Filme brasileiro integra lista de selecionados para o Cannes Classics

“Antena da Raça”, dirigido por Paloma Rocha e Luis Abramo, retoma a experiência transgressora do programa “Abertura” e de Glauber Rocha em um Brasil que se abria para a democracia

Tribuna da Bahia, Salvador
17/07/2020 08:50 | Atualizado há 20 dias, 12 horas e 17 minutos

   
Foto: Reprodução

A produção brasileira “Antena da Raça” integra a lista dos 7 documentários  da seleção oficial na edição de 2020 da Mostra Cannes Classics. Excepcionalmente, neste ano, por conta da pandemia de coronavírus, os filmes serão apresentados no Festival Lumière, em Lyon, entre 10 e 18 de outubro, e no Réncontres Cinématographiques de Cannes, entre 23 e 26 de novembro. Com 80 minutos de duração, a obra, que tem como diretores Paloma Rocha e Luís Abramo Campos, retoma a experiência transgressora, o contexto político e cultural em que o programa “Abertura” – exibido por pouco mais de um ano entre 1979 e 1980, quando foi extinta a TV Tupi – e Glauber Rocha estavam inseridos.

Na época, Glauber ousou na linguagem televisiva, quebrando as regras das entrevistas na TV, propondo temas polêmicos em um período que o país passava por um processo de redemocratização.  A linguagem utilizada por Paloma e Abramo dialoga com o estilo glauberiano, provocando uma reflexão crítica sobre o processo democrático, o papel da sociedade e sua relação com os meios de comunicação.

 “Não é um documentário sobre Glauber ou um tributo a ele, até porque a relação com meu pai desmistificou essa coisa de tributo, de ele ser gênio etc. Aliás, a genialidade dele era justamente essa, a de saber se aproximar e falar às pessoas de forma simples e direta. Nesse sentido, quisemos resgatar essa efervescência cultural e o desejo de liberdade do final dos anos 70 para hoje, e a própria obra do Glauber permite isso, pois, nela, o passado transita pelo presente como se todos estivessem no mesmo plano. Utilizamos os personagens das obras dele como um contraplano ao Brasil de hoje”, diz Paloma.

“Fomos às ruas, eu e Abramo, para entender os temas que Glauber prenunciava 40 anos atrás e estabelecemos um diálogo com o que está acontecendo. Os personagens de Glauber são atemporais, permitindo fazer esse paralelo com a atualidade”, complementa. Paloma destaca, ainda, que“Antena da Raça” resgata a inspiração, o vigor de seu pai e, sobretudo, seu legado de coragem e lucidez, como disse o cineasta e escritor Orlando Senna.

Quanto à inclusão do filme entre os finalistas do Cannes Classics, a diretora identifica motivos de satisfação. “Além de ser um dos mais representativos festivais do mundo e Glauber ter sido premiado nele, a França é um país que se preocupa em preservar e divulgar seu cinema. E permitir a Glauber voltar a esse evento nos dá uma sensação de dupla realização: levar a mensagem dele para esse festival e ter conseguido experimentar uma nova linguagem que lida com essa atemporalidade e não se enquadra em nenhum gênero de cinema. Um filme que mostra Glauber como ele era realmente, todo descabelado e sem camisa. Não é uma obra para inglês ver, como costumamos dizer. É um filme sem paletó, sem smoking, mas com a alma dele sempre presente”, diz.

Complementarmente, a diretora afirma que este reconhecimento também significa a possibilidade de dar continuidade ao trabalho, pois, segundo ela, o filme não se encerra em si. “É uma reflexão aberta e fico muito feliz pelo fato de Cannes compreender essa proposta de fazer algo totalmente sem concessões por meio da nossa percepção de como vemos o mundo pelo olhar do Glauber”.

Uma câmera na mão e o Brasil na cabeça

Ao rever o processo de “Antena da Raça”, Abramo afirma que fazer o filme foi percorrer um caminho inverso. “Paloma me convidou para esse desafio de fazer um filme investigativo sobre o rumo que o país estava tomando 40 anos depois da abertura democrática e saímos na busca desse diálogo tendo o espírito desprendido do programa ‘Abertura’e o comprometimento do Glauber com o seu povo. Também sou filho de um cineasta baiano (Fernando Coni Campos) e também vivi, com minha família, as angústias que essa geração sofreu com a ditadura militar. Na obra, atualizamos o que sempre será contemporâneo e tentamos homenagear essa geração de artistas que corajosamente defendeu suas ideias, no entendimento da força da arte como forma de transformação social. Contrapomos as ideias de Glauber com o momento político atual, a eleição de Bolsonaro em 2018, levando para a presidência um representante da extrema direita no país. Tínhamos em mente as seguintes questões: O que será de nosso país? O que será de nossa cultura? Quem irá resistir em meio à onda reacionária que aflora o país? Glauber, em seu programa na extinta TV Tupi, sonhava com a liberdade que estava chegando. Nós tentamos entender que país virou depois desse processo democrático”, afirma.

Quanto à produção do filme, Abramo afirma que foi um processo longo, com filmagens intermitentes, intercalando o tempo dentro da ilha de edição com as imagens de Glauber. “Imbuídos dessa herança de cinema, a clássica referência de uma câmera na mão e uma ideia na cabeça, adotamos um formato que acreditamos: uma equipe mínima e a certeza de que o conteúdo devesse se sobrepor à estética. Claro que, como fotógrafo, é sempre difícil abrir mão de certas amarras. Mas abrimos, pois entendemos que esteticamente que este era o diálogo que buscávamos em que o personagem e sua história deveriam estar sempre acima de qualquer estética. Filmamos os contraplanos do Glauber nos seus filmes e nas suas falas e entrevistas do programa ‘Abertura’.  O nosso parceiro, o editor Alexandre Gwaz, tem profundo conhecimento da obra do Glauber e confrontou os personagens dos filmes dele com os personagens que encontramos nas ruas, ampliando este diálogo de uma proposta que desafiasse as heranças e trouxesse a atualidade e força das ideias de Glauber e de sua geração.”

Como resultado dessa imersão no universo glauberiano, “Antena da Raça”, mais do que dialogar com o estilo do programa “Abertura”, permite algumas constatações. Passadas quatro décadas, a frágil democracia do país está novamente em risco e, assim como ontem, ainda hoje as palavras de Glauber, seu comportamento não-conformista e seu desejo de interferir na realidade brasileira seguem atuais.

MAKING OFF

O programa “Abertura”teve seu material de arquivo produzido originalmente no formato de vídeo UMATIC. Em 2008, todo o conteúdo foi copiado para o formato Beta Digital e depositado na Cinemateca Brasileira, em São Paulo. Em 2018, os programas foram restaurados na Afinal Filmes, no Brasil, com fotografia de Luís Abramo e áudio de Ricardo Mansur sob a supervisão de Paloma Rocha.

Em “Antena da Raça”, o encontro dos brasileiros de hoje com os personagens de Glauber e do programa exibido pela TV Tupi religa mais de 40 anos de história, estabelecendo um link entre dois Brasis, o moderno e o arcaico.  Ao longo da montagem foram utilizados trechos dos filmes “Patio”, “Barravento”, “Deus e o Diabo na Terra do Sol”, “Terra em Transe”, “Câncer”, “O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro”, “Cabeças Cortadas”, “Der Leone HaveSeptCabezas”, “Claro”, “Di Glauber” e “A  Idade da Terra”. 

Sobre Paloma Rocha

Visualização da imagem

Diretora, documentarista e produtora, nasceu em Salvador, em 1960, e é filha do cineasta Glauber Rocha e da atriz Helena Ignez. Iniciou sua carreira como atriz teatral, estreando depois no cinema em “A idade da Terra” sob a direção de seu pai. Na década de 80 fez a assistência de direção de documentários e realizou ensaios poéticos em vídeo. De 1994 a 2003, trabalhou com assistente de direção na TV Globo em diversas novelas e minisséries. Atuou, também, como diretora de produção do makingof de “O Que é Isso, Companheiro?”, de Bruno Barreto. Dedica-se atualmente ao trabalho de restauração digital e de divulgação dos filmes de seu pai, além de ser presidente da Associação dos Amigos do Tempo Glauber. Desde 2003, realiza diversos projetos na área do audiovisual pela sua empresa, a Paloma Cinematográfica, dentre eles a realização de seis documentários que complementaram o lançamento de seis versões restauradas de filmes de Glauber em DVD. Em 2007, lançou seu primeiro longa-metragem para o cinema, “Anabazys”, o qual foi exibido na Mostra Orizzonti do Festival de Veneza 2007 e premiado no Festival de Brasília 2007. Em 2010, produziu o documentário “Olho Nu”, sobre o cantor Ney Matogrosso.

Sobre Luis Abramo

Visualização da imagem

Formado em designer pelo curso de Desenho Industrial da Escola de Belas Artes da UFRJ, iniciou sua carreira no cinema como assistente de câmera de Mário Carneiro no filme “O Mágico e o Delegado”, em 1983. Desde então, realizou direção de fotografia de mais de 30 filmes de longa-metragem documentais e de ficção. Recebeu prêmio de melhor fotografia no Festival de Cinema de Recife em 2014 com o longa-metragem “Romance Policial” (Jorge Durán, 2004); melhor Fotografia no Festival de Cinema de Gramado em 2010 com o longa-metragem “Não se pode Viver sem Amor” (Jorge Durán, 2010); melhor Fotografia de Longa-metragem com o filme “Fronteiras” no Festival do Paraná de Cinema Latino e Brasileiro, entre outros. Por sua visão diferenciada da fotografia, é considerado um dos mais conceituados fotógrafos da nova geração pós-retomada. Como diretor, realizou o documentário “Korubo – uma etnia entre Fronteiras” (Mariana Fagundes, Luis Abramo e Ernesto Solis, 2013), a série “Gente Awá” (Mariana Fagundes e Luis Abramo, 2015) e “Abrindo o Armário” (Dario Menezes e Luis Abramo, 2018).  Atualmente está codirigindo com Paloma Rocha o longa documentário “Tentehar - Arquitetura do Sensível”.

Ficha técnica

Antena da Raça

Duração: 80 minutos

Ano: 2020

Produtores: Paloma Cinematográfica e Luba Filmes

Diretores: Paloma Rocha e Luís Abramo

Edição: Alexandre Gwaz

Elenco: Glauber Rocha, Brizola, Severino, Caetano Veloso, José Celso Martinez, Helena Ignez e Paloma Rocha.

Compartilhe       

 




Mais sobre

CULTURA E LAZER | 31/07/2020 18:46 - Há 6 dias, 2 horas e 21 minutos
7 filmes inteligentes que te farão pensar

CULTURA E LAZER | 31/07/2020 07:20 - Há 6 dias, 13 horas e 47 minutos
Janete Freitas - Edição do dia - 31/07

CULTURA E LAZER | 30/07/2020 07:10 - Há 7 dias, 13 horas e 57 minutos
Janete Freitas - Edição do dia - 30/07

CULTURA E LAZER | 29/07/2020 07:20 - Há 8 dias, 13 horas e 47 minutos
Janete Freitas - Edição do dia - 29/07

CULTURA E LAZER | 28/07/2020 16:08 - Há 9 dias, 4 horas e 59 minutos
Festival homenageará Margareth Menezes

CULTURA E LAZER | 28/07/2020 07:00 - Há 9 dias, 14 horas e 7 minutos
Janete Freitas - Edição do dia - 28/07

CULTURA E LAZER | 24/07/2020 18:43 - Há 13 dias, 2 horas e 24 minutos
Festival canto popular acontece neste final de semana

CULTURA E LAZER | 24/07/2020 11:18 - Há 13 dias, 9 horas e 49 minutos
Janete Freitas - Edição do dia - 24/07

CULTURA E LAZER | 24/07/2020 09:30 - Há 13 dias, 11 horas e 36 minutos
11 filmes baseados em quadrinhos que não são sobre super-heróis

CULTURA E LAZER | 23/07/2020 14:30 - Há 14 dias, 6 horas e 37 minutos
Ju Moraes faz live neste domingo (25)

CULTURA E LAZER | 23/07/2020 07:20 - Há 14 dias, 13 horas e 47 minutos
Janete Freitas - Edição do dia - 23/07

CULTURA E LAZER | 22/07/2020 07:25 - Há 15 dias, 13 horas e 42 minutos
Janete Freitas - Edição do dia - 22/07

CULTURA E LAZER | 21/07/2020 11:05 - Há 16 dias, 10 horas e 2 minutos
Janete Freitas - Edição do dia - 21/07

CULTURA E LAZER | 18/07/2020 12:26 - Há 19 dias, 8 horas e 41 minutos
Banda Olodum se apresenta em live dia 26

CULTURA E LAZER | 17/07/2020 07:10 - Há 20 dias, 13 horas e 57 minutos
Janete Freitas - Edição do dia - 17/07

CULTURA E LAZER | 16/07/2020 14:54 - Há 21 dias, 6 horas e 13 minutos
Tayrone apresenta super live nesta sexta

CULTURA E LAZER | 16/07/2020 14:47 - Há 21 dias, 6 horas e 20 minutos
Sertanejo na internet estreia no IGTV com memes, curiosidades e muita diversão

CULTURA E LAZER | 16/07/2020 12:34 - Há 21 dias, 8 horas e 33 minutos
Tudo sobre os próximos lançamentos da DC

CULTURA E LAZER | 15/07/2020 06:30 - Há 22 dias, 14 horas e 37 minutos
Janete Freitas - Edição do dia - 15/07

CULTURA E LAZER | 14/07/2020 15:01 - Há 23 dias, 6 horas e 5 minutos
SecultBA e Setre realizam cadastro de trabalhadores do campo cultural na Bahia

CULTURA E LAZER | 14/07/2020 07:20 - Há 23 dias, 13 horas e 47 minutos
Janete Freitas - Edição do dia - 14/07

CULTURA E LAZER | 11/07/2020 03:19 - Há 26 dias, 17 horas e 48 minutos
Confira os melhores filmes sobre bandas

CULTURA E LAZER | 10/07/2020 10:54 - Há 27 dias, 10 horas e 13 minutos
Janete Freitas - Edição do dia - 10/07

CULTURA E LAZER | 09/07/2020 13:47 - Há 28 dias, 7 horas e 20 minutos
Ana Mametto lança ‘Saudação’ nas plataformas digitais

CULTURA E LAZER | 09/07/2020 07:30 - Há 28 dias, 13 horas e 37 minutos
Janete Freitas - Edição do dia - 09/07

CULTURA E LAZER | 08/07/2020 07:30 - Há 29 dias, 13 horas e 37 minutos
Janete Freitas - Edição do dia - 08/07

CULTURA E LAZER | 07/07/2020 07:20 - Há 30 dias, 13 horas e 47 minutos
Janete Freitas - Edição do dia - 07/07

CULTURA E LAZER | 06/07/2020 15:19 - Há 5 horas e 48 minutos
Márcio Victor estreia série ´Leveza Desce Bem´, em canal no youtube

CULTURA E LAZER | 03/07/2020 17:11 - Há 3 dias, 3 horas e 56 minutos
Melhores filmes de 2020 até agora

CULTURA E LAZER | 03/07/2020 12:52 - Há 3 dias, 8 horas e 15 minutos
Juan e Rafael faz live de arrocha neste sábado, recheada de inovações