu aqui em Feira desta forma.

Tribuna – Depois de o senhor reabrir o comércio em Feira de Santana, o secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, fez algumas críticas. Como o senhor encarou as declarações do secretário?

Colbert Martins – Como desinformação. O secretário pegou um gráfico e fez uma interpretação superficial. O que o secretário ignorou é que começamos em Feira no dia 6 de março e no dia 16 de março nós tomamos as primeiras medidas restritivas e paulatinamente fomos fazendo a flexibilização. No dia que flexibilizamos a parte maior do comércio central, coincidentemente o governo do estado liberou recursos alimentares para mais de 60 mil estudantes daqui de Feira. Como são menores, eles saíram acompanhados dos seus familiares. Mais de 120 mil pessoas estiveram em diversos supermercados provocando grandes aglomerações. Foi atitude necessária do governador para poder socorrer. No dia 22, o governo federal começou a fazer o pagamento dos R$ 600 e aglomerou durante três semanas as Caixas Econômicas, os bancos e lotéricas. Querer entender que foi apenas uma razão para o aumento de casos é ignorar o crescimento da epidemia que está previsto em todos os gráficos a partir dessa terceira, quarta semana de maio.

Tribuna – O senhor pretende adotar medidas mais duras?

Colbert Martins – O uso de máscara em Feira (já é obrigatório) há mais de três semanas. Nós já estamos fazendo desinfecção permanente. Feira de Santana já distribuiu 7 mil cestas básicas. É um número pequeno, mas nós estamos buscando ampliar. Estamos facilitando o trabalho da Caixa Econômica Federal com relação ao recebimento do recurso. A Guarda Municipal tem ajudado. Estamos ajudando de todas as formas. Se forem necessárias ações ainda mais restritivas, principalmente, nos bairros onde aconteceram a maior quantidade de desobediência, nós vamos tomar as atitudes mais duras ainda, com o nosso pessoal da fiscalização e participação sempre permanente da Polícia Militar do Estado da Bahia.

Tribuna – Como está o andamento do hospital de campanha de Feira?

Colbert Martins – Nós requisitamos um hospital que estava praticamente sem funcionamento e fizemos uma licitação emergencial. A licitação foi concluída e estamos concluindo alguns problemas de parte elétrica para que funcione. A empresa que ganhou a licitação já abriu o chamamento para as pessoas trabalharem naquela área. É um hospital que vai durar três a quatro meses porque quando essa doença for embora pode se tornar desnecessário. Espero essa semana nós tenhamos o hospital em funcionamento. Serão 10 leitos de UTI e 50 leitos de atendimento de média e alta complexidade.

Tribuna – O senhor cobrou do governo do Estado o credenciamento dos laboratórios privados de Feira de Santana. Em que pé está essa situação?

Colbert Martins – Que eu saiba (não foi resolvido). Existem laboratórios de muita qualidade em nossa cidade. E é importante dizer que esses números maiores (de casos) se deveram as comunicações realizadas por laboratórios privados com os planos de saúde autorizando os gastos com coronavírus. Então, a maior parte do crescimento aconteceu com exames feitos em unidades privadas, que em termos de UTI hoje estão lotadas com pessoas que não tem covid-19. Tem outros tipos de doença. Nossas restrições foram inclusive porque temos dificuldades de colocar pessoas em hospitais tanto na rede pública quanto rede privada de Feira de Santana.

Tribuna – Como o senhor avalia a postura do governo federal em relação à pandemia?

Colbert Martins – Eu enxergo de forma muito preocupante. Sou médico e vejo a substituição de dois ministros em menos de 30 dias no ministério-chave como um desnorteamento.  A gente acompanha ações do Ministério percebe dificuldades nas formas de relação, de repasse de recursos, nas orientações conflitantes que são dadas. As ações que o Ministério desenvolvia estão praticamente paradas. Há uma disputa absolutamente equivocada sobre o uso ou não de cloroquina. Isso não é o falto. Não vai salvar a vida de ninguém. Única coisa que combate é vacina. O que nós temos que correr é atrás de vacina. O Brasil não está correndo. Deveríamos ter um parque tecnológico correndo atrás de vacina rapidamente. A Inglaterra, EUA, França, Alemanha, China estão tentando. Todo mundo buscando uma saída e procurando uma alternativa paralela e equivocada. Não resolve a questão da epidemia. Pode ter em alguns casos o uso, mas na forma como está sendo colocada, como a coisa mais importante, nós estamos perdendo tempo e energia.

Tribuna – O senhor acha que a alteração do protocolo sobre cloroquina vai gerar pressão nos médicos para usar o medicamento?

Colbert Martins – Pode sim. É uma decisão do Ministério da Saúde tomada por alguém que não é da área de Saúde. Não tem nenhuma comprovação científica direta (de benefício). Ao contrário, tem uma clareza grande de que deve ser tomado com absoluto cuidado e recomendações médicas porque pode provocar tanto na área do coração quanto do fígado. Esse medicamento é usado na Amazônia para o combate à malária. Essa é grande finalidade dele.

Tribuna – Temos visto na Bahia uma união do governador Rui Costa com o prefeito de Salvador, ACM Neto, para enfrentar o coronavírus. O governo do Estado acertado nas medidas tomadas?

Colbert Martins – O governo do Estado tem agido da forma que, no meu entendimento, necessário de ser agido. Aqui em Feira também as relações com o governo do Estado são tranquilas e respeitosas. Não há nenhum distanciamento. Todas as medidas que tomamos, em relação ao comércio, são no limite máximo de Salvador. Não ultrapassamos na do que Salvador fez porque entendemos que o prefeito ACM Neto tem tomado decisões extremamente corretas em relação ao enfrentamento da epidemia. O que gostaria de dizer é de que houve proibição de circulação de carros entre municípios, e a Agerba precisa fiscalizar fortemente porque não está sendo obedecida. Aqui na região metropolitana de Feira essa desobediência é flagrante. No último sábado, na frente na rodoviária de Feira de Santana, que está fechada há mais de 60 dias, havia uma rodoviária paralela que tinha mais gente do que a rodoviária de Feira tem em dias normais.

Tribuna – O número recorde de mortes vai cair no colo do presidente Jair Bolsonaro?

Colbert Martins – Aí é politizar uma questão que não se deve. Acho que os governadores e os prefeitos estão tomando as decisões que são necessárias com as pressões locais. Vou dar uma opinião minha pessoal. Acho que, neste momento, a classe política, o Congresso Nacional, deveria destinar todo o dinheiro do fundo partidário, os R$ 2 bilhões, e colocar no covid-19 já. Todo o dinheiro colocado para o TSE, para eleição, tem que ser colocado todo no covid-19. Neste momento, só temos uma objetivo, que não é política nem eleição, mas salvar vidas. E esse dinheiro pode ser muito útil.

Tribuna – O senhor, que é pré-candidato à reeleição, tem conseguido tratar de política em meio à pandemia?

Colbert Martins – Não há tempo para se falar em política quando se trata o tempo inteiro com vidas. Os falecimentos que aconteceram aqui em Feira de Santana me consternaram. Não se pode perder vidas. 233 casos em Feira não são estatísticos, números. São 233 pessoas. Merecem o maior absoluto respeito e lutar por elas para que outras pessoas não faleçam. Neste momento, pensar em política, pensar em eleição é um desserviço ao Brasil, à Bahia e à Feira de Santana.

Tribuna – O senhor assinou um pedido para que o MDB da Bahia tenha outra representatividade. Por quê? A presença da família Vieira Lima incomoda?

Colbert Martins – Eu respeito a presidência do MDB na Bahia. O Futuca (presidente da sigla no Estado) foi eleito dentro de um processo absolutamente normal. Não há o que se contestar nem ele nem todos os companheiros do MDB que estão na direção estadual. O prefeito Herzem Gusmão me ligou. Eu não tenho nenhum tipo de contestação à direção do MDB. Pelo contrário, eu respeito as decisões que são tomadas. O que eu entendo – pessoalmente – é que as representações políticas do MDB, principalmente, os prefeitos devem ter uma participação muito mais forte nas direções estaduais. Não concordo com afastamento, troca (na direção). Não tenho nenhum tipo de restrição à direção. Ao contrário, tenho tido todo atendimento respeitoso nas questões que trato com a direção do partido. No entanto, acho que a participação dos prefeitos, de vereadores, de quem tem mandato, precisa se fazer representar no nosso diretório.

Tribuna – O senhor acredita que terá o apoio do ex-prefeito José Ronaldo nas eleições? Quando esse apoio público vai acontecer?

Colbert Martins – Eu acredito (que terei o apoio). Não tenho dúvida. Mas isso (de apoio público) depende unicamente do ex-prefeito José Ronaldo, que foi uma força política muito grande em Feira de Santana. Ele fará no momento mais oportuno. Esse momento é complicado porque estamos realmente voltados para combater o covid-19 e salvar vidas.

Tribuna – Como avalia as pré-candidaturas à prefeitura de Feira de Santana, como a do deputado Targino Machado (DEM)?

Colbert Martins – As pré-candidaturas são todas legítimas. São normais. Não vejo nenhum tipo de dificuldade ou restrição. O grande objetivo agora é ultrapassar esse momento de epidemia. Por isso, eu acho que política não tem que ficar nem primeiro nem segundo, nem terceiro plano.

Tribuna – O senhor é a favor do adiamento das eleições?

Colbert Martins – Essa é uma decisão que precisa ser tomada pelo Congresso Nacional. Eu não faria prazos nem adotaria plano. Mas tem que ter uma consciência da classe política nacional para poder tomar uma decisão a respeito porque (o coronavírus) afeta o Brasil inteiro. Fazer convenções por meio digitais dificilmente vai conseguir fazer.

Tribuna – Como o senhor observa a movimentação do presidente Jair Bolsonaro para atrair o Centrão? O MDB poderia apoiar também o governo?

Colbert Martins – O MDB tem pessoas que estão no governo, mas o presidente (do MDB nacional) Baleia Rossi disse que não pautará nenhum tipo de decisão do partido em relação a apoio. Então, o MDB vai manter a postura que tem. Quem quiser participar do governo, participa de forma pessoal. Nós fomos derrotados com o presidente Meirelles, que era o nosso candidato (na eleição de 2018), acho que é melhor acompanhar o processo do ponto de vista da força do partido. Mas acho a participação direta (no governo) inadequada.

Tribuna – O senhor quer ter apoio de Bolsonaro na eleição?

Colbert Martins – Eleição municipal não tem nada a ver com eleição nacional. Isso foi muito claro em Feira nas últimas vezes. Nas vezes que Lula foi eleito presidente, Zé Ronaldo ganhou as eleições. Então, não é questão de querer ou não querer apoio.

Compartilhe       

 




Notícias Relacionadas

POLÍTICA | 10/07/2020 11:21 - Há 1 hora e 31 minutos
Contas canceladas pelo Facebook dão fôlego a projeto contra fake news
Senador Angelo Coronel, presidente da CPMI sobre notícias falsas, apresenta requerimento para Facebook liberar conteúdo das contas ligadas à família Bolsonaro que foram derrubadas. Decisão da empresa, diz ele, prova que PL do Congresso segue "caminho cert

POLÍTICA | 10/07/2020 11:14 - Há 1 hora e 38 minutos
MP prende dois empresários ligados ao MBL por suspeita de corrupção
Alessander Mônaco e Luciano Ayan são alvos de prisões temporárias de cinco dias. MP diz que eles fazem parte do MBL, mas movimento nega informação

POLÍTICA | 10/07/2020 06:30 - Há 6 horas e 22 minutos
Toffoli manda forças-tarefa da Lava Jato entregarem base de dados à PGR
Decisão vale para forças-tarefa no Paraná, no Rio de Janeiro e em São Paulo. Toffoli atendeu a pedido da PGR, que relatou enfrentar 'resistência' ao compartilhamento de informações

POLÍTICA | 10/07/2020 06:30 - Há 6 horas e 22 minutos
Carlos Bolsonaro chama fake news de 'lixo' e fala em 'novo movimento pessoal'
No post publicado nesta quarta-feira (9) no Twitter, Carlos diz estar vivendo "um novo movimento pessoal", sem especificar a que se refere

POLÍTICA | 09/07/2020 16:40 - Há 20 horas e 12 minutos
Justiça autoriza prisão domiciliar de Fabrício Queiroz e mulher
Habeas corpus dos dois chegaram ao STJ no dia 7. Ministro tomou a decisão porque cabe ao presidente do STJ decidir questões urgentes no recesso


POLÍTICA | 09/07/2020 16:06 - Há 20 horas e 46 minutos
Presidente da CPMI das Fake News pede dados das contas excluídas pelo Facebook
Foram identificadas e removidas 35 contas, 14 páginas e um grupo no Facebook e 38 contas no Instagram

POLÍTICA | 09/07/2020 15:59 - Há 20 horas e 53 minutos
Moraes envia à PGR pedido de inquérito sobre fala de Salles em reunião
Eu reunião interministerial, ministro do Meio Ambiente disse que pandemia era o momento de passar 'a boiada' e 'mudar' regras ambientais

POLÍTICA | 09/07/2020 11:18 - Há 1 dia, 1 hora e 33 minutos
CNJ intima magistrados investigados por venda de decisões a apresentar defesa
Desembargadores e juízes intimidados terão 15 dias para defesa, antes do Plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidir sobre a abertura ou não de Processo Administrativo Disciplinar (PAD)

Mais sobre

POLÍTICA | 09/07/2020 11:10 - Há 1 dia, 1 hora e 42 minutos
ACM Neto faz críticas veladas contra Bolsonaro e João Doria
Prefeito criticou retorno das aulas em São Paulo em meio à pandemia da Covid-19

POLÍTICA | 09/07/2020 11:07 - Há 1 dia, 1 hora e 45 minutos
Candidatos em Salvador aceleram campanhas mesmo durante pandemia
Os pré-candidatos a prefeito de Salvador começam a definir estratégias de campanha

POLÍTICA | 09/07/2020 06:30 - Há 1 dia, 6 horas e 22 minutos
MEC precisa de "ministro que não seja lunático", diz Rodrigo Maia
O deputado também disse esperar que o novo comandante da pasta, ainda não indicado pelo presidente Jair Bolsonaro, tenha conhecimento em gestão e educação

POLÍTICA | 09/07/2020 06:30 - Há 1 dia, 6 horas e 22 minutos
Assessor de Bolsonaro é responsável por páginas de fake news, diz investigação
Tercio Arnaud Tomaz trabalha com o presidente e integra o chamado 'gabinete do ódio'. Ele comandava a página 'Bolsonaro Opressor 2.0', que tinha mais de 1 milhão de seguidores

POLÍTICA | 09/07/2020 06:30 - Há 1 dia, 6 horas e 22 minutos
Bolsonaro adia definir ministro da Educação e candidatos buscam apoio
O cargo está vago há 20 dias - desde que Abraham Weintraub deixou o governo sob pressão

POLÍTICA | 08/07/2020 15:20 - Há 1 dia, 21 horas e 32 minutos
Procuradores pedem que Aras demita secretário-geral do MPF
Eitel Santiago defendeu que eleição de Jair Bolsonaro "foi obra divina" e diz que forças-tarefas atuam, as vezes, de forma ilegal

POLÍTICA | 08/07/2020 15:13 - Há 1 dia, 21 horas e 39 minutos
Planalto não afasta servidores que tiveram contato com Bolsonaro
Presidente anunciou na terça-feira que está com Covid-19. OMS e portaria do governo dizem que pessoas que tiveram contato com infectados devem ser afastadas do trabalho presencial

POLÍTICA | 08/07/2020 11:31 - Há 2 dias, 1 hora e 21 minutos
Vice-líder de Bolsonaro na Câmara xinga ministro do STF: ‘Lixo'
Moraes, alvo das críticas de Otoni, é o relator do inquérito que apura a divulgação de fake news e do que investiga financiamento de manifestações antidemocráticas

POLÍTICA | 08/07/2020 11:04 - Há 2 dias, 1 hora e 47 minutos
Bolsonaro sanciona, com vetos, projeto que prevê medidas para tentar proteger indígenas
Entre os trechos vetados estão os que preveem obrigação do governo em fornecer água potável, higiene, leitos hospitalares e facilidades ao acesso ao auxílio emergencial

POLÍTICA | 08/07/2020 11:00 - Há 2 dias, 1 hora e 51 minutos
"Ameaça para mim já virou até música", ironiza Coronel
Ele concedeu entrevista exclusiva, ontem, no Instagram do portal TRBN (@trbn_oficial), plataforma online da Tribuna, onde falou sobre diversos assuntos

POLÍTICA | 08/07/2020 06:30 - Há 2 dias, 6 horas e 22 minutos
Pazuello não vai ficar na saúde, diz Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem que o general Eduardo Pazuello não permanecerá no cargo de ministro da Saúde, que ocupa como interino

POLÍTICA | 08/07/2020 06:30 - Há 2 dias, 6 horas e 22 minutos
Flávio Bolsonaro presta depoimento ao MP no Rio no inquérito da 'rachadinha'
Flávio é investigado por peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Outro alvo da mesma investigação é Fabrício Queiroz, seu ex-assessor parlamentar, preso em 18 de junho em Atibaia (SP)

POLÍTICA | 08/07/2020 06:30 - Há 2 dias, 6 horas e 22 minutos
Maia diz que fará exame para saber se tem anticorpos para covid-19
O deputado esteve com Bolsonaro na cerimônia de prorrogação do auxílio emergencial, no dia 30 de junho, no Palácio do Planalto

POLÍTICA | 07/07/2020 15:36 - Há 2 dias, 21 horas e 16 minutos
Ministros fazem exames para Covid
Ao menos três ministros foram submetidos à testagem e receberam resultado negativo para a doença. Presidente da República informou nesta terça-feira (7) que contraiu o vírus

POLÍTICA | 07/07/2020 12:18 - Há 3 dias, 34 minutos
Bolsonaro diz que seu exame para covid-19 deu positivo
Presidente realizou o exame na segunda-feira (7), após ter febre e sentir dores no corpo. Bolsonaro fez outros três testes desde março deste ano

POLÍTICA | 07/07/2020 11:01 - Há 3 dias, 1 hora e 50 minutos
MPF: proposta do grupo anticorrupção esvazia força-tarefa e elimina Gaeco
A criação da Unac está prevista no projeto em discussão no CSMPF e pode dar fim à atuação das forças-tarefas do MPF especializadas em operações de combate à corrupção e ao crime organizado, sobretudo a Lava-Jato

POLÍTICA | 07/07/2020 10:24 - Há 3 dias, 2 horas e 28 minutos
Neto sofre pressão do empresariado para acelerar retomada econômica
O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), enfrenta a mais grave crise dos quase oito anos de gestão

POLÍTICA | 07/07/2020 10:22 - Há 3 dias, 2 horas e 29 minutos
Rui intensifica agenda para dar visibilidade a Denice e causa ciumeira na base
O governador Rui Costa (PT) tem intensificado a agenda ao lado da pré-candidata do PT à prefeitura de Salvador, Major Denice (PT)

POLÍTICA | 07/07/2020 06:30 - Há 3 dias, 6 horas e 22 minutos
Deputado Major Vitor Hugo é sondado por Bolsonaro para o MEC
O líder do governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), é o mais novo cotado para assumir o Ministério da Educação

POLÍTICA | 07/07/2020 06:30 - Há 3 dias, 6 horas e 22 minutos
Bolsonaro sanciona MP 936, mas veta prorrogar desoneração da folha
Medida estenderia por um ano percentual menor de contribuição para setores intensivos em mão de obra e pode afetar recuperação da economia

POLÍTICA | 07/07/2020 06:30 - Há 3 dias, 6 horas e 22 minutos
MPF pede afastamento de Salles do Ministério do Meio Ambiente
Segundo os procuradores, Salles atua com a intenção de desmontar a proteção ao meio ambiente no país, incorrendo em ato de improbidade administrativa

POLÍTICA | 07/07/2020 06:30 - Há 3 dias, 6 horas e 22 minutos
Bolsonaro tem sintomas de covid-19 e faz novo exame para detectar doença
Presidente teve febre e foi levado ao Hospital das Forças Armadas em Brasília. Ele disse que está tomando a hidroxicloroquina

POLÍTICA | 07/07/2020 06:30 - Há 3 dias, 6 horas e 22 minutos
Prazo para Witzel se defender de impeachment voltará a ser contado na 4ª feira
A decisão foi tomada nesta segunda-feira (6) pela comissão especial que analisa a denúncia na Alerj e deve ser publicada no Diário Oficial desta terça-feira (7)

POLÍTICA | 06/07/2020 13:34 - Há 3 dias, 23 horas e 18 minutos
Uso de máscaras não é obrigatório em presídios, diz veto do governo
Governo publicou no 'Diário Oficial' retificação ampliando trechos vetados da lei que obriga uso de máscara em locais públicos. Cabe ao Congresso analisar os vetos

POLÍTICA | 06/07/2020 11:23 - Há 4 dias, 1 hora e 29 minutos
Maia critica força-tarefa da Lava Jato e diz que Moro virou político
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), voltou a criticar a força-tarefa da Operação Lava Jato após o procurador Deltan Dallagnol dizer que governistas vinham atacando o ex-ministro da Justiça Sérgio Moro

POLÍTICA | 06/07/2020 11:17 - Há 4 dias, 1 hora e 35 minutos
TSE autoriza 'vaquinhas' de sites fora do ar
Entre os endereços há páginas que nem sequer recebem doação para candidato e outras cujas taxas administrativas não são informadas

POLÍTICA | 06/07/2020 09:40 - Há 4 dias, 3 horas e 12 minutos
“Está na hora de uma reabertura gradual do comércio”
O deputado federal Marcio Marinho defendeu a reabertura gradual do comércio em Salvador

POLÍTICA | 06/07/2020 06:30 - Há 4 dias, 6 horas e 22 minutos
'Lunáticos conseguem prevalecer', diz Maia sobre impasse no Ministério da Educação
Presidente da Câmara concedeu entrevista à GloboNews. Cotado para assumir o MEC, Renato Feder foi alvo de críticas de apoiadores de Bolsonaro e disse ter rejeitado convite do presidente

POLÍTICA | 06/07/2020 06:30 - Há 4 dias, 6 horas e 22 minutos
Maia diz que quadro melhorou, mas cobra mais harmonia entre poderes
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou neste domingo, 5, que o panorama político no País melhorou, mas ainda não é de harmonia

POLÍTICA | 06/07/2020 06:30 - Há 4 dias, 6 horas e 22 minutos
Renato Feder rejeita convite para assumir Ministério da Educação
Convite foi feito, segundo secretário de Educação do Paraná, na última quinta-feira